A gestão na dinâmica das organizações do terceiro setor: rede de instituições de acolhimento de Curitiba e região metropolitana

Autores

  • Kalynka Oliveira Feliciano Centro Universitário Internacional UNINTER
  • Cleci Elisa Albiero Centro Universitário Internacional - UNINTER https://orcid.org/0000-0002-8226-1444
  • Amanda Skszypa
  • Aparecida Oliveira Silva Centro Universitário Internacional - UNINTER

Resumo

Ao longo dos séculos XX e XXI, com as transformações ocorridas na sociedade e no papel do Estado, cresce a importância das ações desenvolvidas pelas organizações do Terceiro Setor. Aliado a este crescimento, são inúmeros os desafios encontrados por estas organizações, com destaque para a necessidade na melhoria contínua da eficiência da gestão por meio de mecanismos de governança, planejamento, entre outras técnicas. O presente estudo objetiva identificar as práticas de gestão utilizadas pelas organizações que compõem a Rede de Instituições de Acolhimento de Curitiba e Região Metropolitana, com a finalidade de produzir conhecimento organizado e detalhado do mapeamento realizado com as organizações, com vistas ao seu fortalecimento institucional. Este estudo tem como base uma pesquisa bibliográfica exploratória e descritiva, de natureza qualitativa, e uma pesquisa empírica efetuada com as organizações que fazem parte da Rede de Instituições de Acolhimento. Realizou-se a coleta de dados por intermédio de um formulário enviado via Google Forms, que foi respondido por cinco (5) organizações. Os elementos e dados apresentados são compostos de informações de cunho quanti-qualitativo, estudados através da análise de conteúdo. Conclui-se que as organizações da Rede de Instituições de Acolhimento estão atuando há mais de 40 anos prestando serviços de interesse público e desenvolvimento social, através do acolhimento institucional de crianças, adolescentes com vínculos familiares rompidos e/ou fragilizados, de forma a garantir a proteção integral destes. A longevidade das organizações possibilitou a construção de um modelo de gestão mais flexível e menos rígido, visando transformar os recursos (humanos, financeiros, materiais) em resultados esperados, assim como foram encontradas algumas dificuldades.

Palavras chaves: Terceiro setor; Gestão; Planejamento; Rede de Instituições de Acolhimento.

Abstract

Throughout the 20th and 21st centuries, amid the societal transformations and shifts in the State's role, the significance of actions undertaken by Third Sector organizations is on a growth trajectory. Complementing this growth, these organizations confront numerous challenges, notably the imperative to incessantly enhance management efficiency through governance mechanisms, planning, and other techniques. The current study aims to identify the management practices employed by the organizations comprising the Network of Host Institutions of Curitiba and the Metropolitan Region. This endeavor seeks to produce a methodical and comprehensive comprehension of the conducted organizational mapping, with a perspective directed towards bolstering institutional resilience. Rooted in exploratory and descriptive bibliographic research of a qualitative nature, coupled with empirical inquiry conducted among the organizations encompassing the Host Institutions Network, data acquisition transpired via a Google Forms-administered survey, yielding responses from five (5) distinct organizations. The presented elements and data encompass both quantitative and qualitative facets, subjected to content analysis. Conclusively, it is discerned that the Host Institutions Network organizations have been operative for over four decades, dispensing services of public interest and social development, primarily through the institutionalized care of children and adolescents plagued by disrupted or weakened familial bonds, thereby securing their holistic safeguarding. The prolonged existence of these organizations has facilitated the formulation of a flexible and less rigid management model, poised to channel resources (human, financial, material) into anticipated outcomes, albeit with certain challenges encountered.

Keywords: Third sector; Management; Planning; Host Institutions Network.

Resumen

A lo largo de los siglos XX y XXI, en medio de las transformaciones sociales y los cambios en el rol del Estado, cobra relevancia la importancia de las acciones emprendidas por las organizaciones del Tercer Sector. Como complemento a este crecimiento, estas organizaciones enfrentan numerosos desafíos, destacando la necesidad de mejorar constantemente la eficiencia en la gestión a través de mecanismos de gobernanza, planificación y otras técnicas. El presente estudio tiene como objetivo identificar las prácticas de gestión empleadas por las organizaciones que componen la Red de Instituciones Anfitrionas de Curitiba y la Región Metropolitana. Este esfuerzo busca producir una comprensión metodológica y completa del mapeo organizacional realizado, con una perspectiva orientada a fortalecer la resiliencia institucional. Basado en una investigación bibliográfica exploratoria y descriptiva de naturaleza cualitativa, junto con una investigación empírica realizada entre las organizaciones que conforman la Red de Instituciones Anfitrionas, la adquisición de datos se llevó a cabo a través de una encuesta administrada mediante Google Forms, obteniendo respuestas de cinco (5) organizaciones distintas. Los elementos y datos presentados abarcan tanto aspectos cuantitativos como cualitativos, sujetos a análisis de contenido. En conclusión, se percibe que las organizaciones de la Red de Instituciones Anfitrionas han estado operativas durante más de cuatro décadas, brindando servicios de interés público y desarrollo social, principalmente a través del cuidado institucionalizado de niños y adolescentes afectados por vínculos familiares interrumpidos o debilitados, asegurando así su protección integral. La existencia prolongada de estas organizaciones ha facilitado la formulación de un modelo de gestión flexible y menos rígido, dispuesto a canalizar recursos (humanos, financieros, materiales) hacia resultados previstos, a pesar de los desafíos encontrados.

Palabras clave: Tercer Sector; Gestión; Planificación; Red de Instituciones Anfitrionas.

Biografia do Autor

Kalynka Oliveira Feliciano, Centro Universitário Internacional UNINTER

Graduanda do Curso de Bacharelado em Serviço Social e pesquisadora bolsista no Projeto de Pesquisa Trabalho, gênero e gerações: intersecções sociais no Centro Universitário Internacional UNINTER.

Cleci Elisa Albiero, Centro Universitário Internacional - UNINTER

Assistente social, professora pesquisadora do Curso de Serviço Social do Centro Universitário Uninter, pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Trabalho, Formação e Sociabilidade (GETFS).

Amanda Skszypa

Graduanda do Curso de Bacharelado em Serviço Social - UNINTER

Aparecida Oliveira Silva , Centro Universitário Internacional - UNINTER

Graduanda do Curso de Bacharelado em Serviço Social - UNINTER

Referências

ALBUQUERQUE, Antonio C. C. Terceiro Setor: História e gestão de organizações. 3. ed. São Paulo. Editora Summus Editorial, 2006.

BARROS, Daiane M. L.; MATOS, Naílton Santos. A importância da comunicação organizacional interna e dos feedbacks gerenciais. Revista de Administração, São Paulo, v. 13, n. 23, p. 3-20, ago. 2015. Disponível em: https://revistas.fw.uri.br/index.php/revistadeadm/article/view/1553/1961. Acesso em: 16 jun. 2023.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social. Secretaria Nacional de Assistência Social. Boletim Mulheres no SUAS. Brasília, DF: MDS, 2018, v. 5. (Boletins Vigilância Socioassistencial). Disponível em: http://blog.mds.gov.br/redesuas/wp-content/uploads/2018/06/Boletim-5-CGPVIS.pdf. Acesso em: 15 jun. 2023.

BRASIL. Ministério da Cidadania. Serviços de Acolhimento para Crianças, Adolescentes e Jovens. Brasília, DF. 2019. Disponível em: https://www.gov.br/cidadania/pt-br/acoes-e-programas/assistencia-social/unidades-de-atendimento/servicos-de-acolhimento-para-criancas-adolescentes-e-jovens#). Acesso em: 10 jun. 2023.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Síntese de Indicadores Sociais – uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro, RJ. 2021. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101892.pdf. Acesso em: 18 jun. 2023.

BRASIL. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Mapa das Organizações da Sociedade Civil. Brasília, DF. 2021. Disponível em: https://mapaosc.ipea.gov.br/arquivos/posts/2796-pb6mapaversaodivulgacao.pdf

Acesso em: 06 jul. 2023.

CARVALHO, Débora Nacif. GESTÃO E SUSTENTABILIDADE: Um estudo multicasos em ONGs ambientalistas em Minas Gerais. 156 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: https://repositorio.ufmg.br/bitstream/1843/CSPO-6VDHWP/1/m04032006dndc_debora.pdf. Acesso em: 06 jun. 2023.

CARVALHO, Fernando. Práticas de planejamento estratégico e sua aplicação em Organizações do Terceiro Setor. 204 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo. São Paulo, 2004. Disponível em: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-11032005-222450/publico/Dissertacao.pdf. Acesso em: 15 jul. 2023.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações. 7. ed. rev. e atual. - Rio de Janeiro, RJ. Ed. Elsevier. 2003.

FALCONER, A. P. A promessa do terceiro setor: um estudo sobre a construção do papel das organizações sem fins lucrativos e do seu campo de gestão. 152 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. São Paulo, SP. 1999. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12132/tde-01072021-161110/publico/MsAndresPabloFalconer.pdf. Acesso em: 10 jul. 2023.

FRITZEN, Juliana Pires. A feminização da assistência: discutindo gênero e sua interface com a proteção social. Seminário Nacional de Serviço Social, Trabalho e Política Social. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. 2015. Disponível em: https://seminarioservicosocial.paginas.ufsc.br/files/2017/05/Eixo_3_036-3.pdf. Acesso em: 06 jul. 2023.

GUIMARÃES, Gleny T. D.; MACIEL, Ana L. S.; GERSHENSON, Beatriz. Neoliberalismo e Desigualdade Social: reflexões a partir do Serviço Social. Porto Alegre, RS. 2020. Editora Universitária da PUCRS. Disponível em: https://editora.pucrs.br/livro/1385/ Acesso em: 16 jul. 2023.

GIFE (Grupo de Institutos, Fundações e Empresas). Perspectivas para o Marco Legal do Terceiro Setor. São Paulo, 2009. Disponível em: https://sinapse.gife.org.br/download/perspectivas-para-o-marco-legal-do-terceiro-setor#. Acesso em: 10 jul. 2023.

IDIS (Instituto para o desenvolvimento do investimento social). Guia de gestão de pessoas no terceiro setor. Módulo 3 - colocar a casa em ordem. São Paulo, SP. 2021. Disponível em: https://mapaosc.ipea.gov.br/arquivos/posts/3680-aguia3compressed.pdf. Acesso em: 14 jun. 2023.

MEDEIROS, Jussara Marques; SVIERCOSKI, Valdeslei. O sabor do saber científico: TCC no Serviço Social. 1. Ed. Editora Intersaberes, Curitiba, 2020.

OLIVEIRA, Eider Arantes; SOUZA, Edileusa Godói. O Terceiro Setor no Brasil: Avanços, Retrocessos e Desafios para as Organizações Sociais. Revista Interdisciplinar de Gestão Social, Salvador, v. 4, n. 3, jan./abr. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/rigs/article/view/10976/11563 Acesso em: 06 jul. 2023.

SOBRAL, Karla B. S; OLIVEIRA, Rezilda Rodrigues. Estado e Terceiro Setor: A Educação Complementar como um caso de coprodução de um bem público. ENCONTRO BRASILEIRO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, 4., João Pessoa, PB. 2017. Anais [...] João Pessoa: SBAP, 2017. p. 250-264. Disponível em: https://ppgprofiap.ufersa.edu.br/wp-content/uploads/sites/120/2017/08/anais_ivebap.pdf. Acesso em: 19 jun. 2023.

PEDROSA; A. C. G. et al. Competência gerencial no terceiro setor: um estudo em organizações não governamentais na cidade de Fortaleza-Ceará. In: ENANPAD, 33., 2009, São Paulo. Anais [...] São Paulo: ANPAD, 2009, p. 1-14.

PEREIRA, Milton. (org). Gestão para organizações não governamentais. Florianópolis, SC. 2013. Disponível em: http://www.institutofonte.org.br/sites/default/files/Livro%20Gest%C3%A3o%20Para%20Organiza%C3%A7%C3%B5es%20N%C3%A3o%20Governamentais%20-%202013.pdf. Acesso em: 28 jul. 2023.

SANTOS, Jéferson Weber. A influência dos stakeholders na estratégia: um estudo de caso em uma organização do terceiro setor. Dissertação (mestrado) — Faculdade de Administração, Contabilidade e Economia. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS. 2006. Disponível em: https://tede2.pucrs.br/tede2/bitstream/tede/5546/1/385074.pdf Acesso em: 13 jun. 2023.

SOUZA, Edileusa Godoi; JÚNIOR, Valdir M. V. Alianças estratégicas: Articulações entre o Terceiro Setor e o Governo. Revista eletrônica de gestão organizacional. Pernambuco, 2010. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/gestaoorg/article/view/21624. Acesso em: 10 jul. 2023.

Downloads

Publicado

2023-08-30

Como Citar

OLIVEIRA FELICIANO, K.; ALBIERO, C. E.; SKSZYPA, A.; OLIVEIRA SILVA , A. A gestão na dinâmica das organizações do terceiro setor: rede de instituições de acolhimento de Curitiba e região metropolitana. Humanidades em Perspectivas, [S. l.], v. 5, n. 10, p. 73–93, 2023. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revista-humanidades/index.php/revista-humanidades/article/view/222. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos