[1]
M. C. de M. Serra e A. C. Viana, “Significando a violência obstetrícia frente às formações médica e jurídica: erro médico ou violência de gênero”, ius gentium, vol. 10, nº 1, p. 48-64, ago. 2019.