A conceituação da tecformação

Autores

Palavras-chave:

Tecnologia Digital, Autoformação, Heteroformação

Resumo

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo geral conceituar o termo tecformação, que se refere à interação entre o homem e a tecnologia digital no processo de engajamento formativo, que está vinculado aos polos: autoformação e heteroformação. Além disso, esta investigação qualitativa e bibliográfica faz parte de uma tese de doutorado em andamento em uma universidade pública brasileira. Os embasamentos teóricos deste estudo foram divididos em duas partes, a primeira explorando os aspectos tecnológicos digitais, com destaque para as ideias de Manuel Castells e Pierre Lévy. A segunda parte, por sua vez, se concentra nos aspectos formativos, com ênfase nas argumentações de Gastón Pineau e Sidnei Macedo. Dessa forma, esses autores foram selecionados como referência para a análise das relações entre as tecnologias digitais e a formação humana, contribuindo para a construção do conceito de Tecformação. As reflexões parciais conduzem ao entendimento de que o conceito de tecformação digital representa um grande desafio, que se relaciona com as novas propostas de ensino que precisam ser concretizadas nos cenários educacionais.

Palavras-chave: Tecnologia Digital; Autoformação; Heteroformação.  

ABSTRACT

The present work has the general objective of conceptualizing the term tecformation, which refers to the interaction between man and digital technology in the process of training engagement, which is linked to the poles: self-training and hetero-training. Furthermore, this qualitative and bibliographic investigation is part of an ongoing doctoral thesis at a Brazilian public university. The theoretical foundations of this study were divided into two parts, the first exploring digital technological aspects, with emphasis on the ideas of Manuel Castells and Pierre Lévy. The second part, in turn, focuses on the formative aspects, with emphasis on the arguments of Gastón Pineau and Sidnei Macedo. Thus, these authors were selected as a reference for the analysis of the relationship between digital technologies and human training, contributing to the construction of the concept of Tecformation. Partial reflections lead to the understanding that the concept of digital tech-training represents a great challenge, which is related to new teaching proposals that need to be implemented in educational settings.

Keywords Digital Technology; Self-training; Heteroformation.  

RESUMEN

El presente trabajo tiene como objetivo general conceptualizar el término tecformación, que hace referencia a la interacción entre el hombre y la tecnología digital en el proceso de compromiso formativo, que se vincula a los polos: autoformación y heteroformación. Además, esta investigación cualitativa y bibliográfica es parte de una tesis doctoral en curso en una universidad pública brasileña. Los fundamentos teóricos de este estudio se dividieron en dos partes, la primera explorando aspectos tecnológicos digitales, con énfasis en las ideas de Manuel Castells y Pierre Lévy. La segunda parte, a su vez, se centra en los aspectos formativos, con énfasis en los argumentos de Gastón Pineau y Sidnei Macedo. Así, estos autores fueron seleccionados como referencia para el análisis de la relación entre las tecnologías digitales y la formación humana, contribuyendo a la construcción del concepto de Tecnoformación. Las reflexiones parciales conducen a comprender que el concepto de tecnificación digital representa un gran desafío, que se relaciona con nuevas propuestas didácticas que necesitan ser implementadas en los escenarios educativos.

Palabras-clave: Tecnología Digital; Autoformación; Heteroformación.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Souza de Oliveira, UESB

Mestre, Instituto Federal da Bahia/Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

 

 

Maria Deusa Ferreira da Silva, UESB

Doutora, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

 

Referências

BORBA, Marcelo Carvalho; SOUTO, Deise Largo Pereira; CANEDO JUNIOR, Neil da Rocha. Vídeos na Educação Matemática: Paulo Freire e a quinta fase das tecnologias digitais. Belo Horizonte: Autêntica, 2022.

BRANCO, Marcelo. Software livre e desenvolvimento social e económico. In: CASTELLS, Manuel; CARDOSO, Gustavo. A sociedade em rede: do conhecimento à acção política. São Paulo: Paz e Terra, 1999. p. 227-236.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede: do conhecimento à política. In: CASTELLS, Manuel; CARDOSO, Gustavo. A sociedade em rede: do conhecimento à acção política. São Paulo: Paz e Terra, 1999. p. 17-31.

FIGUEIREDO, Paulo Negreiros. Capacıdade tecnológica e inovação: desafios para a transição industrial e econômica do Brasil. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2023.

GALVANI, Pascal. A autoformação, uma perspectiva transpessoal, transdisciplinar e transcultural. In: MELLO, Maria F. de; BARROS, Vitória Mendonça de; SOMMERMAN, Américo (Orgs.). Educação e transdisciplinaridade II. São Paulo: TRIOM, 2002. p. 93-122.

KENSKI, Vani Moreira. Tecnologias e ensino presencial e a distância. 12. ed. Campinas: Papirus, 2018.

LÉVY, Pierre. As tecnologias da inteligiência: o futuro do pensamento na era da informática. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999a.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999b.

MACEDO, Roberto Sidnei. Compreender/mediar a formação: o fundante da educação. Brasília: Líber Livro Editora, 2011.

OLIVEIRA, Mateus Souza de. Formação continuada com tecnologias digitais: ensino de funções quadráticas. Curitiba: Appris, 2022.

PRETTO, Nelson de Luca; PINTO, José Marcelino. Tecnologia e formação de professores: uma questão não resolvida. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 3, p. 561-575, 2009.

RODRIGUES, Aroldo Eduardo Athias; COUTINHO, Lidinalva de Almada; Mafra, José Ricardo e Souza. Um olhar sobre tecnologias digitais na formação de professores que ensinam matemática. REAMEC - Rede Amazônica de Educação em Ciências e Matemática, [S. l.], v. 10, n. 3, p. 1-22, 2022. DOI: https://doi.org/10.26571/reamec.v10i3.14048.

SANTANA, Inácia. A influência da escola moderna em percursos de formação. Inovação, v. 6, n. 1/3, p. 29-46, 1993.

SANTOS, Boaventura Sousa. A ecologia de saberes: aprender com o Sul. São Paulo: Cortez, 2016.

SILVA, Leo Victorino. Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação na Educação: três perspectivas possíveis. Journal of Applied and Advanced Research, v. 6, n. 1, p. 143-159. Sorocaba-SP, 2020. DOI: https://doi.org/10.22484/2177-5788.2020v46n1p143-159.

SOMMERMAN, Américo. Formação e transdisciplinaridade: uma pesquisa sobre as emergências formativas do CETRANS. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação) – Universidade de Lisboa, Portugal, 2003.

VALENTE, José Armando. Formação de professores para o uso pedagógico das TIC. Campinas: UNICAMP, 2011.

Downloads

Publicado

2023-09-06

Como Citar

SOUZA DE OLIVEIRA, M.; FERREIRA DA SILVA, M. D. A conceituação da tecformação. REVISTA INTERSABERES, [S. l.], v. 18, p. e023tl4016, 2023. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/intersaberes/index.php/revista/article/view/2504. Acesso em: 21 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigo