Afroempreendedorismo feminino como processo comunicacional

Autores

Resumo

Este artigo tem o objetivo de refletir sobre o afroempreendedorismo feminino, entendido como um processo comunicacional, na perspectiva de Sodré (2014). Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, realizada por meio de análise bibliográfica. Construiu-se um entendimento do afroempreendedorismo fundamentado em valores e crenças da ancestralidade africana e afro-brasileira, que coloca em evidência a comunicação como processo de instauração de vínculos sociais entre as mulheres negras empreendedoras.

Palavras-chave: afroempreendedorismo feminino; comunicação; valores; ancestralidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Baia, Universidade Federal do Maranhão

Mestranda pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Maranhão | Graduada em Comunicação Social- Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão-UFMA | Membro do Grupo de Pesquisa ETC - comunicação, tecnologia e economia (UFMA/CNPq). 

Ramon Bezerra Costa, Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Doutor e Mestre em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa do Pós-Graduação em Comunicação (Mestrado Profissional) da UFMA. Coordenador do Grupo de Pesquisa ETC - Comunicação, Tecnologia e Economia.

Downloads

Publicado

2023-11-03

Como Citar

BAIA, L.; BEZERRA COSTA, R. Afroempreendedorismo feminino como processo comunicacional. Revista UNINTER de Comunicação, [S. l.], v. 11, n. 18, p. 144–173, 2023. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistacomunicacao/index.php/revista/article/view/904. Acesso em: 24 jun. 2024.