Estudo clínico randomizado no tratamento da hérnia de disco lombar

  • Paloma Silva dos Santos
  • Juliana de Oliveira Souza
  • Priscila de Oliveira Januário
  • Ariela Torres Cruz

Resumo

Resumo

A hérnia de disco é uma condição que pode acometer qualquer região da coluna vertebral, principalmente a lombar, a maior responsável pela sustentação de cargas. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos da estabilização segmentar e da Bandagem Funcional Elástica (BFE) em indivíduos com hérnia de disco lombar. Doze indivíduos foram divididos aleatoriamente em dois grupos: GE, tratados com estabilização segmentar, e GEB, tratados com estabilização segmentar e BFE. Ambos os grupos foram submetidos a dezesseis atendimentos, avaliados através da Escala Numérica de Dor e da Escala Tampa para cinesiofobia antes, depois e um mês após o término do tratamento. Houve uma redução do quadro álgico do GE e GEB após o tratamento (p<0.0001 e p=0.0057, respectivamente). Com relação à cinesiofobia, não houve diferença no GE após o tratamento (p=0,0953), porém no GEB houve uma redução desta variável (p=0,0067). Ao comparar os grupos, não se observa diferença estatística entre eles. A estabilização segmentar e a BFE foram eficazes para redução do quadro álgico dos participantes deste estudo, porém, apenas o GEB apresentou uma redução da cinesiofobia após o tratamento proposto.

Palavras-chave: Dor lombar. Terapia por exercício. Fita atlética.

Abstract

Herniated disc is a condition that can affect any region of the spine, mainly lumbar spine, the major responsible for sustaining loads. The objective of this study is evaluated the segmental stabilization effects and Elastic Functional Banding (EFB) in lumbar disc herniation individuals. Twelve individuals were randomly divided in two groups: EG, treated with segmental stabilization, and GEB, treated with segmental stabilization and BFE. Both groups were submitted to sixteen sessions, evaluated using the Numerical Pain Scale and the Kinesiophobia Lid Scale before, after and one month after the end of the treatment. There was a reduction in pain in the EG and GEB after the treatment (p<0.0001 and p=0.0057, respectively). Regarding kinesiophobia, there was no difference in the EG after the treatment (p=0.0953), but in the GEB there was a reduction of this variable (p=0.0067). When comparing the groups, there’s no observable statistical difference observed between them. Segmental stabilization and BFE were effective in reducing pain in this study participants; however, only GEB presented kinesiophobia reduction after the proposed treatment.

Keywords: Low back pain. Exercise therapy. Athletic tape.

Resumen 

La hernia discal es una condición que puede afectar cualquier región de la columna vertebral, principalmente la lumbar, la principal responsable por la sustentación de cargas. El objetivo de este estudio es evaluar los efectos de la estabilización segmentaria y de la Faja Funcional Elástica (FFE) en individuos con hernia discal lumbar. Se separaron de forma aleatoria doce individuos en dos grupos: GE, tratados con estabilización segmentaria, y GEF, tratados con estabilización segmentaria y FFE. Ambos grupos fueron sometidos a dieciséis sesiones, evaluados por medio de la Escala Numérica del Dolor y de la Escala Tampa de Kinesiofobia antes, después y un mes después de terminado el tratamiento. Hubo una reducción del cuadro agudo del GE Y GEF después del tratamiento (p<0.0001 y p=0.0057, respectivamente). Respecto a la kinesiofobia, no hubo diferencia en el GE después del tratamiento (p=0,0953), sin embargo, en el GEF hubo una reducción de esa variable (p=0,0067). Al comparar los grupos, no se observa diferencia estadística entre ellos. La estabilización segmentaria y la FFE se mostraron eficaces en la reducción del cuadro agudo de los participantes de este estudio, sin embargo, solo el GEF presentó disminución de la kinesiofobia después del tratamiento propuesto.

Palabras-clave: Dolor lumbar. Terapia por ejercicio. Faja lumbar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paloma Silva dos Santos

Graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário de Barra Mansa (UBM)

Juliana de Oliveira Souza

Mestranda em Engenharia Biomédica pela Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP)

Priscila de Oliveira Januário

Doutoranda em Ciências da Reabilitação pela Universidade de São Paulo (USP). Docente no Centro Universitário de Barra Mansa – Barra Mansa–RJ

Ariela Torres Cruz

Doutoranda em Ciências da Reabilitação pela Universidade de São Paulo (USP)

Referências

ADDED, M. A. N. et al. Kinesio Taping does not provide additional benefits in patients with chronic low back pain Who receive exercise and manual therapy: A randomized controlled Trial. Journal of Orthopaedic & Sports Physical Therapy, [s.l.], v. 46, n. 7, p. 506-513, 2016. DOI: https://www.jospt.org/doi/10.2519/jospt.2016.6590.

AGUIAR, T. P. N. Estabilização segmentar vertebral no tratamento de lombalgia: uma revisão integrativa. Id on Line. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, Jaboatão dos Guararapes, v. 11, n. 38, p. 1-11, 2017. DOI: https://doi.org/10.14295/idonline.v11i38.965.

ALCANTRA, M. F. S. A contribuição da atividade física no quadro patológico da hérnia de disco: uma revisão bibliográfica. 2019. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física) — Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande, 2019.

ALMEIDA, T. R. S. H. et al. Hérnia de disco lombar: risco e prevenção. Revista Ciência Saúde Nova Esperança, João Pessoa, v. 12, n. 2, p. 1-7, 2014. ISSN 2317-7160.

ANTUNES, R. S. et al. Dor, cinesiofobia e qualidade de vida em pacientes com Lombalgia crônica e depressão. Acta Ortopédica Brasileira, São Paulo, v. 21, n. 1, p. 27-29, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-78522013000100005

ARAUJO, A. C. et al. Mediun term effects of Kinesio Taping in patients with chronic non-specific low back pain: a randomizes controlled trial. Physiotherapy, [s.l.], v. 1054, n. 1, p. 149-51, 2018. DOI: 10.1016/j.physio.2016.12.001

BAZGIR, B. et al. Satellite cells contribution to exercise mediated muscle hypertrophy and repair. Cell Journal, [s.l.], v. 18, n. 4, p. 473-484, 2017. DOI: 10.22074/cellj.2016.4714

BENTO, T. C. Prevalência de dor nas costas em mulheres e fatores associados. 2018. 55 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem de Reabilitação) — Instituto Politécnico de Bragança, Bragança, 2018.

CASTRO-SÁNCHEZ, A. M. et al. Kinesio Taping reduces disability and pain slightly in chronic non-spenific low back pain: a randomised trial. Journal of Physioterapy, [s.l.], v. 58, n. 2, p. 89-95, 2012. DOI: 10.1016/S1836-9553(12)70088-7

COUTINHO, C. C. C. Efeitos da associação do alongamento do tronco aos exercícios de estabilização segmentar na lombalgia crônica inespecífica: um ensaio clínico randomizado. 2019. 55 f. Tese (Doutorado em Ciências) — Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019.

EDWARDS, L. G. A. Utilização da realidade virtual na dor lombar e cinesiofobia: uma revisão narrativa da literatura. 2017. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) — Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2017.

FERNANDES, C. R. Os benefícios da intervenção fisioterapêutica no tratamento da hérnia de disco lombar. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) — Faculdade Anhanguera, Anápolis, 2018.

FRANÇA, F. J. R. et al. Estabilização segmentar da coluna lombar nas lombalgias: uma revisão bibliografia e um programa de exercícios. Fisioterapia e Pesquisa, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 200-6, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1809-29502008000200015.

FRASSON, V. B. Uso racional de medicamentos: fundamentação em condutas terapêuticas e nos macroprocessos da assistência farmacêutica. OPAS/OMS — Representação Brasil, Brasília, v. 1, n. 9, 2016.

GUERRA, A. S. A eficácia do bloqueio radicular foraminal no alívio da dor ciática devido a hérnia discal lombar: um estudo prospectivo, controlado, randomizado e duplo-cego. Relatório final de pesquisa de Iniciação Científica. Brasília: Centro Universitário de Brasília, 2019.

JÚNIOR, E. S.; PAGANI, N. F. Ação da bandagem neuromuscular na dor lombar: uma revisão sistemática. Revista Inspirar, [s.l.], v. 19, n. 1, p. 1-19, 2019. ISSN 2175-537X. Disponível em: https://www.inspirar.com.br/revista/acao-da-bandagem-neuromuscular-na-dor-lombar-uma-revisao-sistematica/. Acesso em: 4 mai. 2021.

JÚNIOR, J. L. V. Perfil do paciente com lombalgia encaminhado para tratamento fisioterápico na Clifor. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Fisioterapia) — Centro Universitário de Formiga, Formiga, 2013. Disponível em: https://bibliotecadigital.uniformg.edu.br:21015/jspui/bitstream/123456789/177/1/JoseLuizVieira-Fisio.pdf. Acesso em: 4 mai. 2021.

KÖROGLU, F.; ÇOLAK, T. K.; POLAT, G. The effect of kinesio taping on pain functionality, mobility and endurance in the treatment of chronic low back pain: a randomized controlled study. Journal of Back Musculoskeletal Rehabilitation, [s.l.], v. 30, n. 5, p. 1087-1093, 2017. DOI: 10.3233/BMR-169705.

LIMA, E. S.; MEJIA, D. P. M. O exercício no tratamento da hérnia de disco lombar. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-Graduação em Fisioterapia em Ortopedia e Traumatologia) — Faculdade Instituto de Pesquisa e Ensino, [s.l.], 2014.

LIZIER, D. T.; PEREZ, M. V.; SAKATA, R. K. Exercícios para tratamento de lombalgia inespecífica. Revista Brasileira de Anestesiologia, Campinas, v. 62, n. 6, p. 838-84, 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942012000600008. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-70942012000600008. Acesso em: 4 mai. 2021.

LUZ JÚNIOR, M. A. D. et al. O. P. Effectiveness of Kinesio Taping in patients with chronic nonspecific low back pain: a systematic review with meta-analysis. Spine, [s.l.], v. 44, n. 1, p. 68-78, 2019. DOI: 10.1097/BRS.0000000000002756. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/29952880/. Acesso em: 4 mai. 2021.

MACEDO, L. B. Efeitos do Kinesio Taping em mulheres com dor lombar crônica não específica. 2018. 74 f. Tese (Doutorado em Fisioterapia) — Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

MARTINEZ, J. E.; GRASSI, D. C.; MARQUES, L. G. Análise da aplicabilidade de três instrumentos de avaliação de dor em distintas unidades de atendimento: ambulatório, enfermaria e urgência. Revista Brasileira de Reumatologia, [s.l.], v. 51, n. 4, p. 299-308, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0482-50042011000400002. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0482-50042011000400002&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 4 mai. 2021.

MATOSO, A. E. R. Relação do equilíbrio, cinesiofobia e medo de cair com a mobilidade em idosos da comunidade: um estudo transversal. 2018. 19 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) — Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2018.

NASCIMENTO, P. R. C.; COSTA, L. O. P. Prevalência da dor lombar no Brasil: uma revisão sistemática. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 6, p. 1141-1155, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311X00046114. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2015000601141&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 4 mai. 2021.

OLIVEIRA, A. M. C.; ALMEIDA, M. R. M. Estabilização segmentar no tratamento de pacientes portadores de hérnia de disco: uma revisão integrativa. In: ENCONTRO DE EXTENSÃO, DOCÊNCIA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA (EEDIC), 12., 2017, Quixadá. Anais [...]. Quixadá: EEDIC, 2017.

OLIVEIRA, C. V. A. Prevalência e fatores associados ao problema crônico de coluna em mulheres: resultados da pesquisa nacional de saúde. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) — Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2018.

OLIVEIRA, M. M. C. et al. O uso crônico de anti-inflamatórios não-esteroidais e seus efeito adversos. Revista Caderno de Medicina, Teresópolis, v. 2, n. 2, p. 90-99, 2019. ISSN 2595-234X.

OLIVEIRA, V. N.; ALVES, A. M. M. Estudo comparativo entre kinesio taping aliado à fisioterapia convencional e seu uso isoladamente para analgesia em pacientes com hérnia de disco lombar. Revista Saúde em Foco, Teresina, v. 2, n. 2, p. 49-61, 2015. ISSN 2358-7946.

PAZETTO, J. S. Proposta de tratamento para indivíduos com sobrepeso e obesidade que apresentam dores lombares através do método Pilates. 2010. 56 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Pós-graduação em Fisioterapia Traumato-Ortopédica e Esportiva) — Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, 2010.

PRIANTI, B. M. Influência da bandagem funcional rígida e elástica de tornozelo na atividade elétrica muscular e na oscilação postural de atletas durante a execução do chute futebolístico. 2014. 79 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Biomédica) — Universidade do Vale do Paraíba, São José dos Campos, 2014.

REZENDE, F. A. C. et al. Índice de massa corporal e circunferência abdominal: associação com fatores de risco cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, Rio de Janeiro, v. 87, n. 6, p. 728-734, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0066-782X2006001900008.

SANTANA JÚNIOR, V.; GIGANTE, E. B. Prevalência relacionada à dor lombar em funcionários de uma empresa privada. Id on Line. Revista Multidisciplinar e de Psicologia, Jaboatão dos Guararapes, v. 11, n. 38, p. 879-896, 2017. DOI: 10.14295/idonline.v11i38.958.

SANTOS, A. L.; LUNA, M. B.; COUTINHO, R. S. Influência da dor lombar inespecífica na cinesiofobia: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica da Estácio Recife, Recife, v. 5, n. 1, p 1-12, 2019. ISSN 2525-3646.

SCHNEIDER, P.; RODRIGUES, L. A.; MEYER, F. Dinamometria computadorizada como metodologia de avaliação da força muscular de meninos e meninas em diferentes estágios de maturidade. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 16, n. 1, p. 35-42, 2002. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.2002.138694.

SILVA, C. R. M. Eficácia do método Pilates comparado à prescrição domiciliar de exercícios em indivíduos com dor lombar crônica não específica: ensaio controlado aleatório. 2018. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) — Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

Publicado
2021-05-19
Seção
Artigos