Bullying e inclusão social no cinema: análise do filme Extraordinário

Autores

  • Luiz Felipe Bolis Rodrigues
  • Cássia Lobão Assis Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

DOI:

https://doi.org/10.21882/ruc.v7i12.774

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compreender a presença, no cinema, de temáticas como o bullying, doravante tendo como objeto o filme Extraordinário (Stephen Chbosky, 2017). A análise filmográfica aqui presente considera aspectos sonoros, dialógico-textuais e imagéticos. No geral, busca-se entender a importância do cinema no trato com temas socialmente recorrentes no mundo contemporâneo, como a questão da educação inclusiva, por exemplo.

DOI: 10.21882/ruc.v7i12.774

Recebido em: 10/03/2019

Aceito em: 14/06/2019

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Felipe Bolis Rodrigues

Graduando em jornalismo na Universidade Estadual da Paraíba, UEPB

Cássia Lobão Assis, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB)

Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP) e docente do curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba

Downloads

Publicado

2019-06-29

Como Citar

BOLIS RODRIGUES, L. F.; LOBÃO ASSIS, C. Bullying e inclusão social no cinema: análise do filme Extraordinário. Revista UNINTER de Comunicação, [S. l.], v. 7, n. 12, p. 52–64, 2019. DOI: 10.21882/ruc.v7i12.774. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistacomunicacao/index.php/revista/article/view/774. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos