Nike sem limites: a linguagem publicitária audiovisual de reposicionamento da marca

Autores

  • Rafael Jose Bona Universidade do Vale do Itajaí
  • Juliana Silveira Esperidião Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.21882/ruc.v5i9.692

Resumo

No atual cenário das marcas globais, a linguagem publicitária audiovisual apresenta influência em seu processo de reposicionamento.  A Nike é uma multinacional fundada em 1964 que, em 2016, teve seu posicionamento padrão rompido a partir da veiculação em âmbito mundial da campanha Unlimited. Ao fundamentar-se nessa observação, o objetivo desta pesquisa é analisar a publicidade dos filmes da marca por meio da técnica audiovisual, do texto publicitário e do endosso de celebridades presentes em três comercias da campanha. Para tanto, realiza-se uma pesquisa descritiva de abordagem qualitativa, cujo instrumento de interpretação dos dados consiste na análise de conteúdo. Os principais resultados demonstram uma comunicação dinâmica que vai ao encontro da personalidade da Nike e reitera ao espectador o espírito heroico e “sem limites” a partir dos aspectos analisados.

 

UNLIMITED NIKE: THE AUDIOVISUAL PUBLICITY LANGUAGE OF THE BRAND REPOSITIONING

In the current cenary of global brands, the audiovisual publicity language has an influence on its repositioning process. Nike is a multinational corporation founded in 1964 that in 2016 had its standard positioning broken by the worldwide placement of the Unlimited campaign. Based on this observation, the objective of this research is to analyze the advertisement of the brand's films through audiovisual techniques, advertising texts and the endorsement of celebrities present in three commercials of the campaign. Therefore, a descriptive research of a qualitative approach is carried out, whose instruments of interpretation of the data consists in the analysis of the content. The main results show a dynamic communication similar to the personality of Nike and reiterate the heroic and unlimited spirit of the spectator by the analyzed aspects.

DOI: dx.doi.org/10.21882/ruc.v5i9.692

Recebido em: 22/08/2017

Aceito em: 17/11/2017

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Jose Bona, Universidade do Vale do Itajaí

Doutor em Comunicação e Linguagens (UTP). Docente da Universidade Regional de Blumenau (FURB) e da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI)

Juliana Silveira Esperidião, Universidade do Vale do Itajaí

Bolsista do curso de graduação em Publicidade e Propaganda (UNIVALI)

Referências

AKRAM, Saima et al. Factors influencing effec-tiveness of celebrity endorsement in advertising. British Journal of Marketing Studies, v. 5, n. 1, p. 1-16, jan. 2017.

AZEVEDO JUNIOR, Aryovaldo de Castro; PAOLUCCI, Luciana. Um case de marketing global: Nike Inc.. 2007. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2007/resumos/R1427-1.pdf>. Acesso em: 28 jan. 2017.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BARRETO, Tiago. Vende-se em 30 segundos: manual do roteiro para filme publicitário. São Paulo: SENAC, 2004.

CARRASCOZA, João Anzanello. Razão e sen-sibilidade no texto publicitário: como são feitos os anúncios que contam histórias. São Paulo: Futura, 2007.

CITELLI, Adilson. Linguagem e persuasão. 16. ed. São Paulo: Ática, 2007.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: SAGE, 2010.

ELIN, Larry; LAPIDES, Alan. O comercial de televisão: planejamento e produção. 1. ed. São Paulo: Bossa Nova, 2006.

GARIBALDI, Carola. Tesis de Valuación de Nike. Universidad de SanAndrés. 2016. Disponível em:

<http://repositorio.udesa.edu.ar/jspui/bitstream/10908/12029/1/%5bP%5d%5bW%5d%20T.M.%20Fin.%20Garibaldi%2c%20Carola.pdf>. Acesso em: 24 abr. 2017.

INTERBRAND. Best Global Brands 2016: ranking Nike. 2016. Disponível em: <http://interbrand.com/best-brands/best-global-brands/2016/ranking/nike/>. Acesso em: 28 jan. 2017.

KOTLER, Philip. Administração de marke-ting: análise, planejamento, implementação e controle. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MARTINS, Jorge S. Redação publicitária: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1997.

MATTAR, Fauze Najib; MOTTA, Sérgio Luis Stirbolov. Pesquisa de marketing: metodologia, planejamento, execução e análise. 7. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

MERIGO, Carlos. Nike destrói seu próprio slogan para mostrar o que é não ter limites. 2016. Disponível em:

<http://www.b9.com.br/66423/advertising/nike-destroi-seu-proprio-slogan-para-mostrar-o-que-e-nao-ter-limites/>. Acesso em: 24 abr. 2017.

NIKE. Home. 2017. Disponível em: <http://www.nike.com.br/>. Acesso em: 24 abr. 2017.

RIES, Al; TROUT, Jack. Posicionamento: a batalha pela sua mente. São Paulo: Makron Books, 2002.

SANDMANN, Antônio José. A linguagem da propaganda. 7. ed. São Paulo: Contexto, 2003.

SHIMP, Terence A. Propaganda e Promoção: aspectos complementares da comunicação inte-grada de marketing. 5. ed. Porto Alegre: Book-man, 2002.

SIEVERT, Marilde. Texto publicitário: dicas não são receitas. Blumenau: Edifurb, 2001.

YOUTUBE. Unlimited. Nike. 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/playlist?list=PLNqKTn4CuEXc9ZBS4zUh_6wSOJLsnPtya>. Acesso em: 21 jun. 2017.

Downloads

Publicado

2017-12-08

Como Citar

BONA, R. J.; ESPERIDIÃO, J. S. Nike sem limites: a linguagem publicitária audiovisual de reposicionamento da marca. Revista UNINTER de Comunicação, [S. l.], v. 5, n. 9, p. 19–33, 2017. DOI: 10.21882/ruc.v5i9.692. Disponível em: https://www.revistasuninter.com/revistacomunicacao/index.php/revista/article/view/692. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos