Os entrelaçamentos entre os movimentos de pesquisa e de criação: algumas reflexões

Resumo

Este artigo apresenta resultados parciais da pesquisa-criação desenvolvida por um conjunto de universidades e escolas parceiras para discutir possibilidades do uso da tecnologia de imersão (vídeo 360 graus) no desenvolvimento de projetos educativos e artísticos. Tem como ponto de partida a valorização do ponto de vista de adolescentes de idades entre 14 e 19 anos, de diferentes origens, matriculados em escolas públicas das periferias do estado do Rio de Janeiro e da província do Quebec, Canadá, para apresentarem suas perspectivas sobre seus territórios através do uso da tecnologia de imersão. Neste artigo, apresentamos diversas modalidades de pesquisa-criação em torno de projeto de desenvolvimento de vídeos 360, que estabelece diálogo entre distintos territórios. Identificamos os diferentes territórios educativos permeados por sujeitos em suas diversidades culturais, políticas, econômicas e sociais, sob a égide das tecnologias e desigualdades sociais. O propósito é apresentar alguns dos desafios dessa produção coletiva e os espaços de encontro criados a partir das novas tecnologias, em um percurso que exigia revisitar a memória de um território — quando este se viu limitado por medidas sanitárias em contexto da pandemia de COVID19 — e o desvelar de outros territórios, mais intimistas e singulares, ressignificando os espaços de circulação a partir da re(construção) de histórias, valores e de modos de percepção do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Regina Bortolini , Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto UNIFASE/FMP

Doutora em Educação, professora e pesquisadora do Laboratório de Estudos em Representações Sociais do Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto, Petrópolis – RJ – Brasil, e co-coordenadora do projeto “Territórios, Memórias e Diálogos Interculturais”.

Kelly Cristina Russo de Souza, Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – UERJ

Doutora em Educação, professora e pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação, Comunicação e Periferias Urbanas da Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – UERJ, , Rio de Janeiro – RJ – Brasil, e co-coordenadora do projeto “Territórios, Memórias e Diálogos Interculturais”

Julia Salles, Universidade de Montreal, Montreal – Qc

Doutora em Comunicação, Universidade de Montreal, Montreal – Qc – Canadá e co-coordenadora do projeto “Territórios, Memorias e Diálogos Interculturais”.

Alice Gonçalves Mesquita, Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto

Graduanda em Medicina, voluntaria de Iniciação Cientifica do projeto “Territórios, Memorias e Diálogos Interculturais” pelo Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto, Petrópolis – RJ – Brasil

Calebe Lima de Brito, Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto

Graduando em Medicina, voluntária de Iniciação Científica pelo projeto “Territórios, memórias e Diálogos Interculturais” pelo Centro Universitário Arthur Sá Earp Neto Petrópolis – RJ – Brasil

Francine Cristina de Menezes Nunes, Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – UERJ

Graduanda de Pedagogia, voluntária de Iniciação Científica pelo projeto “Territórios, memórias e Diálogos Interculturais” pela Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – UERJ, Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Publicado
2021-10-06
Como Citar
Bortolini , M. R., Souza, K. C. R. de, Salles, J., Mesquita, A. G., Brito, C. L. de, & Nunes, F. C. de M. (2021). Os entrelaçamentos entre os movimentos de pesquisa e de criação: algumas reflexões. REVISTA INTERSABERES, 16(39), 1155-1180. https://doi.org/10.22169/revint.v16i39.2217