Metodologias inovadoras – ativas e imersivas – com uso de tecnologias digitais nos anos iniciais do ensino fundamental

  • Ademir Aparecido Pinhelli Mendes Centro Universitário UNINTER
  • Liliane de Sousa Cardoso Centro Universitário Internacional - Uninter

Resumo

RESUMO

O artigo tem como objeto mostrar experiências com metodologias inovadoras – ativas e imersivas - por meio do uso de tecnologias digitais no processo de ensino e aprendizagem, nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Pretendeu-se compreender como as referidas metodologias facilitam o uso de tecnologias digitais e contribuem para a mediação da aprendizagem. Em uma abordagem qualitativa, por meio da técnica de observação participante, a presente pesquisa em nível de mestrado, foi desenvolvida no decorrer dos anos letivos de 2018 e 2019 em uma escola privada de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, na cidade de Curitiba. Nas observações realizadas encontraram-se evidências de que, ao recorrer às metodologias inovadoras utilizando diferentes recursos tecnológicos digitais — em um trabalho mais imersivo —, o interesse, o envolvimento, a participação e o comprometimento dos alunos tornam-se mais significativos. Observou-se ainda que a mediação do professor é fundamental para a condução do processo de ensino e aprendizagem.

Palavras-chave: Metodologias ativas; Metodologias imersivas; Aprendizagem mediada; Tecnologias digitais; Ensino Fundamental I.

 

ABSTRACT

The article aims to show experiences with innovative methodologies – active and immersive – through the use of digital technologies in the teaching and learning process, in the early years of elementary school. It was intended to understand how these methodologies facilitate the use of digital technologies and contribute to the mediation of learning. In a qualitative approach, through the participant observation technique, this research at master's level was developed during 2018 and 2019 at a private early and elementary school, in the city of Curitiba. In the observations performed, evidences showed that, when resorting to innovative methodologies using different digital technological resources — in a more immersive work — interest, involvement, participation and commitment of students become more significant. It was also observed that teacher mediation is fundamental for conducting the teaching and learning process.


Keywords: Active methodologies; Immersive methodologies; Mediated learning; Digital technologies; Elementary School.

 

RESUMEN

El artículo tiene como objetivo mostrar experiencias con metodologías innovadoras – activas e inmersivas – a través del uso de tecnologías digitales en el proceso de enseñanza y aprendizaje, en los primeros años de la educación básica. Su objetivo es comprender cómo estas metodologías facilitan el uso de las tecnologías digitales y contribuyen con la mediación del aprendizaje. En un enfoque cualitativo, a través de la técnica de observación participante, esta investigación a nivel de maestría se desarrolló durante los períodos escolares de 2018 y 2019, en una escuela privada de educación inicial y básica, en la ciudad de Curitiba. En las investigaciones, se encontraron evidencias de que, al recurrir a metodologías innovadoras utilizando diferentes recursos digitales — en un trabajo más inmersivo — el interés, la participación y el compromiso de los estudiantes se vuelven más significativos. También se observó que la mediación de los maestros es fundamental para llevar a cabo el proceso de enseñanza y aprendizaje.


Palabras-clave: Metodologías activas. Metodologías inmersivas. Aprendizaje mediado. Tecnologías digitales. Escuela básica.

 

 

 

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ademir Aparecido Pinhelli Mendes, Centro Universitário UNINTER
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná. Graduado em Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional e em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo. Professor titular do Programa de Mestrado e Doutorado Profissional em Educação e Novas Tecnologias do Centro Universitário Internacional.
Liliane de Sousa Cardoso, Centro Universitário Internacional - Uninter
Mestra em Educação e Novas Tecnologias pelo Centro Universitário Internacional. Especialista em Orientação Acadêmica: Docência EaD e no Magistério do Ensino Superior. Graduada em Pedagogia pela Universidade Tuiuti do Paraná.

Referências

ALMEIDA, Paulo Nunes. Educação lúdica, técnicas e jogos pedagógicos. São Paulo: Loyola, 1987.

BARBOSA, Eduardo Fernandes; MOURA, Dácio Guimarães de. Metodologias ativas de aprendizado na educação profissional e tecnológica. B. Tec. Senac, Rio de Janeiro, v. 39, n. 2, p. 48-67, maio/ago. 2013.

BOGDAN, R., BIKLEN, S. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

CAROLINO, Jussara de Abreu. Contribuições da pedagogia de projetos e do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para o ensino de Geografia - um estudo de caso. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

ESTEVAM, Marcelo; CAMAS, Nuria Pons Villardel (org.) Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior. Curitiba: Editora IFPR, 2018. 183 p. v. 2.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008. 197 p. Disponível em: https://ayanrafael.files.wordpress.com/2011/08/gil-a-c-c3a9todos -e-tc3a9cnicas-de-pesquisa-social.pdf. Acesso em:

HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Trad. Jussara Haubert Rodrigues. Porto Alegre: Artmed, 1998.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1992.

MARCHESI, Álvaro; ALAVA, Seraphin; FAGUNDES, Léa. Multidisciplinaridade: educar no ciberespaço. Revista Pátio, ano VII, n. 26, maio/julho 2003.

SILVA, Maristela Alberton. O trabalho com projetos, um convite à descoberta. 2003. Faculdade de Educação – FACED. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Disponível em: http://www.nuted.ufrgs.br/oficinas/oficinas/criacao/trabalho projetos.pdf. Acesso em: 28 out. 2018.

SOUZA, Renato Rocha. Aprendizagem colaborativa em comunidades virtuais. 2000. Dissertação. 104 p. (Mestrado em Engenharia de Produção). Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/ bitstream/handle/123456789/78515/176216.pdf? sequence. Acesso em: 28 out. 2018.

TEIXEIRA, Karen Liane. Aprendizagem baseada em projetos: estratégias para promover a aprendizagem significativa. In: FOFONCA, Eduardo (coord.); BRITO, Glaucia da Silva; ESTEVAM, Marcelo; CAMAS, Nuria Pons Villardel (Orgs.). Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior. Curitiba, Editora IFPR, 2018.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

Publicado
2020-04-08
Como Citar
Mendes, A. A. P., & Cardoso, L. de S. (2020). Metodologias inovadoras – ativas e imersivas – com uso de tecnologias digitais nos anos iniciais do ensino fundamental. REVISTA INTERSABERES, 15(34). https://doi.org/10.22169/revint.v15i34.1801