Gerenciamento de farmácia hospitalar: otimização da qualidade, produtividade e recursos financeiros.

  • Katia Simone Silva IBPEX-FACINTER

Resumo

RESUMO

Quando se trata de qualidade em serviços de saúde a gestão hospitalar é fator fundamental para o desempenho da organização, sendo necessário que os gestores realizem avaliações periódicas a fim de mensurar sua eficiência. A gestão dos custos das organizações de saúde tem papel estratégico, já que nesse setor os recursos financeiros tornam-se escassos e onerosos. Para desempenhar suas atividades o hospital tem a farmácia hospitalar, uma unidade clínica de assistência técnica e administrativa, dirigida por farmacêutico e integrada, funcional e hierarquicamente, às atividades hospitalares. Sua finalidade é garantir a qualidade da assistência prestada ao paciente, por meio do uso seguro e racional de medicamentos e produtos para a saúde, adequando sua aplicação à saúde individual e coletiva.  A importância dos estoques é dimensionada por seu valor monetário e pela essencialidade à prestação de serviços a que dão suporte. Não deve haver excessos de produtos, pois isto implica alto custo, nem a falta deles, visto que isso poderia ocasionar até mesmo o óbito de pacientes.  Pretende-se mostrar que a seleção e manutenção de materiais e medicamentos, deve ser realizada por uma equipe ligada diretamente ao paciente ou ao seu processo de atendimento. Assim, as necessidades dos clientes serão atendidas com mais agilidade e a comunicação entre a cadeia logística, que compreende a seleção, cotação, compra, recebimento, armazenamento e distribuição interna, acontecerá de forma mais clara. O objetivo desse estudo é apresentar alternativa à gestão de materiais na farmácia hospitalar, utilizando ferramentas com a proposta de redução de custos.

Palavras-chave: Gestão Hospitalar. Logística de materiais. Redução de custos.

 

ABSTRACT

When it comes to health services quality the hospital management is essential to the performance of the organization, and the managers need to conduct periodic evaluations to measure its efficiency. The management of health organizations costs has a strategic role in this sector since the financial resources become scarce and costly. To perform their activities hospitals have the hospital pharmacy, which is a technical and administrative assistance clinical unit, directed by a pharmacist and is functionally and hierarchically integrated to the hospital activities. Its purpose is to ensure the quality of services provided to patients by the safe and rational use of medicines and health products considering individual and collective health. The importance of inventories is determined by its monetary value and how essential they are when it comes to what services they provide.  There should not be an excess in the inventory, which is costly, nor a lack of products because it could contribute to the death of patients. The study intends to show that the selection and maintenance of supplies and medicines must be performed by a team connected directly to patients or to the ones responsible for their care. Thus customer needs will be met quickly, and the communication within the logistic chain, which includes the selection, quotation, purchase, receiving, storage and internal distribution will be clearer. The aim of this study is to present an alternative to the management of hospital pharmacy materials by using tools that aim to reduce their costs.

Keywords: Hospital Management. Material Logistics. Cost reduction.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Katia Simone Silva, IBPEX-FACINTER
Farmacêutica RT da UPA de Paulista/PE - Graduada pela Faculdade Maurício de Nassau; Especialista em Farmácia Hospitalar e Clínica- FACINTER-FATEC; Vigilância Sanitária e Saúde Pública- ICTQ; Mestranda em Saúde coletiva e Gestão Hospitalar- FACNORTE- Instituto Bioeducação.
Publicado
2016-01-25
Seção
Artigos