Violência contra a mulher: mulheres usuárias do botão do pânico

Autores

  • Antonio Sandro Schuartz UFPR
  • Daiane Cristina Werf Weiss DIATCHUK

Resumo

A violência contra as mulheres é um fenômeno que tem se adensado sobremaneira em nossa sociedade. Nesse contexto, a criação de políticas e serviços tal como o Botão do Pânico, para atender as mulheres em situação de violência faz-se preponderante. Considerando-se a importância de tal iniciativa, o artigo apresenta, a partir da sistematização de dados, o perfil das mulheres usuárias do dispositivo acima e que são atendidas por um serviço voltado ao atendimento de mulheres vítimas de violência em um município do litoral paranaense. A pesquisa, documental e exploratória, compôs o Trabalho de Conclusão de Curso da autora. Os resultados apontam para a importância de tal serviço na localidade. Da mesma forma, induzem a múltiplas reflexões, especialmente no que diz respeito à sistematização da informação em relação aos casos atendidos enquanto suporte para a avaliação e qualificação do serviço.

Palavras-chave: mulher; violência; botão do pânico.

Abstract

Violence against women is a widespread phenomenon in our society. The creation of policies and services, like the Panic Button, to assist women in situations of violence is paramount in this context. Considering the importance of this initiative, the article presents, based on the systematization of data, the profile of women who use this device, intended to assist women victims of violence in a municipality on the coast of Paraná. The research, both documentary and exploratory, comprised the author's final paper. The results point to the importance of these services in the region and lead to multiple reflections, especially about the systematization of information regarding the attended cases to support the evaluation and qualification of the service.

Keywords: woman; violence; panic button.

Resumen

La violencia contra las mujeres es un fenómeno que se ha intensificado sobremanera en nuestra sociedad. En ese contexto, la creación de políticas y servicios tal como el botón de pánico, para atender a las mujeres en situación de violencia, se vuelve preponderante. Considerándose la importancia de tal iniciativa, el artículo presenta, a partir de la sistematización de datos, el perfil de las mujeres usuarias de tal dispositivo atendidas por un servicio dirigido a la atención de mujeres víctimas de violencia en un municipio del litoral paranaense. La investigación, documental y exploratoria, compone el Trabajo Final de Grado de la autora. Los resultados apuntan para la importancia de tal servicio en ese pueblo. Del mismo modo, generan múltiples reflexiones, especialmente en cuanto a la sistematización de la información con relación a los casos atendidos, como base para la evaluación y cualificación del servicio.

Palabras clave: mujer; violencia; botón de pánico.

Biografia do Autor

Antonio Sandro Schuartz, UFPR

Doutor em Serviço Social. Professor do Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal do Paraná.

Daiane Cristina Werf Weiss DIATCHUK

Bacharel em Serviço Social pela Universidade Federal do Paraná.

Referências

ANDRADE, R. de O. Faces da violência doméstica. Pesquisa FAPESP, ed. 227, mar. 2019. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/faces-da-violencia-domestica/. Acesso em: 11 out. 2021.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Trad. Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Ed. 70, 2011.

BRASIL. Lei no 11340/2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/

_ato2004-2006/2006/lei/l11340.htm. Acesso em: 12 nov. 2021.

DEMO, P. Metodologia do conhecimento científico. São Paulo: Atlas, 2000.

FEDERICI, S. Calibã e a bruxa. Mulheres, corpo e acumulação primitiva. Trad. Coletivo Sycorax. São Paulo: Elefante, 2017.

FEDERICI, S. Mulheres e caça às bruxas: da Idade Média aos dias atuais. Trad. Heci Regina Candiani. São Paulo: Boitempo, 2019.

FLEURY, E. T.; MENEGHEL, S. N. (org.) Dicionário feminino da infâmia: acolhimento e diagnostico de mulheres em situação de violência. Rio de Janeiro: FIORUZ, 2015.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

JANUZZI, P. de M. Indicadores sociais na formulação e avaliação de políticas públicas. Disponível em: http://www.cedeps.com.br. Acesso em: 19 jan. 2020.

LUZ, N. S. da. Direitos Humanos das Mulheres e a Lei Maria da Penha. In: CASANGRANDE, L. S.; LUZ, N. S. da; CARVALHO, M. G. de. Igualdade de gênero: enfrentando o sexismo e a homofobia. Curitiba: ed. UTFPR, 2011. p. 19-43.

MINISTÉRIO da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Atenção Integral para mulheres e adolescentes em situação de violência doméstica e sexual: matriz pedagógica para formação de redes. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2011.

ORGANIZAÇÃO Panamericana de Saúde. Devastadoramente generalizada: 1 em cada 3 mulheres em todo o mundo sofre violência. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/9-3-2021-devastadoramente-generalizada-1-em-cada-3-mulheres-em-todo-mundo-sofre-violencia. Acesso em: 22 set. 2021.

SANTOS, D. F.; MARABOTTI, F.; LEITE, F. M. C. Características de mulheres vítimas de violência doméstica. 4 n. 1 (2012): Anais do 4.º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão da UNIPAMPA: Salão de Ensino. Disponível em: https://periodicos.unipampa.edu.br/index.php/

SIEPE/article/view/63259. Acesso em: 11 out. 2021.

SIGNORELLI, M. Violência de gênero no litoral do paraná: desafios e possibilidades. Cadernos de Gênero e Tecnologia, Curitiba, v. 6, n. 23/24, 2011. DOI: 10.3895/cgt.v6n23/24.6088. Disponível em: https://periodicos.utfpr.edu.br/cgt/article/view/6088. Acesso em: 21 set. 2021.

TAVARES, L. A.; CAMPOS, C. H. de. Botão do pânico e Lei Maria da Penha. Rev. Bras. Polít. Públicas, Brasília, v. 8, n. 1, p. 396-42, 2018. Disponível em: https://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/RBPP/issue/view/239. Acesso em: 13 out. 2021.

TELES M. A. de A.; MELO, M. O que é violência contra a mulher. São Paulo: Brasiliense, 2003.

ZART, L.; SCORTEGAGNA, S. A. Perfil sociodemográfico de mulheres vítimas de violência doméstica e circunstâncias do crime. Perspectiva: Erechim, v. 39, n. 148, p. 85-93, dez. 2015. Disponível em: https://www.uricer.edu.br/site/pdfs/perspectiva/148_536.pdf. Acesso em: 21 nov. 2023.

Downloads

Publicado

2024-01-23

Como Citar

SCHUARTZ, A. S.; DIATCHUK, D. C. W. W. Violência contra a mulher: mulheres usuárias do botão do pânico. Humanidades em Perspectivas, [S. l.], v. 5, n. 11, p. 5–19, 2024. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revista-humanidades/index.php/revista-humanidades/article/view/236. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos