Consequências da osteoporose na cavidade bucal

  • Anna Clara Rodrigues Bezerra Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Janaina Soares da Silva Centro Universitário Tiradentes
  • Nayanny Kelly Machado Farias Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Nariele Silva Meneses Freire Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Nicolly Thielly Soares Fonseca Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Rejane Kelly Andrade Beiriz Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Wirla Jesus dos Santos Centro Universitário Tiradentes - UNIT
  • Ana Lídia Soares Cota Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Resumo

Resumo

A osteoporose é uma doença metabólica, sistêmica e progressiva. Ela é caracterizada pela diminuição da massa óssea, o que torna o osso mais frágil e aumenta o risco de fraturas. Na cavidade bucal, a doença é encontrada tanto na maxila quanto na mandíbula e pode influenciar diversos procedimentos odontológicos que envolvem o manejo desses ossos. O objetivo deste artigo é analisar as consequências da osteoporose na cavidade bucal e contribuir para atuação profissional dos cirurgiões-dentistas. A pesquisa foi realizada nas bases de dados SciELO e PubMed. Os artigos selecionados tiveram como critérios de inclusão artigos escritos em português, inglês e publicados nos últimos 10 anos (2010 a 2020); os critérios de exclusão foram: dissertações, monografias, teses e livros. Ao final da pesquisa, foram obtidos cinco artigos que versavam sobre a relação entre osteonecrose e doença periodontal; investiga-se, também, as consequências que o tratamento desta doença poderia causar na cavidade bucal. Observou-se, com esta pesquisa, que a osteoporose provoca inúmeras consequências na cavidade bucal, através da diminuição da massa óssea que afeta também a maxila e mandíbula. Além disso, o fármaco utilizado para tratar esta doença pode gerar osteonecrose. Assim, alguns procedimentos odontológicos precisam ser evitados, como cirurgia oral e instalação de implantes dentários. É preciso que os cirurgiões-dentistas tenham embasamento científico sobre metabolismo ósseo, pois, desta forma, poderão aconselhar seus pacientes sobre os riscos da perda óssea sistêmica e bucal.

Palavras-chave: Cavidade bucal. Odontologia. Osteoporose.

Abstract

Osteoporosis is a metabolic, systemic and progressive disease. It is characterized by decreased bone mass, which makes the bone more fragile and increase the risk of fractures. In the oral cavity, this disease is found in both the maxilla and the mandible, and can influence several dental procedures that involve the management of these bones. The purpose of this article is to analyze the consequences of osteoporosis in the oral cavity and contribute to the professional performance of dental surgeons. The research was carried out in SciELO and PubMed databases. The selected articles had as inclusion criteria articles written in Portuguese, English and published in the last 10 years (2010 to 2020); the exclusion criteria were: dissertations, final papers, theses, and books. At the end of the research, five articles were obtained that dealt with the relationship between osteonecrosis and periodontal disease; it also investigates the consequences that the treatment of this disease could cause in the oral cavity. It was observed, with this research, that osteoporosis causes consequences in the oral cavity through the decrease of bone mass that also affects the maxilla and mandible. In addition, the drug used to treat this disease can generate osteonecrosis. Thus, some dental procedures need to be avoided, such as oral surgery and installation of dental implants. And it is necessary that dental surgeons have a scientific basis on bone metabolism because, in this way, they can better advise their patients on the risks of systemic and oral bone loss.

Keywords: Oral cavity. Dentistry. Osteoporosis.

Resumen

La osteoporosis es una enfermedad metabólica, sistémica y progresiva. Se caracteriza por la disminución de masa ósea, que vuelve más frágil el hueso y aumenta el riesgo de fracturas. En la cavidad oral, la enfermedad se encuentra tanto en el maxilar superior cuanto en la mandíbula y puede incidir sobre varios procedimientos odontológicos que involucran esos huesos. El objetivo de ese artículo es analizar las consecuencias de la osteoporosis en la cavidad oral y contribuir para la acción profesional de los cirujanos dentistas. La pesquisa se realizó en las bases de datos SciELO y PubMed. Los artículos seleccionados tuvieron como criterio de inclusión artículos escritos en portugués e inglés, publicados en los últimos 10 años (2010 a 2020); los criterios de exclusión fueron: monografías, tesis de maestría y doctorado y libros. Al finalizar la búsqueda, se obtuvieron cinco artículos que trataban sobre la relación entre osteonecrosis y enfermedad periodontal; se estudian también las consecuencias que el tratamiento de esa enfermedad puede causar en la cavidad oral. Se pudo observar, en la investigación, que la osteoporosis genera innúmeras consecuencias en la cavidad oral, por la disminución de la masa ósea, que también afecta el maxilar superior y la mandíbula. Además, el fármaco utilizado para tratar esa enfermedad puede producir osteonecrosis. De esa manera, algunos procedimientos odontológicos necesitan ser evitados, como cirugía oral e instalación de implantes dentales. Es necesario que los cirujanos dentistas tengan formación científica sobre metabolismo óseo, pues, así, podrán aconsejar a sus pacientes sobre los riesgos de pérdida ósea sistémica y oral.

Palabras-clave: Cavidad bucal. Odontología. Osteoporosis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Clara Rodrigues Bezerra, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT.

Janaina Soares da Silva, Centro Universitário Tiradentes

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Nayanny Kelly Machado Farias, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Nariele Silva Meneses Freire, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Nicolly Thielly Soares Fonseca, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Rejane Kelly Andrade Beiriz, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Wirla Jesus dos Santos, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Discente em Odontologia do Centro Universitário Tiradentes (nível graduação) – UNIT

Ana Lídia Soares Cota, Centro Universitário Tiradentes - UNIT

Doutora em Ciências Odontológicas pela Faculdade de Odontologia de Bauru – USP

Referências

BISPO, L.B. Considerações da Implantologia sobre a osteonecrose dos maxilares potencializada pela terapia com bisfosfonatos. Revista brasileira de odontologia, Rio de Janeiro, v. 70, n. 2, p. 196-201, 2013.

CARVALHO, L.N.V.; DUARTE, N.T.; FIGUEIREDO, M.A.; ORTEGA, K.L. Osteonecrose dos maxilares relacionada ao uso de medicações: Diagnóstico, tratamento e prevenção. CES Odontol., Medellín, v. 31, n. 2, p. 48-63, 2018.

CHAIM A.; MELLO J.M.; TORREJAIS M.M.; ALVES A.M.P.; GOMES C.R.G.; BIANCHI L.R.O. Alterações no complexo maxilo-mandibular na osteoporose: revisão de literatura. Revista UNINGÁ, Maringá, v. 49, n. 1, p. 7984, 2016.

CONSOLARO, A.; CONSOLARO, M.R.M.O. O uso de bisfosfonatos não contraindica ortodontia e outros tipos de tratamento. Dental Press J. Orthod., v. 19, n. 4, p. 19-25. 2014.

DAWALIBI N.W.; ANACLETO G.M.C.; WITTER C.; GOULART R.M.M.; Aquino R.C. Envelhecimento e qualidade de vida: análise da produção científica da SciELO. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 30, n. 3, p. 393-403, 2013.

GEGLER, A.; CHERUBINI, K.; FIGUEIREDO, M.A.Z.; YURGEL, L.S.; AZAMBUJA, A.A. Bisfosfonatos e osteonecrose maxilar: revisão da literatura e relato de dois casos. Rev Bras Cancerol., Rio de Janeiro, v. 52, n. 1, p. 25-31, 2006.

LOPES F.F.; LOUREURO F.H.F.; PEREIRA A.F.V.P.; PEREIRA A.L.A.; ALVES C.M.C. Associação entre osteoporose e doença periodontal em mulheres na pós-menopausa. Revista brasileira de ginecologia e obstetrícia, São Paulo, v. 30, n. 8, p. 379-383, 2008.

MARINHO, D.R.; CAVALCANTE, M.A.A.; GROISMAN, S.; GANDELMANN, I. Implicações da osteoporose na implantodontia. Revista Uningá, Maringá, v. 24, n. 1, p. 336, 2010.

MENDES, K.D.S.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C.M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto - enferm., Florianópolis, v. 17, n. 4, p. 758-764, 2008.

MINIELLO, T.G.; ARAÚJO J.P.; LOPES R.N.; ALVES F.A. Osteonecrose relacionada ao tratamento com ácido zoledrônico anual em um paciente osteoporótico após implante dentário. Braz. Dente. J., Ribeirão Preto, v. 26, n. 1, p. 86-88, 2015.

MIRANDA, A.P. Fatores de riscos que levam o adolescente a desenvolver a osteoporose: revisão integrativa. Revista Nursing, São Paulo, v. 22, n. 253, p. 2916-2919, 2019.

NAVES, R.C.; BULHÕES T.; COSTA L.; BARBOSA M.D.; ALMEIDA S. A osteoporose pode agravar a doença periodontal? Uma revisão da literatura. Revista bahiana de odontologia, Salvador, v. 6, n. 2, p.102-112, 2015.

PENONI, D.C.; LEÃO, A.N.T.; FERNANDES, T.M.; TORRES, S.R. Possíveis ligações entre a osteoporose e a doença periodontal. Revista Brasileira de Reumatologia, São Paulo, v. 57, n. 3, p. 270-273, 2017.

PISTELLI, G.C.; MARQUES, V.A.S.; IWASKI, L.C.V.; SILVA, M.C.; PIERALISSI, N.; TOLENTINO, E.S. Contribuição da radiografia panorâmica no diagnóstico da osteoporose. Revista de Odontologia da Universidade Cidade de São Paulo, São Paulo, v. 26, n. 1, p. 71-80, 2014.

RODRIGUES I.G.; BARROS M.B.A. Osteoporose autorreferida em população idosa: pesquisa de base populacional no município de Campinas, São Paulo. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v.19, n. 2, p. 294-306, 2016.

RODRIGUES, J.T.; CASTRO, J.M.S.; BATISTA, P.M.; RAMOS, R.T.; GONÇALVES, L.S.; ARMADA, L. Avaliação de pacientes odontológicos para auxílio no diagnóstico precoce da osteoporose. Rev. Bras. Odontol., Rio de Janeiro, v. 71, n. 2, p. 211-215, 2014.

SINGH A.; SHARMA R.K.; TEWARI S.; NARULA S.C. Correlation of tooth mobility with systemic bone mineral density and periodontal status in Indian women. J. oral sci., Tokyo, v. 54, n. 2, p. 177-82, 2012.

SOUZA N.F.S.; LIMA M.G.; CESAR C.L.G.; BARROS M.B.A. Envelhecimento ativo: prevalência e diferenças de gênero e idade em estudo de base populacional. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 34, n. 11, p. 393-403, 2018.

SPEZZIA S. O papel da osteoporose na Odontologia. Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent., São Paulo, v. 68, n. 4, p. 366-367, 2014.

SPEZZIA S. Manifestações ósseas bucais da osteoporose. Revista de Ciências Médicas, Campinas, v. 26, n. 2, p, 67-76, 2017.

SPEZZIA S. Dor orofacial, disfunção temporomandibular e osteoporose senil: abordagem odontológica em idosos. Revista fluminense de odontologia, Niterói, v. 1, n. 53, p. 413, 2020.

STRAMANDINOLI-ZANICOTTI, R.T.; DELIBERADOR, T.M.; CANDIDO, B.; HURCZULACK, M.V. SHUSSEL, J.L.; PEREIRA, C.T.; SASSI, L.M. Dental implants in patients under bisphosphonate therapy: is the risk of osteonecrosis of the jaw and implant loss real? Report of three clinical cases. Revista Sul-Brasileira de Odontologia, Bauru, v. 15, n. 1, p. 50-90. 2018.

VARGAS, R.M; SCHIMITT, E.A.; RODRIGUES, R.B.L.; FLORES, J.A.; ROMANO, G.; FLORES, F.W. Os efeitos da osteoporose na cavidade bucal e a contribuição do cirurgião dentista: Revisão da literatura. Revista Hígia, Barreiras, v. 3, n. 1, p. 14-27, 2018.

VASCONCELHOS, P.B.; SOUSA, L.G. REGALO, S.C.; SANTOS, C.M.; ROSSI, M.; SCALIZE, P.H.; SIÉSSERE, S. The influence of maxillary and mandibular osteoporosis on maximal bite force and thickness of masticatory muscles. Acta odontol. latinoam., Buenos Aires, v. 28, n. 1, p. 22-27, 2015.

Publicado
2021-05-19
Seção
Artigos