Química Medicinal E A Sua Importância No Desenvolvimento De Novos Fármacos

  • Daniele Mikovski
  • Jhonatan Basso
  • Paulo da Silva
  • João Luiz Coelho Ribas

Resumo

O presente artigo tem como objetivo realizar uma revisão bibliográfica sobre a Química Medicinal e o planejamento de novos fármacos, buscando entender mais sobre o assunto abordado e definir uma linha de raciocínio para o desenvolvimento do artigo. A Química Medicinal compreende a síntese ou isolamento de compostos com atividade biológica. Posteriormente, diversos pesquisadores se basearam na relação estrutura química e atividade biológica dos fármacos para desenvolver compostos com alta seletividade. Atualmente é denominada como uma ferramenta do planejamento racional de novos compostos bioativos que poderão ser utilizados como medicamentos para combater diversas doenças. A utilização deste método pode ajudar pesquisadores a desenvolverem novos fármacos que possuem uma maior absorção e com menos efeitos adversos para a saúde dos pacientes, sendo uma das principais ferramentas utilizadas em universidades e indústrias, representando uma grande importância para que o Brasil consiga se tornar um país desenvolvido.

 

Palavras chave: Química medicinal; composto-protótipo; planejamento estrutural; novos fármacos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-21
Seção
Artigos