Ensino médio e educação para as relações étnico-raciais em produções acadêmicas (2008-2018)

  • Wilma de Nazaré Baía Coelho UFPA/Docente
  • Milena Farias e Silva UFPA/Bolsista Iniciação Científica

Resumo

RESUMO

O presente artigo fez uma análise, conforme Bardin (2016) e Ferreira (2002), das produções de artigos, dissertações e teses sobre a educação das relações étnico-raciais (Erer) e o ensino médio no período de 2008-2018, objetivando mapear essas produções por região, verificar a incidência desses estudos na sala de aula e observar os silenciamentos de temas e agentes na empiria. Como aporte teórico recorremos a Pierre Bourdieu (2012), Roger Chartier (1988), Wilma Coelho (2005; 2018) e Acácia Kuenzer (2010). Inferimos que os estudos concentram suas pesquisas nas salas de aula e nas práticas dos professores e que há escassa investigação sobre os indígenas no ambiente escolar.

Palavras-chave: Ensino médio. Relações étnico-raciais. Lei N o 11.645/2008.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilma de Nazaré Baía Coelho, UFPA/Docente
Doutora em Educação/UFRN. Professora da UFPA, desde de 1994. Integra o corpo docente da Pós-Graduação em Currículo e Gestão da Escola Básica (PPEB), do Programa em Educação em Ciências e Matemáticas (PPGECM) e atua como Coordenadora e docente do Doutorado em Rede Educação na Amazônia (EDUCANORTE/PGEDA). Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores e Relações Étnico-raciais (NEAB/GERA/UFPA). Nos últimos 5 cinco anos (2015-2020), publicou 28 artigos em revistas qualificadas; 3 livros autorais; 33 capítulos de livros. Consultora ad hoc do CNPQ e CAPES e pareceristas Ad Hoc de diversas revistas científicas, como: Revista Currículo sem Fronteiras; Revista Unisinos; Revista Brasileira de Educação; Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos; Revista do Instituto de Estudos Brasileiros; Educação & Realidade; Educação e Questão; Revista Reflexão & Ação; Revista Imagens Em Educação; Revista Acta Scientiarum Education; Revista Eletrônica de Educação; Revista Educação e Filosofia; Revista Caderno de Pesquisas;. Integra a Equipe Editorial/Científico das Revista Cocar, desde 2008; da Revista da Associação de Pesquisadores/as Negros/as, desde 2014; Revista da Revista de Ciências Humanas (Coleção Cadernos NEAB/UFPR), desde 2014; Revista Ensaios e pesquisas em Educação e Cultura, desde 2017 e Revista Brasileira de Educação e Diversidade, 2019. Membro do Comitê de Julgamento /Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas-AF CNPQ/2020. Atualmente participa da pesquisa em rede nacional com envolvimento de 6 instituições (coordenação nacional/UFS), iniciada em 2019. Supervisora de projeto de pesquisa do CEERT, em 2020. Integrou a Equipe de Avaliação de projeto CEERT/2020. Integrou a Comissão da Oficina Colaborativa para Concepção do Edital Equidade Racial na Educação Básica/2019. É membro da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação (ANPED); da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (ABPN) e da Associação Nacional de História (ANPUH). Atuou na Diretoria de Apoio ao Docente e Discente da PROEG/UFPA (2016-2018). Coordenou 2 Cursos de Especialização em Relações Étnico-Raciais para o Ensino Fundamental (2010-2011 e 2015-2016/MEC/UNIAFRO) e o Curso de Aperfeiçoamento Relações Étnico-Raciais na Educação Básica (2017-2018/MEC/UNIAFRO). Foi Pró-reitora de Ensino e Graduação Pró-Tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB (2013-2014). Atuou como Vice Coordenadora Nacional do Consórcio Nacional dos Núcleos de Estudos Afro-brasileiros (CONNEABS-Gestão 2012-2014). Participou da Diretoria da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN-Gestão 2014 -2016). Condecorada com o Diploma de Mérito - ZUMBI DOS PALMARES, conferido pela Câmara Municipal de Belém (2016). Atuou em pesquisa em âmbito nacional (2009-2012), envolvendo 7 instituições (coordenação nacional/UFMG); a segunda pesquisa em rede, ocorreu entre 2015-2016, na qual envolveu 7 instituições (coordenação nacional/UFPR). Foi coordenadora do GT21/ANPED (2015-2017). Integrou a Diretoria Regional Norte Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN-Gestão 2010-2012). Coordenou a Linha Currículo e Formação de Professores, do PPGED/UFPA (2007-2009). Atuou na Diretoria Regional Norte/Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN-Gestão (2004-2006). Orientou 17 Dissertações de Mestrado e 5 Teses de Doutorado, até o presente momento. Desenvolve e orienta pesquisas nas seguintes temáticas: Formação de Professores; Educação Básica; Educação para Relações Étnico-raciais; Ensino de História, Sociabilidades adolescentes; Legislação educacional, todos relacionados à Formação inicial e continuada de Professores e a Escola Básica. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq NÍVEL 2
Milena Farias e Silva, UFPA/Bolsista Iniciação Científica
Estudante do Curso de Licenciatura em História da Universidade Federal do Pará, integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores e Relações Étnico-Raciais (GERA/UFPA), bolsista de Iniciação Científica do CNPq.

Referências

ALVES, João Paulo da Conceição; VALENTE, Luís de Nazaré Viana; ARAÚJO, Ronaldo Marcos Lima. O Ensino Médio Técnico e o índice de especialização nos municípios da Amazônia legal: potencialidades e contradições. Interfaces da educação, Paranaíba, v. 10, p. 342-371, 2019. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/interfaces/article/view/3328/3029. Acesso em: 21 maio 2020.

ARAÚJO, Jurandir de Almeida; GIUGLIANI, Beatriz. Por uma educação das relações étnico-raciais. #Tear: Revista de Educação Ciência e Tecnologia, Canoas, v.3, n.1, p. 1-21, 2014. Disponível em: https://periodicos.ifrs.edu.br/index.php/tear/article/view/1833. Acesso em: 21 jun. 2020.

ARAUJO, Ronaldo Marcos de Lima. Ensino Médio brasileiro: dualidade, diferenciação e desigualdade social. Cadernos de pesquisa, São Luís, v. 26, n. 4, p. 107-122, 2019. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/cadernosdepesquisa/article/view/13051/7099. Acesso em: 31 maio 2020.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução Luís Antônio Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Tradução Fernando Tomaz. 16 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BOURDIEU, Pierre. Coisas Ditas. Tradução de Cássia R. da Silveira e Denise Moreno Pegorin. São Paulo: Brasiliense, 2004.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, Senado, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 15 maio 2020.

BRASIL. Lei Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 15 maio 2020.

BRASIL. Lei N° 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei Nº. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, para a inclusão da História e Cultura dos africanos e afro-brasileiros nos currículos de ensino. Brasília: MEC, 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em: 18 maio 2020.

BRASIL, Lei Nº 11.645, de 10 de março de 2008. Altera a Lei Nº 9394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para a inclusão da História e Cultura Indígena nos currículos de ensino. Brasília: MEC, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=10101-lei-11645-10-03-2008&Itemid=30192. Acesso em: 20 maio 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CP Nº 03, de 10 de março de 2004. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais. Brasília: MEC, 2004. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_003.pdf. Acesso em: 15 maio 2020.

BRASIL. Parecer CNE/CEB Nº 14, de 11 de novembro de 2015. Institui Diretrizes para implementação da Cultura e História Indígena. Brasília: MEC, 2015. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=27591-pareceres-da-camara-de-educacao-basica-14-2015-pdf&category_slug=novembro-2015-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 31 maio 2020.

CARVALHO, Rosana Itaparica de; SALGADO, Rosilene da Silva Monteiro; COELHO, Wilma de Nazaré Baía; BRITO, Nicelma Josenila Costa de. A Lei Nº 10.639/2003 notas sobre a implementação depois de 16 anos. In: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; BRITO, Nicelma Josenila Costa de; SILVA, Carlos Aldemir Farias. (Org.). Escola Básica e relações raciais. Tubarão (SC): Copiart, 2019, p. 134-171.

CAVALCANTI, Erinaldo Vicente. A história encastelada e o ensino encurralado: reflexões sobre a formação docente dos professores de história. Educar em Revista, Curitiba, v. 34, n. 72, p. 249-267, dez. 2018. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/v34n72/0104-4060-er-34-72-249.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Tradução de Maria Manuela Gallardo. Lisboa: Difel, 1988.

COELHO, Mauro Cezar; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. As licenciaturas em história e a lei 10.639/03 – percursos de formação para o trato com a diferença. Educação em revista, Belo Horizonte, v. 34, p. 1-39, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edur/v34/1982-6621-edur-34-e192224.pdf. Acesso em: 31 maio 2020.

COELHO, Mauro Cezar; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. A diversidade na história ensinada nos livros didáticos: mudanças e permanências nas narrativas sobre a formação da nação. História e Diversidade, Cáceres, v. 6, n. 1, p. 6-21, 2015. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/historiaediversidade/article/view/866/855. Acesso em: 18 maio 2020.

COELHO, Mauro Cezar; ROCHA, Helenice Aparecida Bastos. Paradoxos do protagonismo indígena na escrita escolar da História do Brasil. Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 10, n. 25, p. 464-488, jul./set. 2018. Disponível em: http://revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180310252018464/9408. Acesso em: 30 maio 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; BRITO, Nicelma Josenila Costa de. Dez anos da lei n. 10.639/2003 e a formação de professores e relações raciais em artigos (2003/2013): um tema em discussão. Revista Práxis Educacional, Vitória da Conquista, v. 16, n. 39, p. 19-42, 2020. Disponível em: http://periodicos2.uesb.br/index.php/praxis/article/view/6358/4691. Acesso em: 20 jun. 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; DIAS, Sinara Bernardo. Relações raciais na escola: entre legislação e coordenação pedagógica. Revista da ABPN, Goiânia, v. 12, n. 32, p. 46-67, 2020. Disponível em: http://abpnrevista.org.br/revista/index.php/revistaabpn1/article/view/883/808. Acesso em: 18 jun. 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; SILVA, Carlos Aldemir Farias da. Sociabilidade e discriminação entre grupos de adolescentes-juvenis no Ensino Médio. Educação Unisinos (online), São Leopoldo, v. 23, n.2, p. 225-241, 2019. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/educacao/article/viewFile/edu.2019.232.02/60746955. Acesso em: 27 maio 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; SILVA, Carlos Aldemir Farias. Preconceito, Discriminação e Sociabilidades na Escola Básica. In: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; MULLER, Tânia Mara Pedroso; SILVA, Carlos Aldemir Farias da. (Org.). Formação de Professo res, Livro Didático e Escola Básica. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2016, p. 45-82. (Coleção Formação de Professores & Relações Étnico-raciais).

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; SILVA, Carlos Aldemir Farias. Preconceito, discriminação e sociabilidades na escola. Educere et Educare (versão eletrônica), Cascavel, v. 10, p. 687-705, 2015. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/educereeteducare/12606/9020. Acesso em: 16 maio 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía; SOARES, Nicelma Josenila Brito. A implementação das leis nº 10.639/2003 e nº 11.645/2008 e o impacto na formação de professores: inflexão inicial. Educação em Foco, Juiz de Fora, v. 1, p. 573-606, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/edufoco/article/view/19871/10618. Acesso em: 20 maio 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía. Formação de professores e relações étnico-raciais (2003-2014): produção em teses, dissertações e artigos. Educar em revista, Curitiba, v. 34, p. 97-122, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/er/v34n69/0104-4060-er-34-69-97.pdf. Acesso em: 27 maio 2020.

COELHO, Wilma de Nazaré Baía. A cor ausente: um estudo sobre a presença do negro na formação de professores - Pará, 1970-1989. 2005. 253 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.

DAMATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 3 ed. Campinas: SP: Autores Associados, 1998.

FAGUNDES, Heldina Pereira Pinto; CARDOSO, Berta Leni Costa. Quinze anos de implementação da Lei 10639/2003: desafios e tensões no contexto da Base Nacional Comum Curricular. Revista Exitus, Santarém, v. 9, n.3, p. 59-86, jul./set. 2019. Disponível em: http://www.ufopa.edu.br/portaldeperiodicos/index.php/revistaexitus/article/view/918/476. Acesso em: 15 fev. 2020.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 257-272, 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10857.pdf. Acesso em: 15 fev. 2020.

GAWRYSZEWSKI, Bruno. Tempo integral: mais uma solução para o ensino médio? Revista Histedbr (online), Campinas, v. 18, n. 3, p. 826-843, jun./set. 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/histedbr/article/view/8651796/18612. Acesso em: 20 maio 2020.

GIOVINAZZO JUNIOR, Carlos Antônio. Os jovens, o ensino médio e a vida que os estudantes não encontram na escola. Intermeio, Campo Grande, v. 21/22, n. 42/44, p. 49-87, 2015/2016. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/3372/2647. Acesso em: 31 maio 2020.

GOMES, Nilma Lino. As práticas pedagógicas com as relações étnico-raciais nas escolas públicas: desafios e perspectivas. In: GOMES, Nilma Lino. (Org.). Práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva da Lei 10.639/2003. Brasília: MEC; Unesco, 2012, p. 19-33.

GONCALVES, Luiz Alberto Oliveira; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Movimento negro e educação. Rev. Bras. Educ. (online), Rio de Janeiro, n. 15, p. 134-158, 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbedu/n15/n15a09.pdf. Acesso em: 18 jun. 2020.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Preconceito e discriminação: queixas de ofensas e tratamento desigual dos negros no Brasil. São Paulo: Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo; Ed. 34, 2004.

HAMID, Marisa Musa; GONÇALVES, Suzane da R. V. Reforma educacional e BNCC: implicação no processo formativo dos estudantes do ensino médio. In: ENCONTRO TEXTOS E CONTEXTOS DA DOCÊNCIA, 2019. Rio Grande. Anais... Rio Grande, 2019.

KRAWCZYK, Nora. Reflexão sobre alguns desafios do ensino médio no brasil hoje. Cadernos de pesquisa, v.41 n.144 set./dez. 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/cp/v41n144/v41n144a06.pdf. Acesso em: 13 maio 2020.

KUENZER, Acácia. O Ensino Médio no Plano Nacional de Educação 2011-2020: superando a década perdida? Educação e Sociedade, Campinas, v. 31, n. 112, p. 851-873, jul./set. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v31n112/11.pdf. Acesso em: 22 maio 2020.

MARQUES, Eugenia Portela de Siqueira; SÁ JÚNIOR, Mário Teixeira de; AGUIAR, Márcio Mucedula. Por uma educação antirracista e intelectual: as contribuições do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros (NEAB/UFGD). In: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; OLIVEIRA, Julvan Moreira de. (Org.). Estudos sobre relações étnico-raciais e educação no Brasil. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2016, p. 244-263. (Coleção Formação de Professores & Relações Étnico-raciais).

MEINERZ, Carla Beatriz; CAIMI, Flávia Eloisa; OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira de. O improvável na aula de história: sociabilidades, racionalidades e modos de estar junto na escola. Revista Pedagógica, Santa Catarina, v. 20, n. 45, p. 53-72, 2018. Disponível em: https://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/pedagogica/article/download/4486/2642. Acesso em: 22 jun. 2020.

MEINERZ, Carla Beatriz. Adolescente no pátio, outra maneira de viver a escola: um estudo sobre a sociabilidade a partir da inserção escolar à periferia urbana. 208f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2005. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/4482/000501742.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 19 maio 2020.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução de Eloá Jacobina. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

RAMOS, Marise. Concepção de Ensino Médio Integrado. Texto para o Seminário promovido pela Secretaria de Educação do Estado do Pará nos dias 08 e 09 de maio de 2008. Disponível em: https://tecnicadmiwj.files.wordpress.com/2008/09/texto-concepcao-do-ensino-medio-integrado-marise-ramos1.pdf. Acesso em: 16 maio 2020.

RASCKE, Karla Leandro; CARDOSO, Paulino de Jesus Francisco; LIMA, Graziela dos Santos; PACHECO, Ana Julia. Reeducação das relações étnico-raciais e ensino de Áfricas: formação continuada de professores (NEAB-UDESC/SC, 2014). Educação, Santa Maria, v. 43, n. 2, p. 247-266, 2018. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/231118972.pdf. Acesso em: 20 jun. 2020.

SACRISTÁN, José Gimeno. O Currículo: uma reflexão sobre a prática. 3ª ed. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

SANTOS, Suanne Santos dos; LUCENA, Isabel Cristina Rodrigues de. Percepções de professores de História sobre a disciplina História da África na Educação Superior. In: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; BRITO, Nicelma Josenila Costa de; SILVA, Carlos Aldemir Farias. (Org.). Escola Básica e relações raciais. Tubarão (SC): Copiart, 2019, p. 109-132.

SILVA, Edson Hely. A temática indígena e o ensino: questionando as práticas pedagógicas nos 10 anos da Lei nº 11.645/2008. Revista Fafire, Recife, v. 11, n. 1, p. 25-33, 2018. Disponível em: https://publicacoes.fafire.br/diretorio/revistaFafire/revistaFafire_v11n01_a02.pdf. Acesso em: 31 maio 2020.

SILVA, Edson Hely. O ensino de História Indígena: possibilidades, exigências e desafios com base na Lei 11.645/2008. Revista história hoje, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 213-223, 2012. Disponível em: https://rhhj.anpuh.org/RHHJ/article/view/48/38. Acesso em: 31 maio 2020.

SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Reconhecimento da história, cultura e direitos dos negros brasileiros. In: COELHO, Wilma de Nazaré Baía; OLIVEIRA, Julvan Moreira. (Org.). Estudos sobre relações étnico-raciais e educação no Brasil. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2016, p. 17-49. (Coleção Formação de Professores & Relações Étnico-raciais).

SOARES, Nicelma Josenila Brito. Relações sociais na escola: representações de alunos negros sobre as relações que estabelecem no espaço escolar. 182f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, 2010. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/2688/1/Dissertacao_RelacoesSociaisEscola.pdf. Acesso em: 27 maio 2020.

SOARES, Nicelma Josenila Brito; COELHO, Wilma de Nazaré Baía. Pertencimento racial e relações sociais estabelecidas no espaço escolar. Instrumento, Juiz de Fora, v. 1, p. 135-144, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/revistainstrumento/article/view/18711/9829. Acesso em: 27 maio 2020.

TELLES, Edward Eric. Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Tradução Ana Arruda Callado, Nadjeda Rodrigues Marques e Camila Olsen. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

Publicado
2021-07-25
Como Citar
Coelho, W. de N. B., & Silva, M. F. e. (2021). Ensino médio e educação para as relações étnico-raciais em produções acadêmicas (2008-2018). REVISTA INTERSABERES, 16(38), 559-583. https://doi.org/10.22169/revint.v16i38.2119