Um futuro construído no passado: a necessária imersão na história para formação da memória da Ciência do Jornal

  • Alexsandro Teixeira Ribeiro Uninter UFPR

Resumo

Resenha do livro:RÜDIGER, Francisco. Origens do pensa-mento acadêmico em jornalismo: Alema-nha, União Soviética e Japão. Florianópolis: Insular, 2017.

DOI: 10.21882/ruc.v8i15.850

Recebido em: 21/11/2020

Aceito em: 21/11/20

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexsandro Teixeira Ribeiro, Uninter UFPR

Doutorando em sociologia pela UFPR, mestre em jornalismo pela UEPG e professor do Centro Universitário Uninter

Referências

GROTH, Otto. O poder cultural desco-nhecido: fundamento da Ciência dos Jor-nais. Petrópolis: Vozes, 2011.

FIDALGO, António. O jornalismo online segundo o modelo de Otto Groth.

Portugal: Biblioteca Online da Ciência da Comunicação, 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 ago. 2020.

PEUCER, Tobias. Os relatos jornalísticos. Tradução de Paulo da Rocha Dias. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, v. 1, n. 2, 2004.

RIBEIRO, Alexsandro Teixeira. Jornalis-mo sindical paranaense: características da produção editorial dos jornais de seis sindicatos de Curitiba. Dissertação (Mestra-do em Jornalismo) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Paraná, 2016.

RÜDIGER, Francisco. Origens do pen-samento acadêmico em jornalismo: Alemanha, União Soviética e Japão. Floria-nópolis: Insular, 2017.

WETTSTEIN, Oscar: Zeitungskunde als wissenschaftliches Fach. In: Festgabe zur Einweihung der Neubauten der Uni-versität Zürich.18 Apr. 1914. Zürich: Schulthess & Company,1914.

Publicado
2020-12-23
Seção
Resenha