ANTAGONISTAS DOS RECEPTORES DA ANGIOTENSINA II: UMA REVISÃO DE CLASSE

  • Diego Carneiro Ramos
  • Ana Cristina Grisi Casali

Resumo

A Hipertensão Arterial Sistêmica é o agravo mais comum na população adulta em todo o mundo. Apresenta custos médicos e socioeconômicos elevados, decorrentes principalmente das suas complicações responsáveis por alta frequência de internações hospitalares. O presente artigo objetivou fazer uma revisão de literatura sobre uma das classes antihipertensivas mais prescritas nos dias de hoje, os Antagonistas dos Receptores da Angiotensina II (ARAII), buscando conhecer suas características farmacológicas e de aplicação clínica, usando como suporte materiais técnicos publicados na literatura científica e em artigos indexados a base de dados MEDLINE, LILACS e SCIELO. Diversos estudos clínicos mostraram eficácia anti-hipertensiva dos ARA II muito próxima dos Inibidores da Enzima Conversa de Angiotensina (IECA), porém com uma melhor tolerabilidade, melhorando a adesão ao tratamento. Dentro da classe dos ARA II o medicamento que apresenta maior eficácia em prevenir eventos cardiovasculares, baseado em resultados de estudos clínicos é a olmesartana. A compreensão das particularidades de cada medicamento representante dos ARA II é de vital importância para direcionar a escolha do prescritor por um destes medicamentos visando uma abordagem farmacoterapêutica mais racional.

 

Palavras-chave: Hipertensão arterial. Antihipertensivos. Antagonistas dos receptores da angiotensina II.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-12-12
Seção
Artigos