Comunicação vintage: processo de remediação na publicidade online

Autores

  • Lucas Bragança Universidade Federal do Espírito Santo
  • Lygia Perini Muniz

DOI:

https://doi.org/10.21882/ruc.v6i10.705

Resumo

Quando pensamos sobre as características da internet logo vem à mente a palavra ‘inovação’, mas será que essa característica está presente em todos os âmbitos digitais? Estaríamos vivendo, no campo da publicidade, uma nova prática comunicacional ou nos encontramos presos a adaptações de formatos preconcebidos? É a partir desse questionamento que o trabalho tem seu ponto de partida. Nos propomos a estudar acerca da genealogia dos formatos publicitários que, em grande parte, são entendidos como frutos de um processo de remediação, termo proposto por Bolter e Grusin (1998) que aponta para uma adaptação de formatos de mídias prévias sempre que uma nova plataforma comunicacional surge.

DOI: 10.21882/ruc.v6i10.705

Recebido em: 21/09/2017

Aceito em: 03/05/2018

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Bragança, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestrando em Comunicação e Territorialidades pela Universidade Federal do Espírito Santo na linha Práticas e Processos Comunicacionais. Graduado em Comunicação Social pela mesma instituição. Bolsista da Capes.

Referências

BOLTER, D.; GRUSIN, R. Remediation: Understanding New Media. Cambridge: The MIT Press, 1999.

CASTELLS, Manuel. A Galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

CRARY. J. 24/7: Capitalismo Tardio e os Fins do Sono. São Paulo: Cosac Naify, 2014

HARAWAY, Donna. Manifesto Ciborgue. Ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. in Antropologia do Ciborgue. As vertigens do pós-humano. (org, Tomaz Tadeu). Belo Horizonte: Autêntica editora, 2000.

JOHNSON, Steven. Cultura da interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

LEMOS, André. Cibercultura – tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2004.

MANOVICH, Lev. El linguaje em los nuevos médios de comunicación: la imagen em la era digital. Trad. Óscar Fontrodona. 1.ed. Buenos Aires: Paidós, 2006.

_______. Quem é o autor? Sampleamento/Remixagem/Código aberto. In: BRASIL, André et al (Org.). Cultura em Fluxo: Novas Mediações em Rede. Belo Horizonte: Puc-Minas, 2004.

_______. El lenguaje de los nuevos medios de comunicación: la imagen en la era digital. Buenos Aires: Paidós, 2005.

PEREIRA, Vinícius A. Práticas de Comunicação e Linguagens Publicitárias nos Meios Digitais: Explorando o Projeto Transficção. 2006. Artigo (Intercom). Disponível em: [ http://bit.ly/2xkVOkO ]

_______. Transficção: Narrativas Multilineares, Mídias Híbridas e Ambientes Pró-Branding. Revista da ESPM, volume 13; ano 12; ed. n.º1; Jan/Fev 2006.

_______. Tendência das Tecnologias de Comunicação: da fala às mídias digitais. in Prazeres Digitais: Computadores, Entretenimento e Sociabilidade. Sá e Enne(orgs). Rio de Janeiro: E -papers Serviços Editoriais Ltda., 2004.

_______. Práticas de comunicação em redes tele-informáticas e a lógica das linguagens digitais: construindo modelos de propaganda e de marketing no ciberespaço. 2007. Relatório de Pesquisa – Centro de Altos Estudos em Propaganda e Marketing. Disponível em: [ http://bit.ly/2jNTHCX ]

Downloads

Publicado

2018-06-29

Como Citar

BRAGANÇA, L.; MUNIZ, L. P. Comunicação vintage: processo de remediação na publicidade online. Revista UNINTER de Comunicação, [S. l.], v. 6, n. 10, p. 35–47, 2018. DOI: 10.21882/ruc.v6i10.705. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistacomunicacao/index.php/revista/article/view/705. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos