Ratio Studiorum: uma revisão bibliográfica

Resumo

Resumo

A presente pesquisa visa compreender o documento Ratio Atque Institutio Studiorum Societatis Iesu, produzido em 1599 pela Companhia de Jesus. Analisa-se a companhia fundada por Inácio de Loyola no século XVI e suas possíveis contribuições para a pedagogia contemporânea. Contudo, a fim de evitar resultados simplistas, anacrônicos ou arbitrários, é necessário contextualizar o momento histórico no qual o Ratio Studiorum foi produzido e propagado. O objetivo geral da hodierna investigação é elucidar se o documento ainda exerce influência na atualidade. Para que os resultados fossem viáveis, aplicou-se no estudo a metodologia descritiva. Utilizou-se uma fonte primária, composta pelo documento final e oficial do Ratio Studiorum, e fontes secundárias — formadas fundamentalmente por obras bibliográficas. Com a análise efetivada em consonância com o rigor técnico-metodológico, foi possível alcançar os resultados almejados. Identificou-se que há influência do Ratio Studiorum nas práticas educacionais modernas, como, por exemplo, no ensino tradicional. Tendo em vista que diversas teorias e métodos foram forjados em conjunturas distintas, torna-se essencial conhecer as raízes do ensino para uma melhor compreensão da realidade e das possibilidades futuras.

Palavras-chave:  Pedagogia. Ensino Inaciano. Educação. Companhia de Jesus.

Abstract

The present research aims to understand the Ratio Atque Institutio Studiorum Societatis Iesu, produced in 1599 by the Society of Jesus. The company founded by Inácio de Loyola in the 16th century and its possible contributions to contemporary pedagogy are analyzed. However, in order to avoid simplistic, anachronistic or arbitrary results, it is necessary to contextualize the historical moment in which the Ratio Studiorum was produced and propagated. In short, the general objective of today's investigation is to discover whether the document still influences today. For the results to be viable, the descriptive methodology was applied in the study. A primary source was used, composed of the final and official document of the Ratio Studiorum, and secondary sources — formed mainly by bibliographical works. With the analysis carried out in line with the technical-methodological rigor, it was possible to achieve the desired results. It was identified that there is influence of Ratio Studiorum in modern educational practices, such as traditional teaching. Bearing in mind that several theories and methods were forged in different circumstances, it is essential to know the roots of teaching for a better understanding of reality and future possibilities.

Keywords: Pedagogy. Ignatian teaching. Education. Society of Jesus.

Resumen

Esta investigación pretende entender el documento Ratio Atque Institutio Studiorum Societatis Iesu, producido en 1599 por la Compañía de Jesús. Se analiza la compañía fundada por Ignacio de Loyola en el siglo XVI y sus posibles contribuciones para la pedagogía contemporánea. Sin embargo, para evitar resultados simplistas, anacrónicos o arbitrarios, es necesario contextualizar el momento histórico en el cual el Ratio Studiorum fue producido e divulgado. El objetivo de esta investigación es dilucidar si el documento todavía tiene influencia en la educación. Para la obtención de resultados confiables, se aplicó la metodología descriptiva. Se utilizó una fuente primaria — el documento final y oficial del Ratio Sudiorum — y fuentes secundarias, fundamentalmente textos bibliográficos. A partir de riguroso análisis en lo técnico-metodológico, fue posible llegar a los resultados esperados. Se pudo constatar la influencia del Ratio Studiorum en prácticas educativas modernas como, por ejemplo, en la educación tradicional. Tomándose en consideración que diversas teorías y métodos se produjeron en coyunturas distintas, es esencial conocer las raíces de la educación para una mejor comprensión de su realidad y de sus posibilidades futuras.

Palabras-clave:  Pedagogía. Educación Ignaciana. Educación. Compañía de Jesús.

Biografia do Autor

Thalita dos Santos Banzatti Melo, UNINTER
Professora de História, Pedagoga e estudante de Psicopedagogia.

Referências

BARROS, Maria. A relação entre manuscritos e impressos em Tupi como forma de estudo da política linguística jesuítica no século XVIII na Amazônia. Revista Letras, Curitiba, v. 61, n. especial, p. 125-152, 2003

FAORO, Raymundo. Os donos do poder - A formação do patronato político brasileiro. 5. ed. São Paulo: Globo, 2012.

FRANCA, Leonel. O Método Pedagógico dos Jesuítas: o Ratio Studiorum. 1. ed. Rio de Janeiro: Livraria AGIR, 1952.

GADOTTI, Moacir. História das Ideias Pedagógicas. 1. ed. São Paulo: Ática, 2003.

JESUITAS; TARQUINIO LONGO; COLLEGIUM SOCIETATIS JESU. Ratio Atq[ue] Institutio Studiorum Societatis Iesu. Neapoli: in Collegio eiusdem Societatis, 1599.

KLEIN, Luiz (org.). Educação Jesuítica e Pedagogia Inaciana. 1. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2015.

LOYOLA, Inácio. Autobiografia. 1. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1970.

MESQUIDA, Peri. Catequizadores de índios, educadores de colonos, Soldados de Cristo: formação de professores e ação pedagógica dos jesuítas no Brasil, de 1549 a 1759, à luz do Ratio Studiorum. Educ. rev., Curitiba, n. 48, p. 235-249, jun. 2013.

MICELI, Paulo. História Moderna. 1. ed. São Paulo: Contexto, 2016.

MIRANDA, Margarida. Humanismo jesuítico e identidade da Europa: uma comunidade pedagógica europeia. Humanitas, Coimbra, v. 53, p. 83-111, 2001.

MOREIRA, Claudia; MEUCCI, Simone. História do Brasil – sociedade e cultura. 1. ed. Curitiba: Ibpex, 2011.

NEGRAO, Ana Maria Melo. O método pedagógico dos jesuítas: o "Ratio Studiorum". Rev. Bras. Educ., São Paulo, v.14, p.154-157, ago. 2000.

NOGUEIRA, M; Leal, D. Teorias da aprendizagem: um encontro entre os pensamentos filosófico, pedagógico e psicológico. 2. ed. Curitiba: Intersaberes, 2015.

OLIVEIRA, Leilson et al. Um Estudo sobre a Pedagogia Jesuítica: o Ratio Studiorum e um breve Comparativo ao Projeto Político Pedagógico. Rev. Mult. Psic. v.12, n. 41, p. 627-636, 2018

PAIVA, R. O Caminho do Peregrino – com Santo Inácio de Loyola. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2016

ROSÁRIO, Maria José Aviz do; MELO, Clarice Nascimento de. A educação jesuítica no Brasil colônia. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, v. 15, n. 61, p. 379-389, jul. 2015.

SAVIANI, D. As Concepções pedagógicas na História da Educação Brasileira. In: LOMBARDI, J. C.; SAVIANI, D.; NASCIMENTO, M. I. M. (org.). Navegando pela História da Educação Brasileira. Campinas: UNICAMP, 2006.

SCHIMIED-KOWARZIK, W. Pedagogia Dialética. São Paulo: Brasiliense, 1983

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SOUSA, Jesus Maria. Os Jesuítas e a Ratio Studiorum – As raízes da formação de professores na Madeira. Islenha, v. 32, p.26-46, 2003.

STORCK, João. Do Modus Parisiensis ao Ratio Studiorum: Os Jesuítas e a educação no início da Idade Moderna. História da Educação, v. 20, n. 48, p. 139-158, jan. 2016.

TOLEDO, Cézar. Razão de estudos e razão política: um estudo sobre a Ratio Studiorum. Acta Scientiarum, v. 22, p.181-187, 2000.

Publicado
2020-11-16
Seção
Artigos