Plágio na formação docente: o atalho dos dias atuais

  • Manuelli de Souza Vasconcelos Pereira Professora de instituição privada de ensino em Campos dos Goytacazes/RJ.
  • Carla Patrícia Quintanilha Corrêa Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)/RJ.

Resumo

RESUMO

O presente trabalho objetiva refletir sobre a prática do plágio em textos acadêmicos, em um  curso de Licenciatura em Pedagogia, de uma instituição de ensino superior pública do estado do Rio de Janeiro/Brasil. Para isso, foi realizada pesquisa bibliográfica e de campo, por meio da técnica de questionário, com cinquenta e três licenciandos dos últimos períodos do curso. Os resultados apontam que a maioria dos licenciandos entrevistados compreende o que é plágio, já ouviu falar sobre tal assunto em algum momento da sua graduação e já presenciou situações de plágio durante o seu curso. Por outro lado, muitos deles têm algumas dificuldades em realizar trabalho acadêmico e, para eles, esse é um dos fatores que levam à prática do plágio, assim como a falta de tempo e a facilidade encontrada pela presença de muitos materiais prontos na internet.

Palavras-chave: Plágio. Licenciatura em pedagogia. Ética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuelli de Souza Vasconcelos Pereira, Professora de instituição privada de ensino em Campos dos Goytacazes/RJ.
Licenciada em Pedagogia pelo Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)/RJ.
Carla Patrícia Quintanilha Corrêa, Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)/RJ.
Doutora em Educação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) com Pós-doutorado em Educação pela UFJF. Professora do Curso de Licenciatura em Pedagogia do Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert (ISEPAM)/RJ.

Referências

BARBASTEFANO, Rafael Garcia, SOUZA, Cristina Gomes de. Plágio em trabalhos acadêmicos: uma pesquisa com alunos de graduação. XXVII Encontro Nacional de Engenharia e Produção, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 2007.

BATISTELA, Rosemeire de Fátima. O plágio numa atividade de um curso à distância. Acta Scientiae. Canoas, v. 15, n. 3, p. 479-506, set./dez. 2013.

DIAS, Wagner Teixeira apud EISENBERG, Zena Winona. Vozes diluídas no plágio: a (des)construção autoral entre alunos de licenciaturas. Rio de Janeiro, 2014.

FREIRE, Paulo. Professora sim, tia não cartas a quem ousa ensinar. Editora Olho d’Água, São Paulo, 1997.

GALVÃO, Agrazielle Ferreira & LUVIZOTTO, Caroline Kraus. Reflexões sobre a ética e o plágio na pesquisa científica. Colloquium Humanarum, vol. 9, n. Especial, jul-dez, 2012.

GARSCHAGEN, Bruno Meirelles. Universidade em tempos de plágio. 2006.

GUEDES, Diego Oliveira; FILHO, Douglas Leonardo Gomes. Percepção de plágio acadêmico entre estudantes do curso de odontologia. Revista bioética. 2015.

LIMA, Bruna Alves Teixeira; SILVA, Thamyres Ribeiro da; SILVA, Jefferson Bonifacio; MOREIRA, Dayse das Neves; SANTOS, Maria Betania Hermenegildo dos. Percepção de bolsistas do PIBID sobre plágio acadêmico. Universidade Federal da Paraíba. 2014.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem: componente do ato pedagógico. São Paulo: Cortez, 2011.

MAIA, Rodrigo da Silva; ARAÚJO, Tereza Cristina Santos de; MAIA, Eulália Maria Chaves. Plágio acadêmico: a percepção de estudantes de psicologia. Scientia Plena. Vol. 13, nº 08, 2017.

NOSELLA, Paolo. Ética e Pesquisa. Educ. Soc., Campinas, vol. 29, n. 102, p. 255-273, jan./abr.2008.

PITHAN, Lívia Haygert; VIDAL, Tatiane Regina Amando. O plágio acadêmico como um problema ético, jurídico e pedagógico. Direiro & Justiça, v. 39, n. 1, p. 77-82, jan./jun. 2013.

RAMOS, François Silva apud PIMENTA, Maria Alzira de Almeida. Plágio, propriedade intelectual e produção acadêmica: uma discussão necessária. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, v.8, n.2/ 2013.

Publicado
2021-07-25
Como Citar
Pereira, M. de S. V., & Corrêa, C. P. Q. (2021). Plágio na formação docente: o atalho dos dias atuais. REVISTA INTERSABERES, 16(38), 797-817. https://doi.org/10.22169/revint.v16i38.2073