Bullying na percepção dos professores

Autores

  • Jocilaine Fernanda Ferreira
  • Keila Fernanda do Nascimento2
  • Willian Rodrigo do Amaral
  • Cloves Amorim
  • Plínio Marco de Toni

DOI:

https://doi.org/10.22169/revint.v7i14.330

Resumo

Entre as manifestações mais diversas da violência na sociedade atual, está o fenômeno bullying, cuja frequência ocorre predominantemente nas escolas. O objetivo desta pesquisa foi verificar o conhecimento dos docentes em relação a esta prática, em uma Escola Estadual da cidade de Curitiba/PR. Participaram 31 educadores do Ensino Médio, 63% do gênero feminino e 37% do masculino. A maior parte dos educadores tem idade entre 41 e 50 anos, totalizando 37% dos participantes, e a média de idade foi de 42 anos, com desvio-padrão de 10,4. Quando questionados se já haviam tomado conhecimento do termo bullying, 100% dos participantes responderam afirmativamente; 75% afirmaram que conheceram o termo pelos meios de comunicação. Apenas 13% relataram que só receberam conhecimentos sobre o tema por meio de capacitação realizada dentro da escola. Também se investigaram ocorrências de violência contra os docentes, dos quais 39% já sofreram algum tipo de violência na escola. Destes, 69% relataram ter sido vítimas de agressões verbais, como xingamentos, palavrões e apelidos, 16% agressões físicas e 15% ameaças. Conclui-se que o bullying ocorre com frequência no ambiente escolar e sua prática desenfreada tende a gerar outras formas de violência, inclusive contra os professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jocilaine Fernanda Ferreira

Keila Fernanda do Nascimento2

Willian Rodrigo do Amaral

Cloves Amorim

Plínio Marco de Toni

Downloads

Como Citar

Ferreira, J. F., do Nascimento2, K. F., do Amaral, W. R., Amorim, C., & de Toni, P. M. (2012). Bullying na percepção dos professores. REVISTA INTERSABERES, 7(14), 368–387. https://doi.org/10.22169/revint.v7i14.330

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)