Estudo comparativo das características físico-químicas dos Florais de Bach

Autores

  • Cristiano Alexandre de Andrade Neiva de Lima Centro Universitário Campos de Andrade - UNIANDRADE
  • Javier Salvador Gamarra Júnior Centro Universitário Campos de Andrade - UNIANDRADE
  • Vinícius Bednarczuk de Oliveira Centro Universitário Internacional - UNINTER

Palavras-chave:

Florais de Bach, Ultradiluições, Análise de Controle, florais de Bach; ultradiluições; análise de controle.

Resumo

Os remédios florais de Bach são reconhecidos pela Organização Mundial da Saúde desde 1956 e ainda há pouca compreensão a respeito do seu funcionamento. Realizando uma varredura em base de dados, verificou-se trabalhos experimentais de campo que tentam explicar seus fenômenos em animais, plantas e seres humanos, mas experimentos analíticos não são encontrados na literatura científica nacional e internacional. Visando contribuir para essa ciência, foram realizados experimentos com as 38 essências florais de Bach como soluções de consumo para avaliar a presença ou não de princípios ativos no espectrofotômetro UV-VIS, e testes de pH, desvio óptico e condução elétrica, a fim de tentar encontrar diferenças entre essas essências, pois são consideradas soluções ultradiluídas, o que nos traria resultados negativos. Com exceção da espectrofotometria, foram encontradas diferenças entre elas, demonstrando que existem outras influências além de princípios ativos que alteram as propriedades dessas soluções, como a retenção da informação pela água, confirmada por experimentos homeopáticos.

Palavras-chave: florais de Bach; ultradiluições; análise de controle.

Abstract

The World Health Organization has recognized the Bach flower remedies since 1956, and there is still little understanding of how they work. Exploring the database, we have verified experimental fieldwork that tries to explain its phenomena in animals, plants and humans, but the research didn’t find any analytical experiments in the national and international scientific literature. The study evaluated the 38 flower essences of Bach as consumer solutions, assessing the presence or absence of active principles in the UV-VIS spectrophotometry apparatus and ph, optical deviation and electric conduction tests. The objective was to find differences between these essences since they are considered ultradiluted solutions, leading to negative results. These differences were noticed, except in spectrophotometry, demonstrating that there are other influences besides active principles that alter the properties of these solutions — including the retention of information by water, confirmed by homeopathic experiments.

Keywords: Bach Flower Remedies; ultramolecular dilutions; control analysis.

Resumo

Los remedios florales de Bach son reconocidos por la Organización Mundial de la Salud desde 1956 y todavía hay poca comprensión respeto a su funcionamiento. Realizando una exploración en base de datos, se ha verificado trabajos experimentales de campo que intentan explicar sus fenómenos en animales, plantas y seres humanos, pero no se ha encontrado experimentos analíticos en la literatura científica nacional e internacional. Buscando contribuir para esa ciencia, se han realizado experimentos con las 38 esencias florales de Bach como soluciones de consumo para evaluar la presencia o no de principios activos en el espectrofotómetro UV-VIS, y pruebas de pH, desviación óptica y conducción eléctrica, a fin de intentar encontrar diferencias entre esas esencias, pues son consideradas soluciones ultradiluídas, lo que nos traería resultados negativos. Con excepción de la espectrofotometría, fueron encontradas diferencias entre ellas, demostrando que existen otras influencias además de principios activos que alteran las propiedades de esas soluciones, como la retención de la información por el agua, confirmada por experimentos homeopáticos.

Palabras clave: flores de Bach; ultradiluciones; análisis de control.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Barnard J. Remedios florais de Bach: forma e função [Bach flower remedies: form and function]. Cardellini L and Marx M, translators. Sao Paulo: Prol Editora; 2012. 505 p. Portuguese.

De-Souza MM, Garbeloto M, Denez K, Eger-Mangrich I. Avaliação dos efeitos dos florais de Bach em camundongos através de modelos farmacológicos específicos. Rev Bras Farmacog. 2006 Jul-Sep;16(3):365-71. Portuguese.

Pacheco FR. Essencia protecao e equilíbrio: o primeiro floral especifico no mundo a ter um controle especifico de qualidade [Essence of protection and balance: the first specific floral in the world to have specific quality control]. Revista Portal Natural [Internet]. 2015 Nov. [cited 2016 Sep 20]. Available from: http:// http://www.revistaportalnatural.com.br/destaques-detalhe/16/essencia-protecao-e-equilibrio-o-primeiro-floral-do-mundo-a-ter-controle-especifico-de-qualidade Portuguese.

Ramsell, J. Florais de Bach: perguntas e respostas [Bach flowers: questions and answers]. Winkler M, translator. Rio de Janeiro: ABDR; 1998. 128 p. Portuguese.

Vohra DS. Bach Flower Remedies. A Comprehensive study. Part I e II. 2nd ed. New Delhi, India: Health Harmony; 2005.

Coringa E. Analise Instrumental [Instrumental Analysis]. Centro Federal de Educacao Tecnologica do Mato Grosso – UNED Bela Vista. Curso tecnico modular em Quimica [Modular technical course in Chemistry]. Cuiaba (Brazil), 2006. Portuguese.

Lisboa SP. Alterações de propriedades físico-químicas da água tratada com homeopatia [Alterations in the physico-chemical properties of homeopathy-treated water]. [dissertation]. [Vicosa (Brazil)]: Universidade Federal de Vicosa; 2010. 57 p. Available from: https://www.locus.ufv.br/bitstream/123456789/1140/1/texto%20completo.pdf Portuguese.

Nobrega D. A memória da água e outras hipóteses para compreensão do possível mecanismo de ação dos medicamentos homeopáticos: uma revisão. Monografia (Graduação Em Farmácia) – Universidade Federal Paraíba, João Pessoa, 2015. Portuguese.

Rao M, Roy R, Bell IR, Hoover R. The defining role of structure (including epitaxy) in the plausibility of homeopathy. J. Homp. 2007;96:175-82.

Rey L. Thermoluminescence of ultra-high dilutions of lithium chloride and sodium chloride. Physica A. 2003;323:67-74.

Elia V, Napoli E, Germano R. The ‘memory of water': an almost deciphered enigma. Dissipative structures in extremely dilute aqueous solutions. J. Homp. 2007;96:163-9.

Abreflor. Manual para terapeutas florais. Procedimentos para preparacao de essencias florais e campos de consciencia. Manual para preparo e esterilização [Manual for flower therapists. Procedures for preparing flower essences and fields of consciousness. Manual for preparation and sterilization]. Sao Paulo: Abreflor; 2004. Portuguese.

Teixeira MZ. Evidências científicas da episteme homeopática [Scientific evidence of the homeopathic episteme]. Rev. homeopatia. 2011;74(1/2):33-56. Portuguese.

Anvisa (BR). Farmacopeia brasileira [Brazilian Pharmacopoeia]. vol. 1. 5. ed. Brasília: Anvisa; 2010. Portuguese.

Hage DS, Carr JD. Quimica analitica e analise quantitativa [Analytical chemistry and quantitative analysis]. Yamamoto SM, translator. Sao Paulo: Pearson; 2011. 720 p. Portuguese.

Embrapa. Manual de procedimentos de amostragem e analise fisico-quimica da agua [Manual of sampling procedures and physical-chemical analysis of water]. Colombo, PR (Brazil): Embrapa; 2011. Portuguese.

Downloads

Publicado

2023-12-04

Como Citar

DE ANDRADE NEIVA DE LIMA , C. A.; SALVADOR GAMARRA JÚNIOR, J.; BEDNARCZUK DE OLIVEIRA, V. Estudo comparativo das características físico-químicas dos Florais de Bach. Revista Brasileira de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, [S. l.], v. 3, n. 5, p. 108–119, 2023. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistasaude/index.php/revista-praticas-interativas/article/view/1380. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos