O papel dos registros pedagógicos na formação docente

  • Ana Lucia Madsen Gomboeff PUC - SP
  • Maria Emiliana Lima Penteado PUC - SP

Resumo

RESUMO

O objetivo deste artigo é explicar o papel do registro pedagógico e suas implicações no processo de formação docente na Rede Municipal de Educação de São Paulo (RMESP), bem como explicitar a importância do acompanhamento e da intervenção do coordenador pedagógico (CP) no processo de desenvolvimento profissional dos professores. Utilizamos, como material de análise, dez relatos de professoras da educação infantil (EI) e quatro relatos redigidos por docentes dos anos iniciais do ensino fundamental (EF) expondo suas significações acerca do acompanhamento do CP durante o processo de produção dos registros pedagógicos. Como base teórica, pautamo-nos no método do materialismo histórico e dialético (MHD), nos princípios da psicologia sócio-histórica (PSH) e da pedagogia histórico- crítica (PHC). Usamos os meios digitais, e-mail e WhatsApp, para produção de dados, e, para análise, utilizamos os Núcleos de Significação (NS). Inicialmente, explicitamos os fundamentos teórico- metodológicos da perspectiva sócio-histórica: concepções de ser humano, sociedade e produção de conhecimento. Em seguida, explicamos brevemente como ocorreu o processo de análise e interpretação dos dados por meio do procedimento denominado NS. Prosseguimos apresentando os três NSs produzidos, dando ênfase na análise interpretativa à finalidade dos registros pedagógicos e sua importância no processo de formação docente e mostrando o trabalho formativo, com registros  pedagógicos, realizado por duas CPs. Nas considerações finais, ressaltamos a relevância da dimensão transformadora (PLACCO, ALMEIDA e SOUZA, 2015) na atuação do CP, destacando o registro como instrumento crítico-reflexivo capaz de favorecer a formação docente.


Palavras-chave: Registros pedagógicos. Formação docente. Coordenador pedagógico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lucia Madsen Gomboeff, PUC - SP
Doutoranda em Educação: Psicologia da Educação pela PUC-SP. Mestre em Educação: Formação de Formadores pela PUC-SP. Pedagoga e formada em Letras. Pesquisadora no Grupo de pesquisa: Rede de estudos e pesquisas de desenvolvimento profissional docente - Reped da PUC-SP, coordenado pela Profa. Dra. Marli André. Coordenadora Pedagógica da Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Formadora da Assessoria e Consultoria em Educação Argento e do Pacto Nacional pela Alfabetização na idade certa (Pnaic). Atua na área educacional desde 1994, com experiência na área da formação docente, com ênfase em: psicogenética e estudos psicolinguísticos; formação crítica e colaborativa; práticas colaborativas na escola como estratégia de formação; formação de profissionais reflexivos; documentação pedagógica e acompanhamento do processo didático-pedagógico.
Maria Emiliana Lima Penteado, PUC - SP
Doutora e Mestre em Educação: Psicologia da Educação pela PUC-SP. Pedagoga e Psicopedagoga. Pesquisadora no Grupo Atividade Docente e Subjetividade – GADS da PUC-SP e no projeto PROCAD (edital 071/2013) - Tecendo Redes de Colaboração no Ensino e na Pesquisa em Educação: um Estudo sobre a Dimensão Subjetiva da Realidade Escolar, coordenado pela Profa. Dra. Wanda Maria Junqueira de Aguiar. Coordenadora Pedagógica na Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Professora convidada em diversas Instituições de Ensino Superior - IES. Atua na área educacional desde 1993 com experiência na área de formação de educadores, com ênfase em: formação crítica e colaborativa; pedagogia de projetos, projeto político pedagógico, documentação pedagógica e acompanhamento do processo de ensino-aprendizagem.

Referências

AGUIAR, W. M. J.; BOCK, A. M. B. (Orgs.). A dimensão subjetiva do processo educacional: uma leitura sócio-histórica. São Paulo: Cortez, 2016.

________; OZELLA, S. Núcleos de significação como instrumento para a apreensão da constituição dos sentidos. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 26, n. 2, p. 222-247, São Paulo: 2006.

________; SOARES, J. R.; MACHADO, V. C. Núcleos de significação: uma proposta histórico-dialética de apreensão das significações. Cadernos de Pesquisa, v. 45, n. 155, p.56-75, jan./mar. 2015.

ALMEIDA, Laurinda R.; PLACCO, Vera M.N.S., O Coordenador Pedagógico e Questões da Contemporaneidade. São Paulo: Ed. Loyola, 2012. p. 127-142

________. O coordenador pedagógico e o trabalho colaborativo na escola. São Paulo: Edições Loyola, 2016. p. 9 - 23.

AZANHA, J.M.P. A formação do professor e outros escritos. São Paulo: Ed. Senac, 2006.

BOCK, A. M. B.; GONÇALVES, M. G. M. A dimensão subjetiva da realidade. São Paulo: Cortez, 2009.

FUJIKAWA, Monica M. O coordenador pedagógico e a questão do registro. In. LIBÂNEO, J. C. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1990.

NÓVOA, António. A Formação de professores e profissão docente. In: NÓVOA, A. Os professores e a sua formação. Lisboa: Publicações Don Quixote, 1992. p. 13-33.

PASSOS, L. F.; ANDRÉ, M. E. D. A. O trabalho colaborativo, um campo de estudo. In: PENTEADO, M.E.L.;GOMBOEFF, A. L. M. Revista Momentum, Atibaia, v. 1, n. 17, p. 1-15, 2019.

PLACCO, V. M. N.; ALMEIDA, L. R.; SOUZA, V. L. T. Retrato do coordenador pedagógico brasileiro: nuanças das funções articuladoras e transformadoras. In: PLACCO, V. M. N. DE S.; ALMEIDA, L. R. (orgs). O coordenador pedagógico no espaço escolar: articulador, formador e transformador. São Paulo: Edições Loyola, 2015, p. 9-24.

RIOS, T. A. Ética e Competências. São Paulo: Cortez, 1995.

SÃO PAULO (Município). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Currículo Integrador da Infância Paulistana. São Paulo: SME/DOT, 2015.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

________. Formação de professores no Brasil: dilemas e perspectivas. Poíesis Pedagógica, v. 9, n. 1, p. 7-19, jan./jun. 2011.

________. O conceito dialético de mediação na pedagogia histórico-crítica em intermediação com a psicologia histórico-cultural. Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Salvador: v. 7, n. 1, p. 26-43, jun. 2015.

SOUZA, V. L. T. O coordenador pedagógico e a constituição do grupo de professores. In. ALMEIDA, Laurinda R.; PLACCO, Vera M.N.S. O Coordenador Pedagógico e o Espaço de Mudança. São Paulo: Ed. Loyola, 2001. p. 27-34.

VIGOTSKI. L.S. A construção do pensamento e linguagem. 4ª. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

WARSCHAUER, C. A Roda e o Registro: uma parceria entre professor, alunos e conhecimento. São Paulo: Paz e Terra, 1993.

ZABALZA, M. A. Diários de Aula - Um Instrumento de Pesquisa e Desenvolvimento Profissional. São Paulo: Artmed, 2007.

________. Rodas em Rede: oportunidades formativas na escola e fora dela. São Paulo: Paz e Terra, 2001.

Publicado
2021-07-25
Como Citar
Gomboeff, A. L. M., & Penteado, M. E. L. (2021). O papel dos registros pedagógicos na formação docente. REVISTA INTERSABERES, 16(38), 687-714. https://doi.org/10.22169/revint.v16i38.1958