Educação e direitos humanos na escola

Resumo

RESUMO

Este artigo objetiva trazer um breve apanhado histórico das motivações que resultaram na Declaração Universal dos Direitos Humanos e, consequentemente, em ações que desencadearam a construção de uma Educação em Direitos Humanos (EDH) no Brasil, com ênfase em sua implementação na Rede Municipal de Ensino de Curitiba. À luz de Paulo Freire, o texto se desenvolve a partir de análise de documentos oficiais e propõe reflexão sobre esse processo formativo, educativo e dialógico no espaço escolar. Percebe-se que, apesar da sanção de leis com propósito de reparação histórica de violações aos direitos, a Educação em Direitos Humanos ainda não se consolidou. Esta, como processo sistemático, transversal e multidimensional atrelado ao cotidiano, está em constante transformação para se ajustar às demandas contextuais.

Palavras-chave: Educação em direitos humanos. Escola. Paulo Freire.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauricio Cesar Vitória Fagundes, Universidade Federal do Paraná

Graduado em História pela Universidade Católica de Pelotas, Especialista em filosofia pela Universidade Estadual de Londrina, Especialista em Gestão e Organização do Trabalho pedagógico na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental pela Universidade Estadual do Paraná, Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pelotas, Doutor em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS e Pós-Doutor pela UNICAMP. Atualmente é professor Associado da Universidade Federal do Paraná. Coordena o Grupo de Pesquisa Universidade Escola e integra a Rede Freireana de Pesquisadores, vinculada à Cátedra Paulo Freire da PUC/SP. Tem experiência na área de Educação, com ênfase na Formação de Professores e Gestão Educação Básica e Educação Superior, atuando principalmente nos seguintes temas: projeto político pedagógico, pedagogia universitária, processos emancipatórios, educação do campo, formação docente e educação popular.

Araci Asinelli-Luz, Universidade Federal do Paraná

Possui graduação em História Natural pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1987) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Tem especialização em Ensino de Ciências, em Psicodrama Pedagógico e em Prevenção da Violência Doméstica contra criança e adolescente. Atualmente é professor associado 4 junto ao Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em prevenção do abuso de drogas, gênero e sexualidade, prevenção da violência contra a criança e o adolescente, educação socioambiental, educação em direitos humanos e cultura da paz. Atua na formação inicial e continuada de professores. Membro do PRONEA e da Comissão Nacional do PNLD pela SBPC e ex-secretária regional da SBPC no Paraná por três gestões; foi membro do Conselho e do GT Educação da SBPC. Foi membro da Comissão da Infância e da Adolescência da OABPR(2011-2012) ; foi membro do Conselho Curador da Fundação Educacional Meninos e Meninas de Rua Profeta Elias; é membro do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, pela UFPR. É pesquisadora na linha da cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano,do Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da UFPR, orientando teses e dissertações na sub-linha Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Programa de Pós-Graduação em Educação Teoria e Prática de Ensino (Mestrado Profissional) . Participa dos seguintes Núcleos e Grupos de Pesquisa: Educação, Ambiente e Sociedade (NEAS); Diversidades e Educação; Núcleo Interinstitucional de Enfrentamento das Dependências Químicas da UFPR- NIED; Núcleo de Estudos de Pedagogia Social da UFPR - NEPS e Pedagogia, Educação e Complexidade. Representante da UFPR no Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil. 

Publicado
2021-07-25
Como Citar
Ramos, L., Cesar Vitória Fagundes, M., & Asinelli-Luz, A. (2021). Educação e direitos humanos na escola. REVISTA INTERSABERES, 16(38), 486-500. https://doi.org/10.22169/revint.v16i38.2187