As metodologias ativas e a docência para a educação profissional científica e tecnológica

  • Marilyn Aparecida Errobidarte de Matos IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul campus Campo Grande
  • Clarissa Gomes Pinheiro de Sá IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul campus Campo Grande

Resumo

RESUMO

Com o fortalecimento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, acentua-se também a preocupação com a formação de seus professores, na sua maioria bacharéis, sem formação pedagógica, atuantes no ensino médio (técnico integrado e subsequente), ensino superior (tecnólogo) e pós-graduação. O objetivo deste artigo é apresentar a concepção, desenvolvimento e aplicação de uma metodologia ativa na unidade curricular Dimensões da Ciência e Tecnologia no Contexto Escolar, no curso de Especialização em Docência para EPCT, no Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, no campus Campo Grande. Participaram desta pesquisa 26 alunos, durante 10 semanas, com aulas de 3 horas semanais. A metodologia utilizada nas aulas abordou: gamificação, ferramenta Kahoot, webquest, avaliação por rubrica e AVEA Moodle. Para a coleta de dados utilizou-se opiniário com escala de Likert, observação e análise das atividades desenvolvidas. Os resultados apontaram que a metodologia de ensino aplicada atingiu seu objetivo, demonstrando de maneira prática como o futuro professor poderá usar as tecnologias da informação e comunicação em sala de aula como fomentadoras da participação do aluno no processo de ensinagem.

Palavras-chave: Ensino médio integrado; Docência; Gamificação.

 

ABSTRACT

Along with the strengthening of the Federal Network of Professional, Scientific and Technological Education, there is a concern about the training of its teachers, who mostly have  bachelor degrees but no pedagogical training, working in high school (integrated and subsequent technician), undergraduate (technologist), and graduate  institutions.  The aim of this paper is to present the conception, development and application of an active teaching methodology in the curricular unit for Dimensions of Science and Technology in the School Context, in the Specialization Course in Teaching for EPCT, at Federal Institute of Mato Grosso do Sul, in Campo Grande campus. Twenty-six students have attended this research for 10 weeks, with 3-hour classes. The methodology for active learning employed in the classroom addressed: gamification, Kahoot! platform, webquest, assessment  by headings, and AVEA Moodle. For data collection, we used the Likert scale survey, observation and analysis of the activities developed. The results showed that the applied teaching methodology reached its goal, demonstrating, in a practical way, how the future teacher could use the information and communication technologies in the classroom as boosters  of student’s active participation  in the learning process.

Keywords: Integrated high school; Teaching; Gamification.

 

RESUMEN

Con el fortalecimiento de la Red Federal de Educación Profesional, Científica y Tecnológica, se acentúa la preocupación por la formación de sus docentes, en su mayoría graduados, pero sin formación pedagógica, activos en la escuela secundaria (técnico medio o capacitación técnica), educación superior (tecnólogo) y postgrado. El objetivo de este artículo es presentar el diseño, desarrollo y aplicación de una metodología activa en la unidad curricular Dimensiones de la Ciencia y la Tecnología en el Contexto Escolar, en el Curso de Especialización en Enseñanza para EPCT, en el Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, en el campus Campo Grande. 26 estudiantes participaron en esta investigación, durante 10 semanas, con clases de 3 horas semanales. La metodología utilizada en las clases trató los temas: gamificación, herramienta Kahoot, webquest, evaluación por rúbrica y AVEA Moodle. Para la recolección de datos, se utilizó un cuestionario con escala de Likert, observación y análisis de las actividades desarrolladas. Los resultados mostraron que la metodología de enseñanza aplicada alcanzó su objetivo, y demostró de manera práctica cómo el futuro docente puede utilizar las tecnologías de la información y la comunicación en el aula como estímulo a la participación del alumno en el proceso de enseñanza.

Palabras-clave: Educación técnica; Enseñanza; Gamificación.


 

 


 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilyn Aparecida Errobidarte de Matos, IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul campus Campo Grande
Graduada em Biologia e Economia, Especialista em Planejamento Educacional, Mestra em Ensino de Ciências, Doutora em Meio Ambiente. Professora EBTT de Metodologia da Pesquisa no IFMS campus Campo Grande.
Clarissa Gomes Pinheiro de Sá, IFMS - Instituto Federal de Mato Grosso do Sul campus Campo Grande
Pedagoga, Professora de Metodologia da Pesquisa no IFMS campus Campo Grande.

Referências

BACICH, L.; NETO, A. T.; TREVISANI, F. de M. Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso Editora, 2015.

BARTOLI, V. F. Estudo sobre gamificação na educação. 2017. 55 f. Monografia (Especialização em MBA em tecnologia da Informação Executivo) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC/SEF, 1998.

BRASIL, Resolução CNE/CEB nº 6, de 20 de setembro de 2012.

CHRISTENSEN, C. M.; HORN, M. B.; STAKER, H. Is K-12 Blended Learning Disruptive? An introduction to the theory of hybrids. [S. l.] Clayton Christensen Institute, 2013.

DA COSTA, Maria Adélia. Políticas de formação docente para a educação profissional: realidade ou utopia? Curitiba: Appris Editora e Livraria Eireli-ME, 2016. ISBN: 9788547300333

DE MELO, Mayara Soares; DA SILVA, Roberto Ribeiro. Ensino médio integrado à educação profissional: os desafios na consolidação de uma educação politécnica. In: ARAÚJO, A. C. e DA SILVA, C. N. Ensino médio integrado no Brasil: fundamentos, práticas e desafios. Brasília: Ed. IFB, 2017. p. 184-198. ISBN: 978-85- 64124-49- 3

DIESEL, Aline; BALDEZ, Alda Leila Santos; MARTINS, Silvana Neumann. Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. Revista Thema, v. 14, n. 1, p. 268- 288, 2017.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

GANDIN, Danilo. A posição do planejamento participativo entre as ferramentas de intervenção na realidade. Currículo sem fronteiras, v. 1, n. 1, p. 81-95, 2001.

MARTINS, T. M. O.; NERY FILHO, J.; SANTOS, F. V.; PONTES, E.C. A gamificação de conteúdos escolares: uma experiência a partir da diversidade cultural brasileira. In: X Seminário de Jogos Eletrônicos, Educação e Comunicação, Salvador: UNEB, Anais [...] Salvador. 2015

SIMÕES, Jorge et al. Aplicação de elementos de jogos numa plataforma de aprendizagem social. In: II CONGRESSO INTERNACIONAL TIC E EDUCAÇÃO, Portugal. Anais [...] Portugal. 2012. P. 2092-2099.

VALENTE, José Armando. Blended learning e as mudanças no ensino superior: a proposta da sala de aula invertida. Educar em Revista, n. 4, p. 79-97, 2014.

VALENTE, José Armando; DE ALMEIDA, Maria Elizabeth Bianconcini; GERALDINI, Alexandra Fogli Serpa. Metodologias ativas: das concepções às práticas em distintos níveis de ensino. Revista Diálogo Educacional, v. 17, n. 52, p. 455-478, abr./jun. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.7213/1981-416X.17.052.DS07

WERTHEIN, J. Políticas de Educação: ideias e ações. Cadernos UNESCO Brasil. Série Educação, v.6. Brasília: UNESCO, 2001.

Publicado
2020-04-08
Como Citar
Errobidarte de Matos, M. A., & de Sá, C. G. P. (2020). As metodologias ativas e a docência para a educação profissional científica e tecnológica. REVISTA INTERSABERES, 15(34). https://doi.org/10.22169/revint.v15i34.1799