Relações entre educação e trabalho inauguradas na república: a educação a distância

Autores

  • Juliane Marise Barbosa Teixeira Grupo Educacional UNINTER
  • Maclovia Correa Silva UTFPR

DOI:

https://doi.org/10.22169/revint.v9i17.572

Resumo

RESUMO

O objetivo desse artigo é mostrar por meio de um panorama histórico como as formas de pensar a educação a distância (EaD) reproduziram as relações entre trabalho e educação inauguradas na Primeira República (1889-1930). Os primeiros esforços políticos nesse sentido aconteceram com a criação de Escolas de Aprendizes Artífices em 1910 nas capitais dos estados brasileiros. Assim, recorreu-se aos aspectos históricos dos desdobramentos da pedagogia liberal para mostrar como elas apoiaram o sistema educativo midiático da sociedade de comunicação e informação. Em especial, o texto trata das tendências tradicional, renovada progressista e tecnicista circunscritas em modelos pedagógicos que contribuíram para fundamentar a EaD em âmbito nacional.  Historicamente, essas pedagogias sustentaram as estruturas de cursos livres, por correspondência e cursos técnicos e tecnológicos da modalidade a distância. No aspecto argumentativo do artigo, a recorrência às classificações “consagradas”, por autores procura explicar que elas marcaram o campo científico escolar e fundamentaram a organização da EaD. Os procedimentos metodológicos para fundamentar a discussão se restringiram à pesquisa bibliográfica em livros e sites. Os resultados mostram que a educação a distância (EaD) sustenta aspectos da ideias da pedagogia liberal, das relações educação e trabalho, e neste sentido tem contribuído para suprir lacunas na oferta de mão de obra para o mercado de trabalho.

 

Palavras-chave: Pedagogias. Educação. Educação a distância.

 

 

ABSTRACT

The aim of this paper is to show through a historical overview how ways of thinking about Distance Education ( EaD,  in Portuguese) reproduced the relations  between work and education, which were inaugurated the First Republic ( 1889-1930 ) . The first policy efforts in this direction occurred with the establishment of Schools of   Artisan  Apprentices  in 1910 in the Brazilian state capitals. Thus , historical aspects  from the unfolding of liberal pedagogy were used to show how they supported the media educational system of the communication and information society. In particular, the paper addresses the traditional, the progressive renewed and the technicist trends,  circumscribed by pedagogical models that contributed to support distance education nationwide. Historically, these pedagogies supported the structures of correspondence course not ruled by specific law, and technical and technological courses in the distance modality. The methodological procedures to substantiate the discussion are restricted to bibliographic research in books and websites. The results show that not only does distance education sustain aspects of the ideas of liberal pedagogy, but also the relations between education and work. And in this sense, it has helped to fill the gaps in the labor supply of the job market.

 

Key words: Pedagogy. Education. Distance education.

RESUMEN

El objetivo de este artículo es mostrar a través de un panorama histórico como las formas de pensar la educación a distancia (EaD) reprodujeron las relaciones entre el trabajo y la educación inauguradas durante la Primera República (1889-1930). Los primeros esfuerzos políticos en este sentido se produjeron con la creación de Escuelas de Aprendices en 1910 en las capitales de los estados brasileños. Por lo tanto, se recurrió a los aspectos históricos de los desdoblamientos de la pedagogía liberal para mostrar cómo ellas apoyaron el sistema educativo de los medios de la sociedad de comunicación e información. En particular, el texto se refiere a las tendencias: tradicional, renovada progresista y tecnicista circunscrita en modelos pedagógicos que contribuyeron para fundamentar la  EaD en el ámbito nacional. Históricamente, estas pedagogías sostuvieron las estructuras de cursos libres, cursos por correspondencia, técnicos y tecnológicos de la modalidad a distancia. En el aspecto argumentativo del artículo, la recurrencia a las clasificaciones "consagradas" por autores, busca explicar que ellas marcaron el campo científico escolar y fundamentaron la organización de la EaD. Los procedimientos metodológicos para fundamentar el debate se limita a la investigación bibliográfica de libros y sitios web. Los resultados muestran que el aprendizaje a distancia (EaD) mantiene aspectos de las ideas de la pedagogía liberal, de las relaciones educación y trabajo, y en este sentido, están contribuyendo para suplir lagunas en la oferta de mano de obra para el mercado de trabajo.

Palabras-clave: Pedagogías. Educación. Educación a distancia.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Marise Barbosa Teixeira, Grupo Educacional UNINTER

Mestre em Tecnologia e Desenvolvimento do PPGTE na UTFPR; Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas pela PUCPR (2009); Graduada em Letras pela PUCPR (2006). Graduanda em Administração pela UNINTER. Atuou como coordenadora de Recursos Humanos em empresa de engenharia com aproximadamente 2 mil funcionários e cinco filiais pelo país ( Angola 2006 a 2010). Também atuou como professora especialista na área de Educação Especial de 2002 a 2006. Possui em experiência na área de Administração, com ênfase em Gestão Estratégica de Pessoas. Atualmente atua como coordenadora Adjunta do Curso Tecnólogo Superior em Gestão Publica, MBA em Administração Pública e Gerência de Cidades e MBA em Marketing Político e Organização de Campanha Eleitoral da Escola de Gestão Pública, Políticae Jurídica no Centro Universitário Internacional UNINTER. Docente na área de Gestão de Pessoas no Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão - IBPEX. Professora Tutora convidada na Coordenação de Tecnologia na Educação - COTED da UTFPR.

Maclovia Correa Silva, UTFPR

Professora permanente da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, dedicação exclusiva, atua na área de Letras, em ensino de línguas, com ênfase em Línguas Estrangeiras Modernas, e no Programa de Pós-graduação em Tecnologia da UTFPR com as disciplinas de História da técnica e da tecnologia, Tecnologias sustentáveis e Práticas educativas, culturais e ambientais para a constituição de saberes e conhecimentos . Trabalha com ensino, pesquisa e extensão de modo interdisciplinar com temas ligados ao urbanismo, ambiente, sustentabilidade, patrimônio, educação ambiental, patrimonial, tecnológica e línguas.Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Paraná (1976), graduação em Letras pela Universidade Federal do Paraná (1991), Mestrado em História do Brasil pela Universidade Federal do Paraná (1984) e Doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2000). Fez pós-doutorado na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (2011-2012) em educação ambiental e patrimonial e pós-doutorado em política científica e tecnológica no Instituto de Geociências da Unicamp-SP (2012). Realizou estágio professor visitante (2008/2009) por um semestre no Mestrado Erasmus Mundus TPTI, na Universidade Paris 1 - Panthéon-Sorbonne e na Università Degli Studi di Padova, Itália, no Departamento de História por dois meses (2011).

Downloads

Publicado

2014-07-03

Como Citar

TEIXEIRA, J. M. B.; SILVA, M. C. Relações entre educação e trabalho inauguradas na república: a educação a distância. REVISTA INTERSABERES, [S. l.], v. 9, n. 17, p. 128–146, 2014. DOI: 10.22169/revint.v9i17.572. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/intersaberes/index.php/revista/article/view/572. Acesso em: 19 jul. 2024.