Racismo: proximidades e distanciamentos nas percepções de estudantes e professores

  • Victor Hugo Nedel Oliveira Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

RESUMO

Conhecer as percepções de estudantes e professores sobre distintos temas constitui-se de tarefa fundamental para proporcionar distintas interações no cenário da educação contemporânea. No Brasil, a temática do racismo constitui-se em dura e triste realidade social, cujas ações mancham a história do país, há muitos anos. O principal objetivo da investigação foi analisar as percepções de estudantes e professores de sétimo ano, de uma escola pública, em Porto Alegre (RS), em 2019, sobre o racismo. Para tanto, foi aplicado um questionário dividido em duas partes: a caracterização da amostra de investigação e a apresentação de seis afirmativas, pelas quais, a partir da escala Likert, os sujeitos deveriam afirmar seu grau de concordância, indiferença ou discordância. No questionário dos professores, ainda havia questão aberta, na qual os mesmos deveriam responder sobre as ações que realizam na busca de uma educação antirracista. Foi possível perceber que as proximidades nas percepções sobre o racismo entre estudantes e professores são maiores que os distanciamentos. Das seis frases apresentadas, em metade delas houve posturas de proximidade em relação aos sentidos atribuídos, e, na outra metade, foi possível perceber distanciamentos. Contudo, em uma análise mais detalhada, foi possível perceber que as proximidades superam os distanciamentos. Diversas ações para a promoção de uma educação antirracista foram citadas pelos professores, com destaque para debates, projetos literários e inclusão de personalidades negras. Dessa maneira, é possível considerar que, mesmo tratando-se de grupos com distanciamentos etários e sociais, as percepções sobre o racismo são diversas, mas próximas.

Palavras-chave: Racismo. Educação. Estudantes. Professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Hugo Nedel Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Departamento de Humanidades, CAp/UFRGS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Referências

ALMEIDA, Eduarda Soares de; OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel. Racismo na Educação: uma análise da percepção de professores. In: OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel (org.) et al. Iniciação Científica no Ensino Fundamental - Anos Finais: a pesquisa como opção metodológica. 1 ed. Mauritius: Novas Edições Acadêmicas, 2020.

BARDIN, Laurance. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

CERQUEIRA, Daniel Ricardo de Castro; MOURA, Rodrigo Leandro de. Vidas perdidas e racismo no Brasil. v. 22, n. 1, Violência Urbana, 2014.

DAVIS, Angela. Angela Davis. Disponível em: https://www.geledes.org.br/angela-davis/. Acesso em: 21 abr. 2020.

DOMINGUES, Petrônio. Movimento Negro Brasileiro: alguns apontamentos históricos. Tempo (UFF), vol. 23, 2007.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2007.

GUIMARÃES, Antonio Sérgio Alfredo. Preconceito de cor e racismo no Brasil. Revista de Antropologia, vol.47 no.1 São Paulo 2004

HOFBAUER, Andreas. Ações afirmativas e o debate sobre racismo no Brasil. Lua Nova Revista de Cultura e Política. no.68, São Paulo, 2006.

JENSEN, Tina Gudrun. Discursos sobre as religiões afro-brasileiras: Da desafricanização para a reafricanização. Revista de Estudos da Religião. Nº 1, 2001, pp. 1-21.

LIKERT, Rensis. A Technique for the Measurement of Attitudes, Archives of Psychology, 140: 1-55, 1932.

MEDINA FILHO, Antônio Luiz de. Importância das imagens na metodologia de pesquisa em psicologia social. Psicologia e Sociedade. vol.25 no.2 Belo Horizonte 2013

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Conceito de avaliação por triangulação de métodos. Em: M. C, Minayo, S. G, Assis, & E. R, Souza (Eds), Avaliação por triangulação de métodos. Abordagem de programas sociais (pp. 19-51). Rio de Janeiro: Fiocruz, 2005.

OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel. (De) marcando a cidade: vivências urbanas de jovens-estudantes do Colégio de Aplicação da UFRGS. Cadernos do Aplicação (UFRGS), v. 31, p. 71-85, 2019.

OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel; LACERDA, Miriam Pires Corrêa de; SANTOS, Andreia Mendes dos. As percepções de Brasil de estudantes de 7º ano do ensino fundamental no cenário político atual. Revista de Ensino de Geografia, v. 10, p. 52-65, 2019.

OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel; LACERDA, Miriam Pires Corrêa de; SANTOS, Andreia Mendes dos. A construção da docência no ensino superior a partir do conceito de experiência. Cadernos do Aplicação (UFRGS), v. 32, p. 83-92, 2020.

OSINSKI, Isabel Cañadas; BRUNO, Alfonso Sánchez Categorías de respuesta en escalas tipo Likert. Psicothema, 1998. Vol. 10, nº 3, pp. 623-631

PIRES, Raíssa Cordoni e Souza; OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel. Racismo e Educação: uma análise sobre a percepção de alunos. In: OLIVEIRA, Victor Hugo Nedel (org.) et al. Iniciação Científica no Ensino Fundamental - Anos Finais: a pesquisa como opção metodológica. 1 ed. Mauritius: Novas Edições Acadêmicas, 2020.

PRANDI, Reginaldo As religiões afro-brasileiras e seus seguidores Civitas - Revista de Ciências Sociais, vol. 3, núm. 1, junho, 2003, pp. 15-33.

SARDELICH, Maria Emilia. Leitura de imagens, cultura visual e prática educativa. Cadernos de Pesquisa. vol.36 no.128 São Paulo May/Aug. 2006

SCHMIDT, Maria Auxiliadora Moreira dos Santos; GARCIA Tânia Maria F. Braga. A formação da consciência histórica de alunos e professores e o cotidiano em aulas de história. Cad. CEDES, v.25 n.67 Campinas set./dez. 2005.

SILVA, Aída Maria Monteiro. A Violência na Escola: A Percepção dos Alunos e Professores. Série Idéias. nº 28. São Paulo: FDE; 1997. p.253-67.

TROJAN, Rose Meri; SIPRAKI, Robson. Perspectivas de estudos comparados a partir da aplicação da escala Likert de 4 pontos. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, ISSN-e 1982-5587, Vol. 10, Nº. 2, 2015, págs. 275-300

VIEIRA, Sonia. Como elaborar questionários. São Paulo: Atlas, 2009.

Publicado
2021-07-25
Como Citar
Nedel Oliveira, V. H. (2021). Racismo: proximidades e distanciamentos nas percepções de estudantes e professores. REVISTA INTERSABERES, 16(38), 443-464. https://doi.org/10.22169/revint.v16i38.1926