Laser de baixa potência no tratamento fisioterapêutico de úlceras por pressão

  • Miryan Carla Beviláqua Nascimento
  • Caio Ramon Queiroz
  • Fíama Araújo Coelho
  • Jose Henrique de Lacerda Furtado

Resumo

A úlcera por pressão (UP) é uma das complicações mais frequentes em pacientes internados em instituições hospitalares. Nesse contexto, o uso do laser de baixa potência tem sido considerado uma estratégia importante no tratamento fisioterapêutico destes pacientes, devido ao seu potencial de otimização do prognóstico e custo-benefício. Destarte, o objetivo central desse estudo foi investigar a eficácia do uso do laser de baixa potência como recurso de tratamento fisioterapêutico de úlceras por pressão. Quanto à metodologia, trata-se de uma revisão bibliográfica, realizada a partir de artigos publicados entre 2013 e 2021, indexados nas bases de dados MEDLINE/PubMed, SciELO, Bireme e PEDro. A busca por artigos ocorreu entre novembro de 2018 e julho de 2021, por meio dos seguintes descritores: “laser*” e “úlceras por pressão”, e seus correspondentes em inglês “laser*”e “pressure ulcer”. Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, selecionaram-se 6 (seis) artigos para compor essa revisão. Embora os estudos indiquem a eficácia do uso do laser de baixa potência no tratamento dos pacientes com UP, há lacunas analíticas sobre sua aplicação. Recomenda-se, então, o desenvolvimento de novos estudos experimentais, com metodologia bem delineada e descrição dos parâmetros utilizados. O intuito é produzir evidências científicas confiáveis e reproduzíveis na prática clínica, considerando as diversas variáveis que podem interferir nesse processo.

Palavras-chave: úlcera por pressão; fisioterapia; terapia com luz de baixa intensidade.

Abstract

Pressure ulcer (PU) is one of the most frequent complications in patients admitted to hospital institutions. In this context, the use of low-power laser has been considered an important physiotherapeutic treatment strategy for these patients, due to its potential for optimizing the prognosis and cost-effectiveness. Therefore, the main objective of this study was to investigate the effectiveness of using a low-power laser as a resource for the physiotherapeutic treatment of pressure ulcers. Regarding methodology, it is a literature review, carried out from articles published between 2013 and 2021, indexed in MEDLINE/PubMed, SciELO, Bireme, and PEDro databases. The search for articles was carried out between November 2018 and July 2021, using the following descriptors: "laser*" and "pressure ulcer". After applying the inclusion and exclusion criteria, 6 (six) articles were selected to compose this review. Although the studies indicate the effectiveness of using a low-power laser in the treatment of patients with PU, there are analytical gaps regarding its application.  It is, recommended, then, the development of new experimental studies, with well-designed methodology and description of the parameters used; the aim is to produce reliable and reproducible scientific evidence in clinical practice, considering the various variables that can interfere with this process.

Keywords: pressure ulcer; physiotherapy; low-level light therapy.

Resumen

La úlcera por presión (UP) es una de las complicaciones más frecuentes en pacientes internados en instituciones hospitalarias. Es ese contexto, el uso del láser de baja potencia ha sido considerado una estrategia importante en el tratamiento fisioterapéutico de esos pacientes, dado su potencial de optimización del pronóstico y costo-beneficio. Por ello, el objetivo central de este estudio fue investigar la eficacia del uso del láser de baja potencia como recurso fisioterapéutico de úlceras por presión. Sobre la metodología, se trata de una revisión bibliográfica, realizada a partir de artículos publicados entre 2013 y 2021, indexados en las bases de datos MEDLINE/PubMed, SciELO, Bireme y PEDro. La recolección se dio entre noviembre de 2018 y 2021, por medio de los siguientes descriptores: “láser*” y “úlceras por presión”, y sus correspondientes en inglés “laser*” y “pressure ulcer”.  Luego de la aplicación de los criterios de inclusión y exclusión, se seleccionaron seis artículos para integrar esa revisión. Aunque los estudios indiquen la eficacia del uso del láser de baja potencia en el tratamiento de pacientes con UP, hay lagunas analíticas sobre su aplicación. Se recomienda, entonces, el desarrollo de nuevos estudios experimentales, con metodología bien definida y descripción de los parámetros utilizados. La intención es producir evidencias científicas confiables y reproductibles en la práctica clínica, tomándose en consideración las diversas variables que pueden intervenir en ese proceso.

Palabras-clave: úlcera por presión; fisioterapia; terapia con luz de baja intensidad.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miryan Carla Beviláqua Nascimento

Fisioterapeuta (ESTÁCIO/FIC). Pós-graduada em Fisioterapia Dermatofuncional (ESTACIO/FIC).

Caio Ramon Queiroz

Mestrando em Ensino em Ciências da Saúde e do Meio Ambiente (UNIFOA). Graduado em Fisioterapia (ESTÁCIO/FIC). Fisioterapeuta da Prefeitura Municipal de Volta Redonda-RJ.

Fíama Araújo Coelho

Fisioterapeuta (ESTÁCIO/FIC). Pós-graduada em Fisioterapia Dermatofuncional (ESTÁCIO/FIC).

Jose Henrique de Lacerda Furtado

Doutorando em Saúde Pública (ENSP/FIOCRUZ). Mestre em Educação Profissional em Saúde (EPSJV/FIOCRUZ). Graduado em Enfermagem (UBM). Técnico Administrativo em Educação/Enfermagem no Instituto Federal do Rio de janeiro (IFRJ-Campus Pinheiral).

Referências

CARNEIRO, C. et al. Efeito de lasers de baixa potência no reparo de lesões cutâneas. Publicatio UEPG: Ciências Biológicas e da Saúde, Ponta Grossa, v. 21, n. 2, p. 109-115, 2016.

COSTA, A. M. et al. Custos do tratamento de úlceras por pressão em unidade de cuidados prolongados em uma instituição hospitalar de Minas Gerais. Enfermagem Revista, Belo Horizonte, v. 18, n. 1, p. 58-74, 2015.

FIALHO, L. M. F. et al. Efeitos dos lasers Hélio-Neônio (HeNe) e Arseneto de Gálio (AsGa) associados à educação em saúde com foco na promoção da saúde de portadores de úlcera por pressão. Rev Med Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 27, p. 20-26, 2017.

FIGUEIREDO, V. F. et al. Análise do tratamento com laser de baixa potência em pacientes com úlcera por pressão. Revista de Saúde da Faciplac, Brasília, v. 1, n. 1, 2014.

FURIERI, F. P. M. et al. Atuação fisioterapêutica na úlcera por pressão: uma revisão. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente, Ariquemes, v. 6, n. 1, p. 69-80, 2015.

GRÍCIO, G. S. et al. Impacto da utilização de recursos fisioterapêuticos no tratamento de úlceras cutâneas de diferentes etiologias. ConScientiae Saúde, São Paulo, v. 16, n. 1, 2017.

KORELO, R. I. G. et al. Gerador de alta frequência como recurso para tratamento de úlceras por pressão: estudo piloto. Fisioterapia em Movimento, Curitiba, v. 26, n. 4, p. 715-24, 2013.

MACEDO, A. C. B; SIMÕES, N. D. Aplicação de estimulação elétrica de baixa intensidade no tratamento de úlceras varicosas. Fisioterapia em Movimento, Curitiba, v. 20, n. 3, 2017.

MARQUES, C. M.; MOREIRA, D.; ALMEIDA, P. N. Atuação fisioterapêutica no tratamento de úlceras plantares em portadores de hanseníase: uma revisão bibliográfica. Hansen Int, Bauru, v. 28, n. 2, p. 145-50, 2003.

RAMOS, L. A. V. et al. A eficácia do laser na cicatrização de úlcera de decúbito em paciente diabético: estudo de caso. Biota Amazônia, Macapá, v. 4, n. 2, p. 74-79, 2014.

RIBEIRO, M. P; TERTULIANO, C. V. M. Aplicação da laserterapia de baixa intensidade associada com a cinesioterapia no indivíduo idoso: um estudo de caso. In: CONGRESSO NACIONAL DE ENVELHECIMENTO HUMANO, 2016, Natal. Anais [...]. Natal: Editora Realize, 2016.

RODRIGUES, R. N. et al. Terapia com Laser de Baixa Intensidade na Cicatrização de Lesões por Pressão em Paciente Oriundo da UTI. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, São Paulo, v. 5, p. 359-418, maio 2018.

Publicado
2021-10-21
Seção
Artigos