Comunicação na crise pandêmica:

a problemática do medo nos discursos mediáticos sobre a Covid-19 em Moçambique

Autores

  • Ernesto Saúl Nhapanze Universidade Wutivi

Resumo

A par de outras realidades geográficas, o fluxo informacional sobre a Covid-19 em Moçambique gravitou em torno das orientações emitidas à escala global através da Organização Mundial da Saúde. Entre as várias prioridades preventivas, consta a compreensão de como os protocolos sanitários de prevenção seriam comunicados, considerando a necessidade de adoção de estratégias comunicativas que evitassem a propagação do medo e pânico. O presente artigo discute, por isso, a gestão da problemática do medo nos discursos mediáticos sobre a pandemia, à luz da teoria do agendamento. A análise apoia-se nas comunicações presidenciais e dos discursos reproduzidos pelos media televisivos (STV e Televisão de Moçambique). Complementa-se, por outro lado, com entrevistas semiestruturadas, para auxiliar a interpretação da influência das fontes nos destaques e nos discursos mediáticos construídos à volta da pandemia.

Palavras-chave: pandemia; media; discurso; medo; pânico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ernesto Saúl Nhapanze, Universidade Wutivi

Mestre em Jornalismo e Estudos Editoriais pela Universidade Wutivi. 

Downloads

Publicado

2023-11-03

Como Citar

NHAPANZE, E. S. Comunicação na crise pandêmica: : a problemática do medo nos discursos mediáticos sobre a Covid-19 em Moçambique . Revista UNINTER de Comunicação, [S. l.], v. 11, n. 18, p. 68–83, 2023. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistacomunicacao/index.php/revista/article/view/914. Acesso em: 24 jun. 2024.