Avaliação das condições higiênico-sanitárias da alface Lactuca Sativa L. do tipo orgânico e hidropônico comercializada em supermercados do Município de JI – Paraná – RO

  • Tatiane dos Reis Barasuo Graduada em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná
  • Tiago Barcelos Valiatti
  • Jordana Ferreira de Souza Camilo Graduada em Farmácia pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná
  • Fabiana de Oliveira Solla Sobral Biomédica, Mestre em Biologia Celular e Molecular Aplicada a Saúde, docente do Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná
  • Natália Faria Romão Bióloga, Bióloga, Mestre em Genética e toxicologia aplicada, docente do Centro

Resumo

Resumo

O objetivo do presente estudo é avaliar as condições higiênico-sanitárias da alface cultivada de forma orgânica e hidropônica, comercializada em supermercados do município de Ji-Paraná, Rondônia. Foram coletadas 24 amostras de alface crespa, 12 amostras do cultivo orgânico e 12 do cultivo hidropônico — de quatro supermercados diferentes. Realizaram-se, também, análises de coliformes totais, coliformes termotolerantes, Staphylococcus aureus e Salmonella spp. Os resultados demostraram um alto índice de contaminação pelos microrganismos coliformes totais e coliformes termotolerantes, em ambas as formas de cultivo; ademais, somente o cultivo orgânico apresentou amostras positivas (16,6%) para Salmonella spp. Verificou-se a ausência de S. aureus em 100% das amostras. As análises revelaram que a presença de microrganismos do grupo dos coliformes foi frequente em todas as amostras, diferentemente da Salmonella spp., que esteve presente em apenas 16,6% e S. aureus que esteve ausente em todas as amostras estudadas.

Palavras-chave: Microrganismos. Qualidade microbiológica. Alface.

Abstract

To evaluate the hygienic-sanitary conditions of lettuce cultivated in an organic and hydroponic form, commercialized in supermarkets in the municipality of Ji-Paraná, Rondônia. Twenty- four samples of curly lettuce were collected, in the investigation, 12 organic samples and 12 hydroponic cultures — from four different supermarkets. Analyses of total coliforms, thermotolerant coliforms, Staphylococcus aureus and Salmonella spp. were also performed. The results showed a high contamination rate by total coliform microorganisms and thermotolerant coliforms in both forms of cultivation; thus, only the organic crop showed positive samples (16.6%) for Salmonella spp. It was verified absence of S. aureus in 100% of the samples. The analysis showed that the presence of microorganisms from the coliform group was frequent in all samples, unlike Salmonella spp., which was present in only 16.6%, and S. aureus that was absent in all samples studied.

Keywords: Microorganisms. Microbiological quality. Lettuce.

Resumen

El objetivo del presente estudio es evaluar las condiciones higiénico-sanitarias de la lechuga cultivada de forma orgánica e hidropónica, comercializada en supermercados en el municipio de Ji-Paraná, Rondônia. Se recolectaron 24 muestras de lechuga crespa, 12 muestras de cultivo orgánico y 12 de cultivo hidropónico — de cuatro supermercados diferentes. Se realizaron, también, análisis de coliformes termotolerantes, Staphylococcus aureus y Salmonella spp. Los resultados demostraron un alto índice de contaminación por microorganismos coliformes totales y coliformes termotolerantes, en ambas formas de cultivo; además, solo el cultivo orgánico presentó muestras positivas (16.6%) para Salmonella spp. Se verificó ausencia de S. aureus en 100% de las muestras. Los análisis revelaron que la presencia de microorganismos del grupo de los coliformes fue frecuente en todas las muestras, al contrario de la Salmonella spp., que estuvo presente en solo 16.6% y S. aureus que estuvo ausente de todas las muestras estudiadas.

Palabras-clave: Microorganismos. Calidad microbiológica. Lechuga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane dos Reis Barasuo, Graduada em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Graduada em Ciências Biológicas pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Tiago Barcelos Valiatti

Graduado em Farmácia pelo Centro Universitário Luterano de Ji – Paraná

Jordana Ferreira de Souza Camilo, Graduada em Farmácia pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Graduada em Farmácia pelo Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Fabiana de Oliveira Solla Sobral, Biomédica, Mestre em Biologia Celular e Molecular Aplicada a Saúde, docente do Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Biomédica, Mestre em Biologia Celular e Molecular Aplicada a Saúde, docente do Centro Universitário Luterano de Ji - Paraná

Natália Faria Romão, Bióloga, Bióloga, Mestre em Genética e toxicologia aplicada, docente do Centro

Bióloga, Bióloga, Mestre em Genética e toxicologia aplicada, docente do Centro Universitário Luterano de Ji – Paraná

Referências

BALANBAN, N; RASOOLY, A. Staphylococcal eterotoxins: a review. International Journal of Food Microbiology, Amsterdam, v. 61, n.1, p.1-10, 2000.

BARBOSA, V.A.A.; CARDOSO-FILHO, F.C.; SILVA, A.X.L.; OLIVEIRA, D.G.S.; ALBUQUERQUE, W.F.; BARROS, V.C. Comparação da contaminação de alface (Lactuca sativa) proveniente de dois tipos de cultivo. Revista de higiene e sanidade animal, Fortaleza, v.10, n. 2, p. 231-242, 2016.

BERGAMO, G.; GRANDA, E.A. Avaliação microbiológica de alface cultivada sob as formas tradicional, orgânica e hidropônica. Brazilian Journal of Food Research, Campo Mourão, v. 7, n. 3, p. 82-93, 2016.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária- ANVISA. RDC n° 12, de 2 de janeiro de 2001. Regulamento Técnico Sobre os Padrões Microbiológicos para Alimentos. 2001. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/a47bab8047458b909541d53fbc4c6735/RDC_12_2001.pdf?MOD=AJPERES. Acesso em: 29 set. 2015.

BRASIL. Ministério da Saúde. Surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos no Brasil. Dados epidemiológicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2018. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/julho/02/Apresentacao-Surtos-DTA-Junho-2018.pdf. Acesso em: 25 dez. 2018.

CASTELLANE, P.D; ARAUJO, J.A.C. Cultivo sem solo - Hidroponia. Jaboticabal: FUNEP, 1995.

COSTA, E.A.; FIGUEIREDO, E.A.T.; CHAVES, C.S.; ALMEIDA, P.C.; VASCONCELOS, N. M, MAGALHÃES, I.M.C. et al. Avaliação microbiológica de alfaces (Lacuta sativa L.) convencionais e orgânicas e a eficiência de dois processos de higienização. Alimentos e Nutrição, Araraquara, v. 23, n. 3, p. 387-392, 2012.

FILGUEIRA, F.A.R. Novo Manual de Olericultura: agrotecnologia moderna na produção e comercialização de hortaliças. Viçosa: UFV, 2008.

FORNASIERI, F.D. A cultura do milho. Jaboticabal: FUNEP, 1992.

FRANCO, B.D.G.M.; LAADGRAF, M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo: Atheneu, 2003.

FURLANI, P.R. Instrução para o cultivo de hortaliça de folha pela técnica de hidroponia- NFT. Campinas: Instituto Agronômico, 1998.

HENZ, G. P; MATTOS, L. M. Manuseio pós-colheita de rúcula. Brasília: Embrapa Hortaliças. 2008. Disponível em: http://www.cnph.embrapa.br/paginas/serie_documentos/publicacoes2008/cot_64.pdf. Acesso em: 28 nov. 2017.

HENZ, G. P; SUINAGA, F. Tipos de alface cultivados no Brasil. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2009. Disponível em: http://www.cnph.embrapa.br/paginas/serie_documentos/publicacoes2009/cot_75.pdf. Acesso em: 28 nov. 2017.

MARTINEZ, H.E.P.; BARBOSA, J.G. Cultivo Protegido de Hortaliças em Solo e Hidroponia. Revista Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 20, n. 200/201, 1999.

MOSS, D. N. Photosyntesis, respiration and photorespiration in higher plants. In: TESAR, M.B. Physiological basis of crop growth and development. Madison: American Society of Agronomy America, 1984. p. 131-152.

OLIVEIRA, M.L.S.; FIGUEREIDO, E.L.; LOURENÇO, L.F.H.; LOURENÇO, V.V. Análise microbiológica de alface (Lactuta sativa, L.) e tomate (Solanum lycopersicum, L.), comercializadas em feiras livres da cidade de Belém, Pará. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 20, v. 143, p. 96-100, 2006.

OKURA, M. H; MARIANO, A. M. S. E; TEIXEIRA, A. N. S. Eficiência de sanitizantes no tratamento “minimamente processado” de alface cultivada em meio hidropônico. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 20, n.142, p. 212-215, 2006.

PAIVA, J.L. Avaliação microbiológica da alface (Lactuca sativa) em sistema de cultivo hidropônico e no solo, correlacionando os microrganismos isolados com os encontrados em toxinfecções alimentares em municípios da região Noroeste de São Paulo – SP. Dissertação (Mestrado em Microbiologia) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, São José do Rio Preto, 2011.

PONATH, F.S.; VALIATTI, T.B.; SOBRAL, F.O.S.; ROMÃO, N.F.; ALVES, G.M.C.; PASSONI, G.P. Avaliação da higienização das mãos de manipuladores de alimentos do município de Ji-Paraná, Estado de Rondônia, Brasil. Rev Pan-Amazônica de Saúde, Levilândia, v. 7, n.1, p. 63-39, 2016.

RODRIGUES, I.N; LOPES, M.T.G; LOPES, R.; GAMA, A.S; MILAGRES, C.P. Desempenho de cultivares de alface na região de Manaus. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 26, n .4, p. 524-527, 2008.

SANTANA, L.R.R; CARVALHO, R.D.S; LEITE, C.C; ALCÂNTARA, L.M; OLIVEIRA, T.W.S, RODRIGUES, B.M. Qualidade física, microbiológica e parasitológica de alfaces (Lactuca sativa L.) de diferentes sistemas de cultivo. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 26, n. 2, p. 264-268, 2006.

SANTOS, A. O; NETO, B.L.R; ZWIRTES, D.S; SILVA, R.B; YONENAGA, W.H. Produção de Alface Hidropônica: Uma abordagem pela dinâmica de sistemas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS, 4., 2008, Franca. Anais[...]. Franca: UNI-FACEF, 2008.

SANTOS, M. V; FONSECA, L. F. L. Importância e efeito de bactérias psicrotróficas sobre a qualidade do leite. Higiene Alimentar, São Paulo, v.15, n. 82, p. 13-19, 2001.

SILVA, N; JUNQUEIRA, V.C.A; SILVEIRA, N.F.A; TANWAKI, M.H, DOS SANTOS, R.F.S; GOMES, R.A.R. Manual de métodos de análise microbiológica de alimentos e água. São Paulo: Varela, 2010.

SILVA, V.P.B.V. Análise da Conformação de Qualidade na Cadeia Produtiva do Alface Orgânico Produzido no DF. 2005. Dissertação (Mestrado em Agronegócio) - Universidade de Brasília – UnB, Brasília, 2005.

SILVA-JUNIOR, A.C.S.; SILVA, A.S.S.; BRITO, T.P.; FERREIRA, L.R. Ocorrência de Staphylococcus coagulase positiva e coliformes termotolerantes em Jaraqui, Semaprochilodus brama (Valenciennes, 1850) comercializado na feira do pescado, Macapá-AP. Revista Biota Amazônica, Macapá, v. 5, n.1, p. 32-36, 2015.

SOARES, I. Alface; cultivo hidropônico. Fortaleza: UFC, 2002.

SOUZA, M.L.; BEZERRA D.C.F.; FURTADO, C.M. Avaliação higiênico sanitária de alfaces (Lactuca sativa L.) cultivadas pelos processos convencional e hidropônico e comercializado em Rio Branco, AC. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 20, n.145, p. 92-100, 2006.

TAKAYANAGUI, O. M; CAPUANO, D.M; OLIVEIRA, C.A.D; BARGAMINI, A.M.M; OKINO, M.H.T; CASTRO e SILVA, A.A.M.C; OLIVEIRA, M.A; RIBEIRO, E.G.A; TAKAYANAGUI, A.M.M. Avaliação da contaminação de hortas produtoras de verduras após a implantação do sistema de fiscalização em Ribeirão Preto, SP. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 40, n. 2, p. 239-241, 2007.

TAKAYANAGUI, O. M; OLIVEIRA, C.D; BARGAMINI, A.M.M; CAPUANO, D.M; OKINO, M.H.T; FEBRÔNIO, L.H.P; CASTRO e SILVA, A.A.M.C; OLIVEIRA, M.A; RIBEIRO, E.G.A; TAKAYANAGUI, A.M.M Fiscalização de verduras comercializadas no município de Ribeirão Preto, SP. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, v. 34, n.1, p. 37-41, 2001.

Publicado
2021-05-19
Seção
Artigos