Efeitos do fitofármaco Ziclague® sobre a espasticidade, amplitude de movimento e funcionalidade global em paciente com quadriparesia espástica – estudo de caso

  • Mariane Santos Dórea
  • Fernanda Maria Cercal Eduardo
  • Maria de Fátima Fernandes Vara
  • Elgison da Luz dos Santos

Resumo

A encefalopatia crônica não progressiva da infância (ECNPI) é um distúrbio cerebral que acarreta ao indivíduo alterações motoras, sensitivas e cognitivas; sua maior incidência é a do tipo espástica, presente em cerca de 75% dos casos e provoca aumento do tônus muscular. Entre os tratamentos disponíveis, a utilização do fitoterápico Ziclague® tem ganhado destaque, pois traz benefícios quando associado ao tratamento fisioterapêutico e pela significativa ausência de efeitos colaterais. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do Ziclague® sobre a alteração do tônus espástico dos músculos adutores do ombro, na amplitude de movimento desta articulação e no seu desempenho funcional global, em uma paciente com quadriparesia espástica. Trata-se de um estudo de caso, realizado com uma criança com 9 anos de idade com diagnóstico clínico de ECNPI, que foi avaliada pela Global Motor Funcional Measure (GMFM), pela Escala Modificada de Ashworth (EMA) e pela eletrogoniometria Biofeed, antes e depois da aplicação do Ziclague®. A primeira avaliação foi realizada antes do início da terapia e a segunda 15 minutos após a aplicação do Ziclague®. Foi observada melhora nos escores da escala GMFM, do eletrogoniômetro-biofeed bem como na Escala Modificada de Ashworth, comprovando que a utilização do Ziclague® associada à fisioterapia traz grandes benefícios para os pacientes.

Palavras-chave: paralisia cerebral; espasticidade; Ziclague.

Abstract

Childhood Chronic Non-progressive encephalopathy (CNPE) is a brain disorder that causes motor, sensory and cognitive changes in the individual; its highest incidence is the spastic type, present in about 75% of the cases and causes an increase in muscle tone. Among the available treatments, the use of Ziclague® herbal medicine has gained prominence, bringing benefits when associated with the physiotherapeutic treatment and the significant absence of side effects. Therefore, the objective of this study was to evaluate the effect of Ziclague® on the alteration of spastic tonus of shoulder adductor muscles, in the range of motion of this joint, and its global functional performance, in a patient with spastic quadriparesis. The present study is a case study with a 9-year-old child with a clinical diagnosis of CNPE who was evaluated by the Global Motor Functional Measure (GMFM), Ashworth Modified Scale (AMS) and Biofeed electrogoniometry system, before and after applying Ziclague®. The first evaluation was performed at the beginning of the therapy and the second 15 minutes after the application of Ziclague®. Improvements were observed in the scores of the GMFM scale, the Biofeed electrogoniometer and the Modified Scale Ashworth, proving that the use of Ziclague® associated with physiotherapy brings significant benefits to patients.

Keywords: cerebral palsy; spasticity; Ziclague.

Resumen

La encefalopatía crónica no progresiva de la infancia 9ECNPI) es un disturbio cerebral que le genera al individuo alteraciones motoras, sensitivas y cognitivas; su principal incidencia es la de tipo espástico, presente en cerca de 75% de los casos y que produce el aumento del tono muscular. Entre los tratamientos disponibles, la utilización del fitoterápico Ziclague® se ha destacado, pues se ha revelado beneficioso cuando asociado al tratamiento fitoterapéutico y por la significativa ausencia de efectos colaterales. De esa manera, el objetivo de este estudio fue evaluar el efecto del Ziclague® sobre la alteración del tono espático de los músculos aductores del hombro, en la amplitud de movimiento de esa articulación y en su desempeño funcional global, en una paciente con cuadriparesia espástica. Trata-se de un estudio de caso, realizado con una niña de 9 años con diagnóstico clínico de ECNPI, evaluada por la Global Motor Funcional Measure (GMFM), por la Escala Modificada de Ashworth (EMA) y por la electrogoniometría Biofeed, antes y después de la aplicación del Ziclague®. La primera evaluación se realizó antes del inicio de la terapia y la segunda 15 minutos después de la aplicación del Ziclague®. Se observó mejora en los índices de la escala GMFM, del electrogoniómetro-biofeed, así como en la Escala Modificada de Ashworth, lo que comprueba que la utilización del Ziclague® asociada a la fisioterapia produce grandes beneficios para los pacientes.

Palabras-clave: parálisis cerebral; espasticidad; Ziclague.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane Santos Dórea

Discente do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Campos de Andrade, Curitiba, Brasil.

Fernanda Maria Cercal Eduardo

Fisioterapeuta, Mestre em Tecnologia em Saúde, Professora do curso de Fisioterapia Uninter, Curitiba/PR, Brasil.

Maria de Fátima Fernandes Vara

Fisioterapeuta, Doutoranda em Tecnologia em Saúde, Professora do curso de Fisioterapia da Faculdade Paranaense, Curitiba/PR, Brasil.

Elgison da Luz dos Santos

Fisioterapeuta, Doutor em Tecnologia em Tecnologia em Saúde, Professor do curso de Fisioterapia Uninter e Faculdade Paranaense, Curitiba/PR, Brasil.

Referências

Rothstein JR, Beltrame TS. Características motoras e biopsicossociais de crianças com paralisia cerebral. Rev. Bras. Ciên. Mov. 2013;21(3):118-126. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v21n3p118-126

Zanini G, Cemin NF, Peralles SN. Paralisia cerebral: causas e prevalências. Fisioter. Mov. 2009 [acesso em 21 jun. 2020];22(3):375-81. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/fisio/article/viewFile/19461/18801

Mancini MC, Schaper C, Figueiredo EM. Gravidade da paralisia cerebral e desempenho funcional. Rev. Bras. Fisioter. 2004 [acesso em 21 jun. 2020];8(3): 253-60. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/238674945_Gravidade_da_paralisia_cerebral_e_desempenho_funcional

Lianza S. Consenso nacional sobre espasticidade. Diretrizes para diagnósticos e tratamentos. São Paulo: Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação SBMFR; 2001.

Cargnin APM, Mazzitelli C. Proposta de tratamento fisioterapêutico para crianças portadoras de paralisia cerebral espástica, com ênfase nas alterações musculoesqueléticas. Rev. Neurociênc [Internet]. 2003;11(1):34-9. Disponível em: https://doi.org/10.34024/rnc.2003.v11.8892

Franco RLLD. Análise cinemática da marcha de crianças diplégicas nível I e II do GMFCS [dissertação na Internet]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais; 2009 [acesso em 21 jun. 2020]. 65 p. Disponível em: http://www.eeffto.ufmg.br/mreab/documentos_new/Dissertpdf/RosaLourdes.pdf

Cândido EAF, Xavier FL. Viabilidade do uso do óleo essencial da Alpinia zerumbet, Zingiberaceae, na otimização do tratamento fisioterapêutico em paralisia cerebral espástica. Arq. Bras. Neurocir. 2012;31(3):110-15.

Freitas MM. Efeitos do fitofármaco Ziclague® sobre a espasticidade decorrente de traumatismo raquimedular experimentalmente induzida [dissertação na Internet]. Aracajú: Universidade Tiradentes; 2016 [acesso em 20 jun. 2020]. 113 p. Disponível em: https://openrit.grupotiradentes.com/xmlui/bitstream/handle/set/3081/MAYANNA%20MACHADO%20FREITAS.pdf?sequence=1

Tortora GJ, Derrickson B. Corpo humano: fundamentos de anatomia e fisiologia. Porto Alegre: Artmed Editora; 2016.

Oliveira EL. Contração de músculo estriado esquelético de anfíbio induzida pelo eugenol: estudos do mecanismo de ação [dissertação na Internet]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 2003 [acesso em 20 jun. 2020]. 189 p. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/11764/Tese%20Edson%20Luiz%20Oliveira.PDF?sequence=1&isAllowed=y

Cerqueira FL, Cerqueira FL, Albuquerque Jr RLC, Zini CA, Caraman EB, Cândido EAF. Efeitos da cinesioterapia associada ao bioproduto à base do óleo essencial da Alpinia zerumbet sobre o colágeno dos tecidos musculares espásticos de ratos pós-lesão medular. InterSciencePlace. 2015;10(4);127-206. Disponível em: http://dx.doi.org/10.6020/1679-9844/v10n4a7

Santos MDC, Ferreira MER, Santos MMS, Da Cruz LL, Cândido EAF. Classificação da funcionalidade de pacientes com síndrome piramidal tratados com Ziclague®. In: Resumos do 3º Congresso Internacional de Atividade Física, Nutrição e Saúde; 2017 Sept 19-22. Aracajú: Universidade Tiradentes; 2017 [acesso em 20 jun. 2020]. Disponível em: https://eventos.set.edu.br/CIAFIS/article/view/6292

Melo LA. Efetividade do uso tópico do óleo essencial de Alpinia zerumbet no tratamento de pacientes com fibromialgia [tese na Internet]. São Cristóvão -SE: Universidade Federal de Sergipe; 2014 [acesso em 20 jun. 2020]. 135 p. Disponível em: https://ri.ufs.br/bitstream/riufs/3299/1/LORENA_ALMEIDA_MELO.pdf

Bohannon RW, Smith MB. Interrater reliability of a Modified Ashworth Scale of muscle spasticity. Phys Ther, v.67, p.206-207, 1987. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3809245/ doi: 10.1093/ptj/67.2.206. PMID: 3809245

Palácio SG,Ferdinande AKS, Gnoatto FC. Análise do desempenho motor de uma criança com hemiparesia espástica pré e pós-tratamento fisioterapêutico: estudo de caso. Ciênc. Cuid. Saúde. 2008;7:127-31. Disponível em: https://doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v7i0.6583

Oliveira LT. Desenvolvimento de uma interface para terapia de biofeedback para pacientes com AVC utilizando eletromiógrafo e eletrogoniômetro. Abakós. 2014;3(1):75-86, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.5752/P.2316-9451.2014v3n1p75

Oliveira EL. Contração de músculo estriado esquelético de anfíbio induzida pelo eugenol: estudos do mecanismo de ação [dissertação na Internet]. Curitiba: Universidade Federal do Paraná; 2007. 151 p. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/11764/Tese%20Edson%20Luiz%20Oliveira.PDF?sequence=1&isAllowed=y

Pina LV, Loureiro APC. O GMFM e sua aplicação na avaliação motora de crianças com paralisia cerebral. Fisioter. Mov. 2006 [acesso em 21 jun. 2020];19(2):91-100. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/fisio/article/view/18705/18126

Coffito. Acórdão nº 611, de 1º de abril de 2017- normatização da utilização e/ou indicação de substâncias de livre prescrição pelo fisioterapeuta. Diário Oficial da União. 2017 abril 25;78(seção 1):82.

Publicado
2021-07-14
Seção
Artigos