Biofótons e a comunicação quântica das células

  • Cerise Maria De Lima Soffiatti Zolet

Resumo

Biofótons são fótons ultrafracos emitidos por todos os seres vivos. A intensidade de emissão varia de poucos a algumas centenas de fótons/s.cm2, na faixa de 260 a 800 nm. Originam-se de um campo eletromagnético coerente, estando vinculados a reações de radicais e estados excitados nos organismos vivos. Provavelmente o DNA seja uma fonte importante de biofótons. Esta luz ultrafraca está relacionada a fenômenos como crescimento e diferenciação celular, comunicação celular, metabolismo oxidativo e carcinogênese. A ligação entre radiação eletromagnética e quantização da transferência de energia sugere que o quantum pode ser um novo mensageiro biológico. Os biofótons podem fornecer uma ferramenta poderosa e não invasiva para fundamentar diagnósticos e tratamentos médicos. Este artigo apresenta uma visão geral dos estudos sobre biofótons, mostrando suas propriedades e potenciais aplicações na área da saúde.

 

 

Palavras-chave: Biofótons. Radiação eletromagnética. Espécies reativas de oxigênio. Teoria quântica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-22
Seção
Artigos