Estado do conhecimento sobre alfabetização: tendências e lacunas na área

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22169/revint.v18.e023tl4002

Palavras-chave:

Alfabetização, Estado do conhecimento;, Pós-graduação em Educação

Resumo

Esse artigo apresenta o estado do conhecimento acerca da alfabetização, nos cursos de pós-graduação em educação em três universidades da cidade de Curitiba-PR. De abordagem qualitativa, tem o objetivo de levantar as tendências, recorrências e lacunas na produção do conhecimento nessa área da educação. A análise dos dados foi feita conforme Bardin (2011). Referenciais teóricos utilizados: Soares (2016, 2021), Ferreiro e Teberosky (1984), Capovilla e Capovilla (2000, 2002), Morais (2006). O estudo revela que a temática pode ter sua exploração ampliada, que há um provável deslocamento dos estudos do método para as práticas/estratégias alfabetizadoras e ainda sinaliza a necessidade desenvolver pesquisas na formação inicial de professores alfabetizadores.

Palavras-chave: alfabetização; estado do conhecimento; pós-graduação em educação.

ABSTRACT

This article presents literacy’s state of knowledge in education’s postgraduate courses at three universities of Curitiba-PR, using qualitative approach to verify trends, recurrences and gaps in knowledge production in this field. Data analysis was performed according to Bardin (2011). Theoretical references used: Soares (2016, 2021), Ferreiro and Teberosky (1984), Capovilla and Capovilla (2000, 2002), Morais (2006). The study reveals that the topic can be explored more broadly, there is a probable shift from method studies to literacy practices/strategies, and it also shows the need to develop research in literacy teachers’ initial training.

Keywords: literacy; state of knowledge; postgraduate in education.

RESUMEN

Este artículo presenta el estado del conocimiento sobre alfabetización, en cursos de posgrado en educación en tres universidades de la ciudad de Curitiba-PR. Con enfoque cualitativo, tiene el objetivo de estudiar tendencias, recurrencias y lagunas en la producción de conocimiento en esta área de la educación. El análisis de datos se realizó de acuerdo con Bardin (2011). Referencias teóricas utilizadas: Soares (2016, 2021), Ferreiro y Teberosky (1984), Capovilla y Capovilla (2000, 2002), Morais (2006). El estudio revela que el tema puede ser explorado más ampliamente, que hay un probable desplazamiento de los estudios sobre métodos hacia las prácticas/estrategias de alfabetización y también señala la necesidad de desarrollar investigaciones sobre la formación inicial de alfabetizadores.

Palabras-clave: alfabetización; estado del conocimiento; posgrado en educación.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane Ramos de Souza Araujo, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Mestranda em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Pedagoga na Universidade Federal do Paraná.

Katia Valéria Mosconi Mendes, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutora em Educação, Pontifícia Católica do Paraná, membro do grupo de pesquisa Práxis Educativa. 

Pura Lucia Oliver Martins, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Doutora em Educação, professora Titular no Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Referências

ALBUQUERQUE, E. B. C.; MORAIS, A. G.; FERREIRA, A T. B. As práticas cotidianas de alfabetização: o que fazem as professoras?. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 38, p. 253, 2008.

ANDRÉ, M. E. D. A. A jovem pesquisa educacional brasileira. Diálogo Educacional, Curitiba, n. 19, p. 11-24, 2006.

ANGELI, R. Desdobramentos políticos educacionais da avaliação nacional da alfabetização na rede municipal de educação de Curitiba. 2019. 204 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba, 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2011.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, Ministério da Educação, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 18 abr. 2019.

BRASIL. Lei N° 13.005/2014 do Plano Nacional da Educação. Brasília, 2014. Disponível: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 14 ago. 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997. 126p. Disponível em: https://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/pcn/volume-01-introducao-aos-pcns.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Alfabetização. PNA Política Nacional de Alfabetização/Secretaria de Alfabetização. Brasília: MEC, SEALF, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/images/banners/caderno_pna_final.pdf. Acesso em: 17 mai. 2020.

CANDAU, V. M.; LELIS, I. A. A relação teoria-prática na formação do educador. In: CANDAU, Vera Maria (Org.). Rumo a uma nova didática. 23. ed. Rio de janeiro: Vozes, 2013

CAPOVILLA, A. G. S.; CAPOVILLA, F. C. Alfabetização: método fónico. São Paulo: Mennon, 2002.

CAPOVILLA, A. G. S.; CAPOVILLA, F. C. Efeitos do treino de consciência fonológica em crianças com baixo nível sócio-econômico. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 13, n.1, p. 7-24, 2000.

CURITIBA. Diretrizes Curriculares para a Educação Municipal de Curitiba. Curitiba, V.03, 2006. Disponível em: http://www.cidadedoconhecimento.org.br/cidadedoconhecimento/downloads/arquivos/3010/download3010.pdf. Acesso em: 28 abr. 2019.

FERNANDES, C. O.; FREITAS, L. C. Indagações sobre currículo: currículo e avaliação; Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008.44 p

FERREIRO, E. Reflexões sobre alfabetização. Edição 24. São Paulo: Cortez, 1995.104 p

FERREIRO, E.; TEBEROSKY, A. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1984.

MARTINS, P. L. O. Pesquisa-ensino na formação inicial de professores e a interlocução com a educação Básica: princípios e metodologia. In: ROMANOWSKI, J. P.; MARTINS, P. L. O.; CARTAXO, S. R. M. (Org.). Práticas de formação de professores: da Educação Básica à Educação Superior. 1ed.Curitiba: Champagnat, p. 01-20, 2016.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Avaliação Nacional da Alfabetização. Brasília, 2017. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/outubro-2017-pdf/75181-resultados-ana-2016-pdf/file. Acesso em: 14 ago. 2019.

MIZUKAMI, M. N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo, E.P.U. 2011.

MORAIS, A. G. Concepções e metodologias de alfabetização: por que é preciso ir além da discussão sobre velhos “métodos”. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Brasília, 2006. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Ensfund/alf_moarisconcpmetodalf.pdf. Acesso em: 13 nov. 2019.

MORAIS, J. Alfabetizar para a democracia. Porto Alegre: Penso Editora, 2014

MORTATTI, M. R. L. Alfabetização no Brasil: conjecturas sobre as relações entre políticas públicas e seus sujeitos privados. Revista Brasileira de Educação, p. 329-341, 2010.

MORTATTI, M. R. L. A" querela dos métodos" de alfabetização no Brasil: contribuições para metodizar o debate. Acolhendo a alfabetização nos países de língua portuguesa, São Paulo, ano 3, v. 3, n. 5, p. 91-114, 2008. Disponível em: http://www.periodicos.usp.br/reaa/article/view/11509/13277. Acesso em: 20 ago. 2022.

OBSERVATÓRIO DO PNE. Meta 05 Alfabetização. Disponível em: https://www.observatoriodopne.org.br/meta/alfabetizacao. Acesso em: 20 dez. 2022.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educacional, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez., 2006.

SOARES, M. Alfabetização: a questão dos métodos/Magda Soares. São Paulo: Contexto, 2016. 384 p.

SOARES, M. Alfabetização e letramento. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2007.

SOARES, M. Alfaletrar: toda criança pode aprender a ler e a escrever. São Paulo: Contexto, 2021.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

Downloads

Publicado

2023-06-01

Como Citar

RAMOS DE SOUZA ARAUJO, M.; VALÉRIA MOSCONI MENDES, K.; OLIVER MARTINS, P. L. Estado do conhecimento sobre alfabetização: tendências e lacunas na área . REVISTA INTERSABERES, [S. l.], v. 18, p. e023tl4002, 2023. DOI: 10.22169/revint.v18.e023tl4002. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/intersaberes/index.php/revista/article/view/e023tl4002. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigo