Experiência em Estágio de docência na disciplina produção vegetal

  • Natanaelma Silva da Costa Universidade Federal da Paraíba/ Doutoranda em Biotecnologia
  • Jocimario Alves Pereira Universidade federal Rural de Pernambuco/ Mestrando em Química
  • David Rodrigues Santos Universidade Federal da paraíba/ Mestrando Tecnologia Agroalimentar
  • Marcos Barros de Medeiros Universidade Federal Rural/ Professor Departamento de Agricultura
  • Petrônio Filgueiras de Athayde Filho Universidade Federal da Paraíba/ Professor do departamento de Química

Resumo

Para a CAPES o estágio de docência é parte integrante da formação do pós-graduando, objetivando a preparação para a docência, e a qualificação do ensino de graduação. Nesse panorama objetiva-se com esse trabalho relatar as atividades desenvolvidas no decorrer do Estágio Docência I do curso de Doutorado em Biotecnologia (RENORBIO) do Centro de Biotecnologia, realizado na disciplina Introdução à produção vegetal, no âmbito do Curso de Bacharelado em Agroecologia da Universidade Federal da Paraíba – UFPB. As ações de estágio foram desenvolvidas com estudantes do primeiro período nos meses de agosto a novembro de 2018. Foram utilizadas aulas expositivas teóricas e aulas práticas para melhor abordar as temáticas da disciplina. O processo de avaliação se deu por meio de exercícios no SIGAA, entrega de relatórios, seminários e a condução da implantação de uma horta. Foi também aplicado um questionário de avaliação da disciplina buscando verificar a visão dos discentes sobre as ações desenvolvidas. De forma efetiva foram 22 estudantes ativamente presentes nas atividades. Quanto ao nível de satisfação dos educandos com os conteúdos abordados os discentes foram unânimes quanto à a extrema necessidade de se obter essas informações e conhecimentos durante o processo de formação e apontaram um grau de satisfação de 9 em uma escala de 0 a 10 quanto à adequação dos conteúdos. Sendo dos conteúdos abordados o considerado com maior grau de complexidade ao entendimento, na visão dos discentes, a Fotossíntese e seus processos. E os conteúdos considerados mais agradáveis pelos discentes foram Fertilidade do solo e Nutrição de plantas e Manejo do solo. Após as avaliações a média geral da turma foi de 9,2 o que retrata um aproveitamento muito satisfatório dos conteúdos abordados em sala de aula. A partir dos relatos e evidenciando as ações do estágio docência assim como a sistematização da avaliação dos educandos sobre o desenvolvimento da disciplina pode-se afirmar que o estágio transcorreu de forma adequada e contribuiu de forma efetiva para a formação dos discentes participantes da disciplina assim como para a formação docente da discente de pós-graduação executora do estágio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natanaelma Silva da Costa, Universidade Federal da Paraíba/ Doutoranda em Biotecnologia
Doutoranda em Biotecnologia pela RENORBIO - UFPB. Possui graduação em Curso de Licenciatura em Ciências Agrárias pela Universidade Federal da Paraíba (2011), mestrado em Ciências Agrárias (Agroecologia) pela Universidade Federal da Paraíba (2014) e Especialização em Agricultura Familiar Camponesa e Educação do Campo pela UFPB (2015). Atuou como professora moderadora (tutora a distância) da Universidade Aberta do Brasil - Universidade Federal da Paraíba, Realizou também acompanhamento e assistência técnica universitária no Assentamento Umburana - PB. Atuou de 2015 a 2017 como Assessora Territorial de Inclusão Produtiva (ATIP), ligada ao NEDET - Baixada Litorânea vinculada à Chamada CNPq/MDA/SPM 11/2014. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agroecologia, entomologia e extensão rural, atuando principalmente nos seguintes temas: olericultura orgânica, sustentabilidade, pragas urbanas, controle alternativos de pragas, políticas públicas e elaboração de projetos
Jocimario Alves Pereira, Universidade federal Rural de Pernambuco/ Mestrando em Química
Possui Licenciatura em Ciências Agrárias - UFPB (2014) e Licenciatura em Química - FAC (2017). com Especialização em Química - UCAM (2016), na Educação de Jovens e Adultos na Diversidade Social - UFPB (2017) e em Tecnologias Digitais para o Ensino Básico - UECE (2019). Mestrando em Química - UFRPE (previsto 2020). Professor contratado da rede Estadual da Paraíba desde 2013, atuando nas disciplinas de Química, Física, Matemática e Robótica. Professor efetivo da Prefeitura de Conceição - PB desde 2019, atuando na disciplina de Ciências. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino de Química, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino médio, agricultura familiar, meio ambiente, educação colaborativa, redes sociais e produtos educacionais
David Rodrigues Santos, Universidade Federal da paraíba/ Mestrando Tecnologia Agroalimentar
Possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal da Paraíba(2019), curso-tecnico-profissionalizante em Técnico Agrícola com Habilitação em Agroindústria pelo Colégio Agrícola Vidal de Negreiros(2010), ensino-fundamental-primeiro-graupela José Rocha Sobrinho(2007) e ensino-medio-segundo-graupelo Colégio Agrícola Vidal de Negreiros(2010). Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos.
Marcos Barros de Medeiros, Universidade Federal Rural/ Professor Departamento de Agricultura
Professor Titular do Departamento de Agricultura da Universidade Federal da Paraíba. Graduado em Ciências Agrárias pela UFPB, Especialista em Agricultura Tropical ? UFRPE (1995); Mestrado em Produção Vegetal no Centro de Ciências Agrárias da UFPB em Areia PB (1998), e Doutorado em Entomologia - Linha de Pesquisa: Patologia e Controle Microbiano pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo - ESALQ/USP ? Piracicaba - SP em 2003. Em Julho de 1994 ingressei na carreira de Magistério do Ensino Superior como Professor Universitário na academia da Universidade Federal da Paraíba. Comecei lecionando as cátedras de Grandes Culturas, Fitossanidade e Nutrição de Plantas. Atualmente leciono e atuo em pesquisas nas áreas de Agroecologia, Agricultura Orgânica, Trofobiose e Proteção de Plantas, Fitossanidade (Fitopatologia e Entomologia), Cultivo e Processamento de Plantas Medicinais, Etnofarmacologia, desenvolvimento de Fitoterápicos (Tinturas Vegetais, Hidrolatos, Óleos essenciais, Pomadas, Sabonetes terapêuticos, Homeopatia Agrícola, tópicos em Biotecnologia e Ética e Legislação do Profissional em Ciências Agrárias. Atuo nos Cursos de Graduação em Agroecologia, Agroindústria e de Ciências Agrárias, além de Processos trofobióticos de Proteção de Plantas (no Mestrado em Ciências Agrárias - Agroecologia da UFPB). Colaboro externamente nos Programas de Pós-Graduação em Agronomia UFPB, Engenharia Agrícola UFCG, Engenharia de Processos UFCG, Sistemas Agroindustriais UFCG - Pombal. Em 2001 Recebi o Título de Menção Honrosa da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP por trabalho premiado de minha orientação. Em 2008 submetemos a criação do Curso de Ciências Agrárias Licenciatura a Distância, outra experiência inédita no Pais. Atualmente este curso coordenado por mim encontra-se ofertado em 19 cidades de 4 Estados do Nordeste do Brasil (Paraíba, Bahia, Ceará e Pernambuco). atingiu ao cume de 1470 estudantes matriculados. Entre 2012 e 2015 Coordenamos um projeto de pesquisa no CNPq: GERAÇÃO DE CONHECIMENTOS E FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA ASSISTÊNCIA TÉCNICA AOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA - ESPECIALIZAÇÃO EM AGRICULTURA  FAMILIAR CAMPONESA E EDUCAÇÃO DO CAMPO, Além de outras realizações atuei ainda como Membro Titular do Fórum Permanente de Ações Integradas sobre Agrotóxicos da Paraíba (2007-2009). Fui Titular do Grupo Temático em Insumos da Câmara Setorial de Agricultura Orgânica do MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO (MAPA - Brasília ? DF 2001-2010); Presidente da Comissão Técnica Nacional de Licenciatura em Ciências Agrárias da ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO AGRÍCOLA SUPERIOR (ABEAS - Brasília ? DF ? 2003-2010); Membro do Conselho Técnico da ABEAS, Vice-Presidente da SOCIEDADE DE ENTOMOLOGIA DA PARAIBA (SEPB - Campina Grande ? PB ? 2006-2010), Avaliador de Instituições de Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP/MEC - Brasília ? DF - ATUAL). Participei como convidado de Reuniões do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social ? CDES ? órgão consultivo vinculado a Presidência da Republica, no ano de 2009, onde colaborei como um dos membros avaliadores de Relatório Técnico do CDES sobre as Desigualdades na Educação Brasileira e do Sistema Tributário Nacional. Atualmente sou Professor Associado IV do Departamento de Agricultura do Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias-CCHSA da UFPB; Coordenador do Curso de Graduação em Ciências Agrárias - Licenciatura EAD UFPB; Chefe da Clinica Fitossanitária do Departamento de Agricultura do CCHSDA/UFPB; e como membro da ASSESCA-PLP coordeno o Intercâmbio UFPB com IPB de Bragança - Portugal. Atualmente sou Chefe da Clínica Fitossanitária do CCHSA e Coordenador do Curso de Graduação em Ciências Agrárias - Licenciatura a Distância da UFPB.
Petrônio Filgueiras de Athayde Filho, Universidade Federal da Paraíba/ Professor do departamento de Química
Graduado em Licenciatura Plena Em Ciências pela Universidade Federal da Paraíba (1985), Mestrado em Produtos Naturais e Sintéticos Bioativos pela Universidade Federal da Paraíba (1994) e Doutorado em Química pela Universidade Federal de Pernambuco (1999). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal da Paraíba. Homenageado com a LAUREA JOÃO FLORENTINO MEIRA DE VASCONCELLOS DE INOVAÇÃO FARMACÊUTICA da ACADEMIA DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICA DO BRASIL ? Academia Nacional de Farmácia, e reconhecimento por ser destaque nas atividades de prestação de serviços, produção científica , disseminação do conhecimento e empreendedorismo em Ciências Farmacêuticas e afins. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Síntese Orgânica, atuando principalmente nos seguintes temas: biodiesel, mesoiônico, síntese, análise térmica e imidazolidinas. Produção Científica (Publicações): Livros-Capítulos (02); Artigos publicados em Periódicos (86); Textos em jornais de notícias/revistas (07); Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia (05), Comunicações em Congressos (151); Palestras proferidas (11). Orientador no Programa de Pós-Graduação em Química (UFPB) ? Renorbio (CBIOTE-UFPB) e PROFINIT-REDE NIT-NE. Recursos Humanos que Formou (Concluídos 56):Iniciação Científica(31), Mestrado(19), Doutorado(08). Produção de Propriedade Intelectual: Patentes depositadas no INPI (26); Organização de eventos (06) Atividades Atuais: Professor Titular da UFPB, disciplinas de Química Orgânica I a IV; Diretor Presidente da Agencia UFPB de Inovação Tecnológica ? INOVA UFPB (2013 até data atual); Presidente da Rede Paraibana de Inovação ? RIPB (2016), Membro da Rede NIT Nordeste (2012 até data atual), Coordenador da Coordenação Geral de Inovação Tecnológica ? CGIT- UFPB (2012 - 2013); Pesquisador Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq PQ-2 (2001- 2009), Pesquisador ID-DT do CNPq (2009 - atual) Consultor ad-hoc do CNPq, Revisor de Periódico: Molecules (Basel. Online); Experiência em coordenação e execução de 16 projetos fomentados pelo CNPq,(R$ 1.5344.642,48).

Referências

BANANEIRAS. PREFEITURA MUNICIPICAL. . UFPB Bananeiras - Campus III: centro de formação de tecnólogos - cft. Centro de Formação de Tecnólogos - CFT. Disponível em: http://www.agencia.ufpb.br/mapas/bananeiras/bananeiras.html. Acesso em: 17 mar. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação – MEC. Censo da Educação Superior. 2016.

BRASIL. Regulamento do Programa de Demanda Social. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Portaria Nº 52. 2002.

LIMA, Maria Socorro Lucena. O estágio de docência nos Programas de Pós-Graduação stricto sensu da Universidade Estadual do Ceará: tendências formativas a partir da pedagogia freireana e do professor pesquisador. Relatório de pesquisa. Fortaleza: UECE, 2015.

LIMA, Maria Socorro Lucena; PIMENTA, Selma Garrido. Estágio e docência. Cortez Editora, 2018.

MATOS, Mayara da Mota; IAOCHITE, Roberto Tadeu. Estágio de docência na pós-graduação: uma revisão da produção cientifica em periódicos brasileiros. In: Congresso Nacional de Formação de Professores. Universidade Estadual Paulista (UNESP), 2014. p. 8218-8229.

OLIVEIRA, Damiany P.; VIEIRA, Neiva Maria Batista.; ALVES, Anatércia F.; FERREIRA, Sinynara.; BALIZA, Danielle P. Mulher nas ciências agrárias: realidade crescente. In. XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA. 2010

PAGEL, Ualas Raasch; CAMPOS, Luana Morati; BATITUCCI, Maria do Carmo Pimentel. Metodologias e práticas docentes: Uma reflexão acerca da contribuição das aulas práticas no processo ensino-aprendizagem de biologia. Mato Grosso. Experiência em ensino de Ciências, v. 10, n. 2, p. 14-25, 2015.

SILVA, Maria Gabriela. E. Soares da. A marginalização da participação da mulher nas ciências através da academia brasileira de ciências. Anais do 15º Seminário Nacional de História da Ciência e Tecnologia. Santa Catarina, 2016. Disponível em: <https://www.15snhct.sbhc.org.br/resources/anais/12/1470233174_ARQUIVO_MariaGabrielaEvangelista.pdf> Acessado em: 02 de junho de 2019

Publicado
2022-04-21
Como Citar
da Costa, N. S., Pereira, J. A., Santos, D. R., de Medeiros, M. B., & Filho, P. F. de A. (2022). Experiência em Estágio de docência na disciplina produção vegetal . REVISTA INTERSABERES, 17(40), 367-381. https://doi.org/10.22169/revint.v17i40.2023