Fatores facilitadores de adoecimento em atletas e a covid-19: como a fisioterapia pode atuar?

  • Isabelle Lorena Pinto Dantas Bezerra UNIVERSIDADE POTIGUAR
  • Natália Jessica Barra Silva Universidade Potiguar - UnP
  • Tarciana Iolanda de Oliveira Silva Universidade Potiguar - UnP
  • Gislainy Luciana Gomes Câmara Universidade Potiguar - UnPUniversidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Resumo

O agente etiológico da covid-19 é o novo coronavírus. Seus principais sinais e sintomas são: febre (87,9%), tosse seca (67,7%), fadiga (38,1%), produção de escarro (33,4%), dispneia (18,6%), dor de garganta (13,9%), cefaleia (13,6%), mialgia ou artralgia (14,8%), calafrios (11,4%), náuseas ou vômitos (5%), congestão nasal (4,8%), diarreia (3,7%), hemoptise (0,9%) e congestão conjuntival (0,8%). O corpo do atleta de alto rendimento está sujeito a uma ordem biotecnológica, por se submeter a um treinamento que trabalha no limiar entre o saudável e o nocivo, propenso a contrair doenças do trato respiratório superior. Na terapia intensiva, o fisioterapeuta brasileiro está na linha de frente dos cuidados respiratórios avançados. Este estudo é uma revisão bibliográfica de artigos encontrados nas bases de dados eletrônicas Lilacs (Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde), SciELO (Scientific Electronic Library Online), Ciências da Saúde (DeCS) e Medical Subject Headings (MeSH), entre 9 de junho e 24 de julho de 2020. O objetivo do trabalho é mostrar como a fisioterapia auxilia no tratamento de atletas com covid-19, considerando as particularidades dos pacientes.

Palavras-chave: fisioterapia; atleta; pandemia.

Abstract

The etiological agent of covid-19 is the new coronavirus. Its main signs and symptoms are: fever (87.9%), dry cough (67.7%), fatigue (38.1%), sputum production (33.4%), dyspnea (18.6%), sore throat (13.9%), headache (13.6%), myalgia or arthralgia (14.8%), chills (11.4%), nausea or vomiting (5%), nasal congestion (4.8%) %), diarrhea (3.7%), hemoptysis (0.9%) and conjunctival congestion (0.8%). The high-performance athlete's body is subject to a biotechnological order, as it undergoes training that works on the threshold between healthy and harmful, prone to contracting diseases of the upper respiratory tract. In intensive care, the Brazilian physiotherapist is at the forefront of advanced respiratory care. This study is a literature review of articles found in the electronic databases Lilacs (Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences), SciELO (Scientific Electronic Library Online), Health Sciences (DeCS), and Medical Subject Headings (MeSH), between June 9 and July 24, 2020. This work aims to show how physiotherapy helps the treatment of athletes with covid-19, considering the particularities of the patients.

Keywords: physiotherapy; athlete; pandemic.

Resumen

El agente etiológico del covid-19 es el nuevo coronavirus. Sus principales señales y síntomas son: fiebre (87,9%), tos seca (67,7%), cansancio (38,1%), producción de esputo (33,4%), disnea (18,6%), dolor de garganta (13,9%), cefalea (13,6%), mialgia o artralgia (14,8%), escalofríos (11,4%), náuseas o vómitos (5%), congestión nasal (4,8%), diarrea (3,7%), hemoptisis (0,9%) y congestión conjuntival (0,8%). El cuerpo del atleta de alto rendimiento está sujeto a un orden biotecnológico, por someterse a entrenamiento que trabaja en el límite entre lo saludable y lo dañino; está propenso a contraer enfermedades del tracto respiratorio superior. En terapia intensiva, el fisioterapeuta brasileño está en la línea de frente de la atención respiratoria avanzada. Este estudio es una revisión bibliográfica de artículos encontrados en las bases electrónicas Lilacs (Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud), SciELO (Scientific Electronic Library Online), Ciencias de la Salud (DeCS) y Medical Subject Headings (MeSH), entre 9 de junio y 24 de julio de 2020. El objetivo del trabajo es demostrar como la fisioterapia ayuda en el tratamiento de atletas con covid-19, tomando en consideración las particularidades de los pacientes.

Palabras-clave: fisioterapia; atleta; pandemia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabelle Lorena Pinto Dantas Bezerra, UNIVERSIDADE POTIGUAR

Universidade Potiguar - UnP.

Natália Jessica Barra Silva, Universidade Potiguar - UnP

Acadêmica do curso de Fisioterapia. Universidade Potiguar - UnP.

Tarciana Iolanda de Oliveira Silva, Universidade Potiguar - UnP

Acadêmica do curso de Fisioterapia.

Gislainy Luciana Gomes Câmara, Universidade Potiguar - UnPUniversidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Fisioterapeuta - UnP. Professora do curso de Fisioterapia - UNP. Mestre em Saúde e Sociedade - UERN. Especialista em Fisioterapia Ortopedica, Traumatológia e Desportiva - UFRN.

Referências

BIASEBETTI, Mayara do Belem Caldas; RODRIGUES, Isis Delfrate; MAZUR, Caryna Eurich. Relação do consumo de Vitaminas e minerais com o Sistema Imunitário: uma breve revisão. Visão Acadêmica, Curitiba, v. 19, n. 1, 2018. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/acd.v19i1.57737.

FONTANA, R. F. O papel da fisioterapia na formação do atleta. Ver. Fisioterapia da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 6, jan.-jun. 1999. Suplemento especial. DOI: https://doi.org/10.1590/fpusp.v6in.spe.77786.

GUERREIRO et al. O adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio 2020 foi uma decisão correta? Ver. Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 191-195, mai.-jun. 2020. Disponível em: https://cdn.publisher.gn1.link/rbme.org/pdf/volume26_n3_02.pdf. Acesso em: 31 jan. 2022.

KIHARA, Wellington Minoru; NICKEL, Daniele Cristine. Percepção de situações de estresse e desencadeamento de psicossomatizações em atletas de alto rendimento: um ciclo vicioso. Caderno PAIC, v. 14, n. 1, p. 25-38, 2013. Disponível em: https://cadernopaic.fae.edu/cadernopaic/article/view/5. Acesso em: 31 jan. 2022.

LIMA, Claudio Márcio Amaral de Oliveira. Informações sobre o novo coronavírus (COVID-19). Radiol. Bras., São Paulo, v. 53, n. 2, p. 5-6, mar.-abr. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/0100-3984.2020.53.2e1.

MINUSSI, Bianca Baptisti et al. Grupos de risco do COVID-19: a possível relação entre o acometimento de adultos jovens “saudáveis” e a imunidade. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v. 3, n. 2, p. 3739-3762, 2020. DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n2-200.

MOURA, Diogo Lino et al. Pandemia COVID-19 e Impacto no Desporto. Ver. Medicina Desportiva informa, Lisboa, v. 11, n. 3, p. 26-33, 2020. DOI: https://doi.org/10.23911/pandemia_2020_05.

Publicado
2022-02-16
Seção
Artigos