Aplicação de metodologias ativas no processo de ensino em enfermagem: revisão integrativa

  • Edna Santos Dias Universidade Tiradentes
  • Carla Viviane Freitas de Jesus

Resumo

Trata-se de uma revisão integrativa da literatura no qual objetivou-se identificar e analisar estudos científicos que abordem o uso das metodologias ativas no ensino, desenvolvidas pela Enfermagem. O levantamento bibliográfico foi realizado nas bases de dados LILACS, BDENF, Medline e SciELO, no qual foram incluídas publicações entre os anos 2010 e 2019. Utilizou-se como descritores aprendizagem baseada em problemas, aprendizagem, enfermagem e educação em enfermagem. Foram selecionados 18 artigos. A maior parte dos estudos foi realizado com estudantes, o que mostra que eles são a principal peça do processo de aprendizagem. A metodologia mais abordada nos estudos foi a Aprendizagem Baseada em Problema. A presente pesquisa mostrou que a implementação de metodologias modernas e inovadoras ainda necessita de estudos na enfermagem brasileira, isso mostra que apesar da preocupação com processo de formação dos profissionais enfermeiros, precisa-se de um maior investimento em pesquisas científicas e divulgação do tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edna Santos Dias, Universidade Tiradentes

Enfermeira, Mestre em Saúde e Ambiente, Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente, Universidade Tiradentes.

Carla Viviane Freitas de Jesus

Enfermeira, Doutoranda em Saúde e Ambiente, Programa de Pós-Graduação em Saúde e Ambiente, Universidade Tiradentes.

Referências

ALARCON, Miriam Fernanda Sanches et al. Percepção de graduandos de enfermagem sobre a Aprendizagem Baseada em Problemas. Revista de Enfermagem da UFSM, Santa Maria - RS, v. 8, n. 3, p. 489-503, 2018.

ALMEIDA, Luciana Pavanelli von Gal de; FERRAZ, Clarice Aparecida. Políticas de formação de recursos humanos em saúde e enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 61, n. 1, p. 31-35, 2008.

BERBEL, Neusi Aparecida Navas. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina – PR, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011.

BEYEA, Suzanne; NICOLL, Leslie H. Writing an integrative review. AORN Journal, Denver - CO, v. 67, n. 4, p. 877-881, 1998.

CALADO, Raíssa Soares Ferreira et al. Ensino das práticas integrativas e complementares na formação em enfermagem. Revista de Enfermagem. UFPE on line, Recife, v. 13, n. 1, p. 261-267, 2019.

CAMPOS, Leonara Raddai Gunther de; RIBEIRO, Mara Regina Rosa; DEPES, Valéria Binato Santili. Autonomia do graduando em enfermagem na (re) construção do conhecimento mediado pela aprendizagem baseada em problemas. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 67, n. 5, p. 818-824, set./out. 2014.

CARBOGIM, Fábio da Costa et al. Ensino das habilidades do pensamento crítico por meio de problem based learning. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 26, n. 4, p. 1-10, 2017.

CARVALHO, Viviane Lemes da Silva; CLEMENTINO, Viviane de Queiroz; PINHO, Lícia Maria de Oliveira. Educação em saúde nas páginas da REBEn no perído de 1995 a 2005. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 61, n. 2, p. 243-248, 2008.

COELHO, Marta Pereira; PARTELLI, Adriana Nunes Moraes. Júri simulado no ensino da ética/bioética para a enfermagem. Revista de Enfermagem. UFPE on line, Recife, v. 13, n. 1, p. 499-510, 2019.

COGO, Ana Luísa Petersen et al. Casos de papel e role play: estratégias de aprendizagem em enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 69, n. 6, p. 1231-1235, nov./dez. 2016.

CÓNSUL-GIRIBET, María; MEDINA-MOYA, José Luis. Pontos fortes e deficiências da Aprendizagem Baseada em Problemas sob a perspectiva profissional de enfermeiras. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto - SP, v. 22, n. 5, p. 724-730, out. 2014.

FUJITA, Júnia Aparecida Laia da Mata et al. Uso da metodologia da problematização com o Arco de Maguerez no ensino sobre brinquedo terapêutico. Revista Portuguesa de Educação, Braga – Portugal, v. 29, n. 1, p. 229-258, 2016.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LIRA, Ana Luísa Brandão de Carvalho; LOPES, Marcos Venícios de Oliveira. Diagnóstico de enfermagem: estratégia educativa fundamentada na aprendizagem baseada em problemas. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto - SP, v. 19, n.4, ago. 2011.

LOBIONDO, G.; HABER, J. Pesquisa em enfermagem. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. p. 54-73.

MARQUES, Lumaira Maria Nascimento Silva da. As metodologias ativas como estratégias para desenvolver a educação em valores na graduação em enfermagem. Esc. Anna Nery Rev. Enferm, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, 2018.

MENDES, Karina Dal Sasso; SILVEIRA, Renata Cristina de Campos Pereira; GALVÃO, Cristina Maria. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto enfermagem, Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, 2008.

MITRE, Sandra Minardi et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência & saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, p. 2133-2144, 2008.

OLIVEIRA, Saionara Nunes de et al. A pedagogia por trás da experiência clínica simulada: uma percepção de estudantes de enfermagem. Rev. iberoam. educ. invest. enferm. (Internet), Madrid, v. 5, n. 3, 2015.

PAIVA, Marlla Rúbya Ferreira et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem: revisão integrativa. SANARE-Revista de Políticas Públicas, Sobral – CE, v. 15, n. 2, 2016.

PARANHOS, Vania Daniele; MENDES, Maria Manuela Rino. Currículo por competência e metodologia ativa: percepção de estudantes de enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto-SP, v. 18, n. 1, p. 1-7, jan./fev. 2010.

PRADO, Marta Lenise do et al. Arco de Charles Maguerez: refletindo estratégias de metodologia ativa na formação de profissionais de saúde. Esc. Anna Nery Rev. Enferm, Rio de Janeiro, p. 172-177, 2012.

RODRIGUEZ-BORREGO, Maria Aurora et al. Pressupostos teóricos da sensibilidade de Maffesoli e Aprendizagem Baseada em Problemas na Educação de Enfermagem. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto - SP, v. 22, n. 3, p. 504-510, 2014.

ROHRS, Roseane Mota Santana et al. Impacto da metodologia de simulação realística na graduação de enfermagem. Revista de Enfermagem. UFPE on line, Recife, v. 11, n. supl. 12, p. 5269-5274, 2017.

SAMPAIO, Cynthia Lima et al. Aprendizagem baseada em problemas no ensino da Tanatologia, no curso de graduação em Enfermagem. Esc. Anna Nery Rev. Enferm, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, e20180068, 2018.

SANTOS, Maria Zilma dos et al. Graduação em enfermagem: ensino por aprendizagem baseada em problemas. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 72, n. 4, p. 1071-1077, ago. 2019.

SEBOLD, Luciara Fabiane et al. Metodologias ativas: uma inovação na disciplina de fundamentos para o cuidado profissional de enfermagem. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 15, n. 4, 2010.

SILVA, Silvana de Oliveira et al. Consulta de enfermagem às pessoas com Diabetes Mellitus: experiência com metodologia ativa. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 71, n. 6, 2018.

SILVA, Sonia Leite da et al. Estratégia educacional baseada em problemas para grandes grupos: relato de experiência. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 39, n. 4, p. 607-613, 2015.

SILVEIRA, Denise Tolfo et al. Objetos educacionais na consulta de enfermagem: avaliação da tecnologia por estudantes de graduação. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto - SP, v. 18, n. 5, p. 09, 2010.

SOBRAL, Fernanda Ribeiro; CAMPOS, Claudinei José Gomes. Utilização de metodologia ativa no ensino e assistência de enfermagem na produção nacional: revisão integrativa. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 46, n. 1, p. 208-218, fev. 2012.

Publicado
2021-05-19
Seção
Artigos